Cachorro pode comer doce? Veja os motivos para não oferecer

Oferecer doces e sobremesas para os cachorros não é uma boa ideia. O açúcar e outras substâncias podem ser tóxicas para eles. Veja mais!
cachorro tomando sorvete

Há uma série de alimentos que, por mais que o nosso amigo peludo nos peça, é melhor não darmos a ele, como no caso dos doces e das deliciosas sobremesas. Alguns dos mais perigosos são aqueles que contêm açúcar, como chocolate, chips ou guloseimas. Por mais deliciosos que possam parecer, são extremamente nocivos para a saúde dos cães, uma vez que o organismo deles não consegue processar os doces.

Embora um pouco de doce não vá comprometê-lo, é muito melhor prevenir do que remediar. Neste artigo, vamos explicar de maneira detalhada o porquê dos doces serem tão perigosos para os cachorros. Acompanhe!

Por que os cães não podem comer doce?

Cachorro não pode comer doce, pois se a quantidade ingerida for grande, pode acabar resultar em dor de estômago, gases, vômitos e diarreia. A longo prazo, essas pequenas quantidades podem causar intoxicação, obesidade e diabetes no animal. Isso ocorre porque o chocolate, assim como os doces à base de café ou chá, contêm uma substância chamada teobromina. Quando se acumula, causa nervosismo e inquietação, além da destruição de células no organismo do animal.

No caso das frutas doces, principalmente manga ou banana, contêm grande quantidade de glicose, o que causa os mesmos sintomas da teobromina, mas em menor escala. Logo, o único doce que os cães podem ingerir são as frutas permitidas para eles, mas em pequena quantidade e cerca de uma vez na semana.

Fique atento! É importante que o tutor opte por oferecer ao pet frutas com um nível de açúcar mais baixo, como o morango, maracujá, framboesa ou amora. Uma boa ideia é fazer picolé natural de frutas, sem adição de nenhum açúcar ou mel. Assim o cão se delícia de maneira segura e saudável.

Como os doces afetam a saúde dos cães?

O acúmulo de açúcares pode causar muitos problemas de saúde. Assim como acontece com os humanos, o cachorro pode desenvolver diabetes, pancreatite, obesidade, problemas dentários (cáries, tártaro, perda de dentes), alterações no sangue e no sistema circulatório, e em casos graves, mortes por intoxicação causado pelo açúcar.

Se você suspeita que o seu cachorro ingeriu doces e apresenta quadros de intoxicação, o melhor que você pode fazer é levá-lo com urgência ao veterinário para exames e um bom tratamento seja realizado. Alguns sinais de intoxicação por açúcar são: apatia, vômito, inchaço abdominal, desmaio e diarreias.

Além disso, qualquer outro tipo de açúcar, por mais natural que seja, como no caso do mel, deve ser evitado. Adoçantes como xilitol e elitritol também não devem ser oferecidos aos cães em hipótese alguma, pois são extremamente tóxicos e nocivos. Lembre-se que a saúde e o organismo dos cães funcionam e recebem os alimentos de maneira diferente, por isso, a dieta dele deve ser prescrita por um profissional. Boa sorte!

Comentários