Cachorro vomitando: quais as causas e o que fazer

Cachorro vomitando: quais as causas e o que fazer

Seu cachorro está vomitando? Veja o que fazer e os possíveis tipos de vômito nos cachorros: amarelo, verde, sangue, espuma, marrom, dentre outros.
Cachorro com tosse

Seu cachorro está vomitando e você não sabe o que fazer? É normal, nessas situações, ficarmos assustados e sem saber o que fazer. Ainda que, na maioria dos casos, não haja motivo para preocupação, em algumas situações o vômito pode ser um sinal de que algo grave está acontecendo no organismo do cachorro.

Neste artigo, nós vamos falar sobre as possíveis causas e o que fazer quando o seu cachorro está vomitando. Vamos falar, também, se o vômito do seu cachorro é grave e como fazer para evitar que ele vomite.

Antes, porém, vamos te mostrar alguns tipos de vômitos. Sim, nem todos são iguais e cada um pode significar algo diferente.

Tipos de vômito em cachorro

Veja os possíveis tipos de vômitos que o seu cachorro possa estar tendo.

Cachorro vomitando ração

Se o vômito sai sólido, com pedaços da ração, isso quer dizer que o alimento não chegou a ser digerido no estômago por alguma razão. É muito comum que isso ocorra quando você troca uma ração por outra.

Como o sistema digestivo dos cães é bem sensível, pode ser que uma mudança radical de alimento cause vômitos e outros problemas, como gases e diarreia. O vômito sólido também pode ser resultado de alergia e intolerância a certos alimentos.

Cachorro vomitando amarelo

Normalmente ocorre quando o cachorro come uma quantidade muito grande de ração de uma vez. O vômito sai amarelo devido a uma produção excessiva de biles ou de suco gástrico.

Cachorro vomitando verde

Se o seu cachorro está vomitando verde também pode se tratar de excesso de biles ou de suco gástrico, mas também é possível que o seu cachorro tenha comido grama.

Cachorro vomitando sangue

O tipo mais perigoso de vômito. Indica que existe uma lesão num órgão interno. Procure imediatamente um veterinário caso o seu cachorro vomite sangue.

Cachorro vomitando marrom

Um vômito marrom costuma estar ligado à alimentação, até pelo fato de que as rações normalmente são marrons ou possuem uma cor mais escura, próxima do marrom. Também é possível que o seu animal tenha praticado coprofagia, ou seja, que o cachorro tenha comido cocô.

Cachorro vomitando marrom

Atenção! É preciso tomar cuidado e olhar se a coloração marrom está próxima de um vermelho escuro. Nesse caso, pode se tratar de vômito com sangue.

Cachorro vomitando espuma branca

Esse tipo não é realmente um vômito. A espuma branca, na verdade, é um muco proveniente do sistema respiratório, semelhante ao catarro que os humanos produzem. Pode ser que o seu cão esteja com um problema respiratório, como a tosse dos canis.

Cachorro vomitando espuma branca

Cachorro vomitando líquido

É comum que esse tipo de vômito seja amarelo ou transparente. Normalmente, não está ligado à alimentação, mas sim a algum problema no sistema digestivo, como uma gastrite bem forte. Procure um veterinário para avaliar a saúde do seu peludo.

Vômito granular ou cremoso

Nesse caso, o alimento foi digerido no estômago, mas não seguiu adiante. É bastante comum que também saia sangue nesse tipo de vômito. Pode estar ligado a alguma lesão ou inflamação no estômago ou em outra parte do sistema digestivo.

Por que meu cachorro está vomitando?

Agora que você já sabe os tipos de vômitos, vamos conhecer as possíveis causas de o cachorro vomitar. Elas podem ser várias, desde algo mais simples, como um objeto que o organismo canino identificou como perigoso e achou que deveria expulsar, até algo mais grave, como uma inflamação num órgão importante.

Estes são os motivos mais prováveis para o seu cachorro estar vomitando:

  • Ingestão de objeto desagradável;
  • Mudança de dieta;
  • Parasitas;
  • Infecções;
  • Insolação;
  • Toxinas ou venenos;
  • Enjoo de movimento;
  • Gases;
  • Enjoo pós-operatório;
  • Insuficiência renal;
  • Insuficiência hepática;
  • Pancreatite.

As primeiras causas dessa lista são as mais prováveis. É muito comum, por exemplo, que um cão que coma muito rápido a comida e acabe ingerindo algo que não deveria, ou mesmo que a mudança de um tipo de ração para outro acabe não sendo bem aceita pelo organismo do seu peludo. É bastante frequente, também, que o seu pet se contamine por alguma bactéria do estômago, e que isso cause o vômito.

O vômito causado por esse tipo de fator, em geral, não deveria despertar muita preocupação por parte dos donos de cachorros, pois as consequências costumam ser mais leves e o tratamento mais simples.

Outros fatores, no entanto, devem gerar preocupação e precisam de cuidados mais intensos. É o caso de uma contaminação por um microrganismo perigoso ou de uma inflamação num órgão importante.

Portanto, é útil para o tutor compreender quando o vômito deve ser entendido como algo normal e quando ele deve ser entendido como um sinal de alerta para um problema mais grave.

Como saber se o vômito do cachorro é grave?

Se o vômito for recorrente ou se estiver acompanhado de outros sintomas, como diarreia, febre, desmaios, falta de apetite e fraqueza persistente, o sinal de alerta deve ser ligado, pois algo de grave pode estar acontecendo com o seu companheiro.

Se o vômito for um evento isolado, que acontece apenas uma vez por mês, por exemplo, se não vier acompanhado de sintomas como os descritos acima, ou se você conseguir identificar a causa e ela não for nada grave (como um objeto desagradável que sai no vômito), então, provavelmente, não há motivo para maior preocupação.

O vômito em filhotes, por seu lado, deve sempre ser entendido como uma emergência. O organismo deles ainda não possui a resistência que o organismo dos cães adultos já possui.

O que fazer quando meu cachorro estiver vomitando?

Nos casos menos graves, como nós mencionamos acima, é provável que alguns cuidados tomados pelo próprio dono sejam o suficiente para solucionar o problema, especialmente no caso de o seu cão vomitar um objeto ou comida desagradável.

Deixar ele descansar um pouco e fornecer água e um alimento bastante nutritivo e agradável costumam ser suficientes para o seu cão ficar bem e não vomitar novamente.

Nos casos mais graves, no entanto, apenas um veterinário será capaz de receitar os cuidados necessários e iniciar o tratamento. Aliás, em todo caso, é sempre bom consultar um veterinário, ainda que o problema não pareça grave.

É o veterinário quem poderá identificar qual a causa para o vômito. Para isso, ele precisará de informações sobre a saúde e sobre os hábitos do cachorro e talvez também precise realizar exames.

Como evitar que o meu cachorro vomite?

Evitar que um cachorro vomite pode ser algo um pouco difícil, ou mesmo impossível. Mas alguns cuidados podem diminuir a possibilidade de o seu pet passar por essa situação, que é sempre desagradável, não apenas para o animal, mas também para os tutores.

Manter o seu cachorro bem alimentado, aplicar todas as vacinas e medicações, proporcionar o nível adequado de atividade física, manter o ambiente em que ele vive limpo e confortável, fazer visitas regulares ao veterinário, além de outros cuidados que mantenham o seu pet saudável e longe de possíveis causas para um vômito, são medidas que diminuem o risco de o problema vir a se repetir.

Vômito ou regurgitação?

Por fim, vamos deixar claro que nem sempre seu cachorro estará vomitando, mas, sim, regurgitando. Poucas pessoas sabem a diferença entre esses dois sintomas, que são realmente bem parecidos.

O vômito ocorre quando a comida sai do estômago de volta para a boca. Ele costuma vir acompanhado de outros sintomas, como aquele esforço que o cachorro faz para vomitar. Trata-se de um evento mais traumático, que pode deixar o animal fraco, desidratado, e pode estar ligado a problemas mais sérios.

A regurgitação é um evento menos preocupante e mais “natural”. Ela ocorre quando a comida volta do esôfago para a boca, sem que o alimento tenha sido realmente digerido. Normalmente, trata-se de algo que o organismo não pode ou não deveria digerir.

Você pode identificar a regurgitação pelo formato cilíndrico do material expelido, que é o formato do esôfago. Ela geralmente não está ligada a nada mais grave, e também não deixa danos na saúde do cão.

Esperamos ter te ajudado a entender melhor sobre os tipos de vômitos, o que pode causar um vômito no seu cachorro e o que fazer caso isso ocorra. Lembre-se de que o vômito é um evento mais ou menos frequente na vida de qualquer cachorro e que, na maioria das vezes, pode não se tratar de algo grave.

Lembre-se, também, que o veterinário é sempre o melhor amigo dos donos e dos pets, não apenas no caso de um vômito, mas também para prevenir e tratar diversos outros problemas de saúde.


Este artigo te ajudou de alguma forma? Compartilhe com os seus amigos e ajude outros donos de cachorros a conhecerem melhor sobre a saúde de seus pets.