Tudo sobre a raça Doberman

O Doberman ou Dobermann Pinscher é um cão forte e potente, com contextura física atlética e mandíbulas poderosas. Conheça detalhes de suas características, temperamento, imagens, filhotes e muito mais. Confira!
  • Tudo sobre Doberman
  • Doberman na água
  • Doberman marrom na grama
  • Doberman branco deitado
  • Quanto custa um Doberman
  • Doberman Pinscher
  • Doberman preto
  • Doberman alerta
  • Doberman deitado na grama
  • Doberman no meio das flores
  • Doberman brincando
  • Doberman correndo
  • As diferentes cores de Doberman

O Doberman ou Dobermann Pinscher é um cão forte e potente, com contextura física atlética e mandíbulas poderosas. Destaca-se por seu caráter sempre alerta, por sua facilidade de aprender e incrível capacidade de memorização. Não é à toa que ocupam um lugar privilegiado entre os TOP 5 do ranking de cães mais inteligentes do mundo.

Infelizmente, desde seu nascimento como raça, os Dorbermans acumulam injustamente uma enorme quantidade de mentiras e mitos falsos sobre seu temperamento e sua saúde. Não é raro escutar alguém dizer que o Doberman não reconhece seus donos ou que possui um instinto agressivo. Nada disso é verdade e, hoje, nós te propomos conhecer melhor esta raça para compreender sua grande sensibilidade e nobre caráter. Confira as principais características do Doberman, seu comportamento, sua saúde e os cuidados que requer para se manter feliz e saudável.

Índice – você encontrará as seguintes informações nesse artigo:

  1. Ficha técnica do Doberman
  2. Características da raça
  3. Personalidade e temperamento
  4. Características físicas
  5. Cuidados básicos
  6. Cuidados com a saúde do Doberman
  7. Filhote de Doberman
  8. Qual é o preço de um Doberman?
  9. Dúvidas sobre a raça
  10. Origem e História

Ficha técnica da raça Doberman:

Adaptação
Bom para apartamento
Gosta de ficar sozinho
Gosta de outros cachorros
Gosta de gatos
Gosta de estar com a família
Higiene e saúde
Cuidados com a higiene
Riscos com a saúde
Solta pelos
Tamanho
Treinamento
Fácil de adestrar
Necessidade de exercícios físicos
Late muito
Gosta de brincadeiras
Características da raça:

Grupo: Grupo dos Trabalhadores
Altura média: 61 cm a 68 cm para fêmeas e 66 cm a 72 cm para machos
Peso: 32 kg a 35 kg para fêmeas e 40 kg a 45 kg para machos
Personalidade: Inteligente, Energético, Destemido, Leal, Obediente, Alerta, Confiante
Expectativa de vida: 10 a 13 anos

Temperamento e personalidade do Doberman

Novamente, queremos deixar bem claro que existem muitas mentiras na crença popular sobre o caráter do Doberman. Por isso, tenha muito cuidado com as informações sobre esta raça e sempre procure se informar melhor antes de acreditar em mitos e mentiras.

O Doberman é um cão extremamente inteligente e sensível que, quando bem ensinado, pode aprender e memorizar facilmente uma extraordinária variedade de comandos, truques, tarefas e esportes. Como exímio cão de guarda, é dono de uma personalidade forte e importante instinto dominador. Por isso, sua educação e socialização devem ser trabalhadas desde seus primeiros meses de vida.

Personalidade do Doberman
O Doberman é um cão extremamente inteligente e sensível

Como todo cão dominante, o Doberman estará pronto para se impor quando não encontra, em seu tutor, a figura de um autêntico líder. Por isso, esta raça requer preferencialmente um tutor experiente e dedicado, que conte com a paciência, o carinho e o conhecimento para transmitir as normas da casa de forma positiva. É crucial recordar que o uso de violência ou métodos abusivos é contra produtivo para a educação de todo cachorro e favorece o desenvolvimento de condutas agressivas.

Quando bem educado, o Doberman se mostra extremamente confortável, amoroso e devoto ao seu núcleo familiar. Porém, não se assuste se seu Doberman adotar uma postura desconfiada com a chegada de visitas no seu lar. Seu instinto de guarda faz com que estejam sempre alertas a estímulos estranhos e preparados para proteger seu território e sua família. Ao passar pelo devido processo de socialização, seu Doberman será capaz de fazer novas amizades e se divertir com outras pessoas e outros cães.

Características físicas do Doberman

O Doberman é um cão de porte grande, com corpo forte, poderoso e imponente, que revela grande elegância tanto em sua postura alerta como em seus movimentos ágeis e bem calculados. Apesar de sua musculatura bem desenvolvida, conserva um aspecto magro e atlético, não robusto.

Seu corpo é totalmente recoberto por uma pelagem curta e densa, formada por pelos lisos e secos. A coloração mais popular é a preta, porém as cores marrom, azul e fulvo também são admitidas pelo padrão da raça. Todos os exemplares devem mostrar machas de cor ferrugem nas seguintes regiões: acima dos olhos, garganta, focinho, pernas, patas e peito. Em raros casos, pode ser observada uma pequena mancha branca no peito do animal.

Confira aqui o padrão da raça

A cabeça do Doberman é uma das características físicas mais típicas desta raça. Deve ser fina e elegante, quando vista desde em cima, mas sem parecer grosseira ou excessivamente protuberante, quando vista de frente. O focinho é bem evidente e pronunciado em relação à linha do crânio, mas não deve ser nem redondo nem muito largo. Já a trufa sempre deve mostrar grandes fossas nasais. Tradicionalmente, as orelhas do Doberman eram amputadas para cumprir o padrão da raça. Felizmente, hoje em dia, muitos canis e diversos campeonatos já deixaram de aceitar as mutilações estéticas. Naturalmente, as orelhas desta raça são médias e caem para frente, à altura da bochecha.

A seguir, resumimos as principais características físicas do Doberman:

  • Altura: entre 61 cm e 68 cm para as fêmeas e entre 66 cm e 72 cm para os machos;
  • Peso corporal: de 32 kg a 35 kg para as fêmeas e de 40 kg a 45 kg para machos;
  • Contextura física: corpo alto e levemente alongado, com musculatura bem desenvolvida e estado atlético. As patas são longas e bem musculosas, o peito é profundo e forte, brindando enorme elegância ao cão;
  • Pelagem: abundante, densa e brilhosa, formada por pelos curtos, lisos e grossos. Ideal para climas quentes e temperados;
  • Cores: são aceitas as cores preto, marrom, fulvo e azul. Todos os exemplares devem mostrar machas de cor ferrugem nas seguintes regiões: acima dos olhos, garganta, focinho, pernas, patas e peito;
  • Cabeça: fina e alongada, mas não grosseira ou exageradamente protuberante em relação à linha do crânio. Focinho pronunciado, mas sem ser redondo ou demasiado largo. Expressões faciais seguras e alertas;
  • Olhos: escuros, levemente amendoados e brilhantes. Os olhos claros não fazem parte do padrão genético do Doberman e são um preocupante indicativo de tendência ao albinismo na herança genética do cão;
  • Focinho: de tamanho médio, bem ressaltado e com grandes fossas nasais. Os exemplares marrons tem a trufa também em cor marrom, porém, os demais possuem narinas pretas;
  • Cauda: de inserção alta e firme, jamais pode se dobrar sobre seu próprio extremo. O padrão da raça, felizmente, deixou de considerar a amputação de rabo e orelhas, o que é considerado uma mutilação estética desnecessária nos dias de hoje.

Cuidados básicos de cães Doberman

Muitos tutores se surpreendem ao constatar que os Dobermans são cães higiênicos e requerem cuidados simples. Com 2 escovações semanais para eliminar os pelos mortos e as impurezas, seu Dobie exibirá uma pelagem brilhosa e saudável. Os banhos podem ser dados 1 vez a cada 6 semanas (1 mês e meio) para evitar eliminar a oleosidade natural que reveste e protege seu corpo. Estes cães são muito sensíveis ao frio, por isso, lembre-se de secar bem seu Doberman após o banho e não o exponha à intempéries.

Para completar a higiene de seu Dobie, recomendamos limpar diariamente as remelas que podem se formar em seus olhos, além de escovar seus dentes, pelo menos, 3 vezes por semana. Também será bem vindo um corte de unhas a cada 2 meses.

O Doberman precisa realizar muitos exercícios diários para gastar sua energia e manter um comportamento equilibrado. Além disso, o treinamento é indispensável para que todo cão possa liberar tensão e evitar os sintomas negativos relacionados ao stress. Para manter seu Dobie ativo e atlético, recomendamos 3 passeios diários de 35 a 50 minutos. O ideal é intercalar as caminhadas suaves com atividades mais potentes, como trotes, subidas e descidas ou corridas. O Doberman também é um excelente cão para a prática de esportes, como o Agility ou o Canicross. Vale a pena iniciar seu cão nestas atividades, pois elas ajudarão a mantê-lo fisicamente e mentalmente estimulado.

Assim como todo cão, o Doberman precisa e merece uma alimentação equilibrada para se manter forte, saudável e bem disposto. Escolha sempre uma ração de excelente qualidade como base de sua dieta e lembre-se de respeitar as porções adequadas ao seu tamanho, seu peso e sua idade. Também é interessante conversar com seu veterinário sobre a possibilidade de complementar a dieta de seu Dobie com suplementos naturais e vitaminas que ajudam a fortalecer seus ossos e suas articulações, além de melhorar sua resistência física.

Por último e não menos importante, todo Doberman necessita de especial atenção à sua educação e socialização. São cães potentes, com um grande sentido de guarda e instinto territorial, por isso precisam aprender desde filhotes a se relacionar positivamente com as pessoas, com outros animais e com seu próprio território.

Saúde do Doberman

Como sua aparência permite presumir, o Doberman é um cão forte e resistente, cuja expectativa de vida fica entre 10 e 13 anos, dependendo do estilo de vida que leva cada cão. Quando recebem uma boa alimentação e os devidos cuidados, raramente adoecem. Entretanto, são cães com grande predisposição genética a desenvolver problemas de coluna, principalmente a Síndrome de Wobbler (em inglês), que afeta as vértebras e discos intervertebrais da região cervical. Também se verificou uma importante tendência à doenças cardiovasculares, principalmente cardiomiopatia.

Em menor escala, podem ser diagnosticadas as seguintes condições na raça Doberman:

Assim como qualquer outro cão, o Doberman precisa receber uma adequada medicina preventiva para manter sua boa saúde e desfrutar de uma longevidade privilegiada. Para preservar a saúde de seu peludo, realize visitas periódicas ao veterinário (de 6 em 6 meses), respeite o calendário de vacinação  e não se esqueça dos tratamentos antiparasitários internos (vermífugos) e externos (pipetas, comprimidos mastigáveis, etc.).

Filhote de Doberman

Uma Doberman fêmea, por cada gestação, costuma parir entre 3 e 4 filhotes, mas a ninhada pode chegar a 7 cachorrinhos. Estes pequeninos terão um crescimento acelerado até seus 6 ou 7 meses, porém só se tornarão adultos a partir do 1º ano de idade. Se sua Dobie fêmea está grávida ou acaba de trazer ao mundo alguns lindos cãezinhos, será muito importante controlar seu crescimento e ganho de peso semanal. Para isso, será fundamental contar com o acompanhamento de um médico veterinário durante toda a gestação e desde os primeiros dias de vida dos filhotinhos. Lembre-se que a saúde dos filhotes é mais vulnerável que a dos cães adultos, pois seu sistema imunológico ainda não está completamente desenvolvido.

Filhote de Doberman
É preciso bastante cuidado com a saúde dos filhotes

Preço do Doberman

Se você está pensando em adquirir um lindo filhote de Doberman, saiba que seu preço dependerá fundamentalmente de sua linhagem, seu sexo e do canil de origem. Para te oferecer uma estimativa, o investimento em um filhote de Doberman pode variar entre R$2100 e R$7000.

Lembre-se de optar por canis confiáveis, que estejam devidamente registrados, e cumpram com as normas de segurança e higiene. Não indicamos comprar filhotes diretamente com particulares, em pet shops ou na internet. E uma última dica: você sabia que existem muitos cachorros, de todos os tamanhos, aparências e temperamentos, esperando por uma 2ª oportunidade de receber o carinho de uma família? Adotar é um ato de amor e todo cão, seja mestiço ou de raça definida, pode aprender e brindar afeto incondicional a seus familiares

Dúvidas recorrentes sobre o Doberman

  1. O Doberman late muito?

    Não! Como bom cão de guarda, o Doberman reserva seu latido para as ocasiões adequadas. Ao reconhecer a presença de algum estranho ou escutar algum barulho anormal, seu Doberman não hesitará em latir para te avisar e para defender seu território. Porém, na sua rotina normal, este cão é silencioso e equilibrado.

  2. Posso ter um Doberman em um apartamento?

    Criar um Doberman em um apartamento requer muita devoção por parte dos tutores. Ao ser um cão enérgico, deverá realizar de 2 a 3 passeios diários, com 30 a 40 minutos cada um deles. Também precisarão manter sua mente bem exercitada, seja aprendendo novas tarefas ou se divertindo com jogos interativos ou brinquedos de sua preferência. Lembre-se que o adestramento é o melhor exercício para manter seu Doberman física e mentalmente são e ativo.

    Muita gente acredita que os cães de guarda são mais independentes, mas isso nem sempre é verdade e, definitivamente, não é o caso do Doberman. Este cão precisa receber atenção de seus tutores e requer bastante companhia para manter seu caráter equilibrado e sua boa saúde.

  3. O Doberman é um cão perigoso?

    A única resposta honesta para esta pergunta é: depende da educação que você der a seu Doberman. Não existem raças boas ou ruins, perigosas ou tranquilas. Todos os cães podem reagir de forma negativa dependendo do ambiente e do contexto em que são criados. O perigo está em educar erroneamente ou não proporcionar os cuidados adequados a um animal.

    Estes cães são muito enérgicos, fortes e inteligentes. Se não proporcionamos estimulação física e mental a um Doberman, favorecemos o desenvolvimento de problemas comportamentais. A agressividade é um dos problemas de comportamento mais frequentes e graves entre os cães, que deve ser tratado imediatamente. Quase sempre, um cão agressivo foi exposto a maus tratos ou não recebeu uma educação adequada. Se você cuidar bem do seu Doberman, pode ter a certeza que não terá um cão perigoso, e sim um excelente companheiro.

  4. O Doberman é um bom cão para crianças?

    O Doberman costuma ser um excelente cão para crianças maiores de 10 anos e adolescentes. Sua energia, inteligência e sensibilidade são ótimas qualidades para compartilhar aventuras e ensinar muitos valores a nossos jovens. Porém, esta raça não é indicada para crianças muito pequenas. Ao ser um cão grande e de muita força, poderia provocar um acidente mesmo sem ter qualquer intenção.

    Obviamente, antes de deixar seu Doberman (ou qualquer outro cão) brincar com as crianças, é fundamental ensiná-lo os comandos de obediência básica e socializá-lo. Além disso, as crianças devem entender que o cão é um ser vivo que deve ser respeitado, e que toda brincadeira deve ter seus limites.

  5. O Doberman convive bem com outros cães e gatos?

    Novamente, a resposta dependerá fundamentalmente da educação que você oferecer a seu Doberman. Não creia em tudo que ler sobre esta raça, pois existem muitos preconceitos sobre sua personalidade. O Doberman, como todo cão de guarda, possui um importante instinto territorial, mas isso não significa que seja pouco sociável. Porém, pedirá maior atenção para seu processo de socialização que as raças que foram criadas para ser cães de colo, por exemplo.

    É fundamental entender que todo cão deve ser socializada desde filhote para se relacionar bem com outros animais, com pessoas e com seu próprio território. Por isso, recomendamos que você comece a socializar seu Doberman logo depois de terminar o primeiro ciclo de vacinas e tratamentos antiparasitários (mais ou menos, a partir de seus 6 meses de vida).

Origem e história do Doberman

O Doberman é uma raça originária da Alemanha, que começou a ser registrada no século XIX. Quando estudamos a história destes cães, averiguamos que o Doberman nasceu a partir de cruzamentos seletivos entre diversas raças, como o Pinscher, o Pastor Alemão e o Weimarainer. Tudo começou quando o famoso cobrador de impostos Karl Friedrich Louis Dobermann encarou o desafio de criar uma raça nova que demonstrasse uma excelente aptidão para funções de guarda e proteção. Inicialmente, sua intenção era que este cão o acompanhasse em sua jornada de trabalho, pois era perigoso andar com tanto dinheiro pelas ruas e estradas. Também seria desejável que esta nova raça fosse um excelente guardião para sua família e sua casa, logicamente.

E assim surgiu o Doberman: um cão forte, poderoso e imponente, extremamente obediente e habilidoso, que está sempre alerta e predisposto a proteger seus familiares e seu território. Ao contrário do que afirma sua nada merecida má fama, o Doberman é dono de uma enorme sensibilidade e se mostra muito afetuoso com seus tutores. Quem já teve a oportunidade de conviver com um destes cães, sabe o amor que transmitem a seus entes queridos.

Inicialmente, o Doberman foi amplamente utilizado como cão de guarda e cão policial. Rapidamente, graças a seus traços bem definidos e sua destacada elegância, fez sucesso nas exposições caninas da Alemanha e de todo o continente europeu. Infelizmente, durante a II Guerra Mundial, acompanhou os oficiais da Alemanha Nazista nos campos de concentração. Quando a Guerra terminou, a raça recebeu a injusta má fama que conhecemos e demorou algum tempo para recuperar sua popularidade.

Porém, graças a suas numerosas qualidades como cão trabalhador e de companhia, o Doberman voltou a ser um dos cães mais queridos do mundo. De fato, no fim da década de 70, esta raça chegou a ser a 2ª mais popular em todo o continente americano. Hoje em dia, o Doberman continua desempenhando com excelência muitas funções e ajudando os seres humanos em inúmeras áreas, como busca e resgate, guarda e proteção, assistência, etc. Além disso, se tornaram um pet muito querido e enchem de amor muitos lares ao redor de nosso planeta.