Cachorro pode comer amora?

Cachorro pode comer amora?

A amora está entre as frutas mais seguras para dar aos cães. Neste artigo você também encontra as recomendações ao oferecer amora para seu cachorro
Amoras no pé de amoreiras

Pequena e muito deliciosa, a amora é uma fruta quase selvagem, que pode ser encontrada em muitos quintais por aí. E mesmo não estando entre as frutas mais populares no Brasil, a amora impõe respeito com os seus atributos, como seu sabor profundamente doce e os seus valorosos nutrientes.

Entretanto, será que a amora é segura para os cães? Será que eles podem gostar dessa frutinha tanto quanto nós gostamos? Há algum risco envolvendo o consumo de amora por cães? São essas as perguntas que nós vamos responder neste artigo. Boa leitura!

Pode dar amora para cachorro?

A amora é uma frutinha tão saborosa que é difícil imaginar que alguém não goste de comê-la. Mesmo os cães tendo um paladar diferente do nosso, eles também não conseguem dispensar uma amora bem madura. E não há mal nenhum em oferecer algumas amoras para o seu cachorro comer de vez em quando. Pelo contrário, há muitos benefícios nessa prática.

Os nutrientes que a amora possui podem ser de grande ajuda para manter a saúde do seu pet em bom estado. Um nutriente bastante encontrado na amora é a vitamina C, que desempenha no organismo canino funções semelhantes àquelas desempenhadas no nosso.

A vitamina C é essencial para o funcionamento do sistema imunológico dos cães e é também um poderoso antioxidante e anti-inflamatório. Desse modo, ela ajuda a prevenir doenças contagiosas e doenças naturais, além de retardar o envelhecimento. Efeitos semelhantes são fornecidos pela antocianina e pela vitamina E, substâncias também presentes na amora.

A amora é também rica em fibras, como quase todas as frutas. A fibra acelera o trânsito intestinal dos cães, sendo muito útil no tratamento da prisão de ventre. As fibras fornecem, ainda, uma sensação de saciedade, que pode ser muito útil caso o seu cão tenha problemas com obesidade. Aliás, a amora também é recomendada nesses casos por conter baixas calorias.

Por último, amoras contêm minerais essenciais para manter o organismo dos cães funcionando. É o caso do potássio, que atua nos músculos, do ferro, que é importante para prevenir a anemia, e do magnésio, essencial para o coração, o cérebro, o sistema digestivo, dentre outros órgãos.

Amora faz mal para cachorro?

Amoras são, com certeza, uma das frutas mais seguras para dar aos cães. Além de terem muitos nutrientes, elas são pobres em calorias e não possuem nenhuma substância exatamente tóxica para o organismo canino. Por isso, os cuidados ao dar amora para o seu pet são relativamente poucos.

Antes de tudo, é preciso moderação. Você já deve ter ouvido falar da regra 90/10. Segundo essa regra, 90% das calorias que um cão precisa devem ser obtidas por meio da ração convencional e os restantes 10% podem ser adquiridos por meio de aperitivos, como as frutas. Essa regra faz bastante sentido, se você imaginar que a ração é preparada pensando nas necessidade nutricionais que os cães em geral possuem.

No caso da amora, outra razão para moderar na quantidade é a grande presença de fibras. Quando consumidas em excesso, as fibras podem causar problemas intestinais, como diarreia.

Além disso, procure apenas se certificar de que a amora fornecida não recebeu aditivos químicos. Recomendamos fornecer a fruta em sua forma natural, sem ser processada. Se preferir, você também pode congelá-la e oferecê-la ao seu cachorro como um aperitivo para os momentos de calor.