Tudo sobre a raça Border Collie

O border collie está no topo do ranking das raças de cachorros mais inteligentes. Confira aqui as suas características, personalidade, preço, fotos, filhote e muito mais! Clique!
  • Tudo sobre a raça Border Collie
  • Border collie cabeça
  • Border Collie correndo na lama
  • Border Collie branco
  • Border collie marrom deitado
  • Border Collie branco com mancha preta nos olhos
  • Border collie deitado
  • Border Collie filhote preto
  • Border Collie correndo na grama
  • Border Collie correndo na água
  • Border collie na neve
  • Border Collie de perfil
  • Border Collie preto em pé na grama
  • Border collie temperamento

O Border Collie é considerado, nada mais nada menos, que a raça canina mais inteligente do mundo, de acordo com o ranking de inteligência dos cachorros. Semelhante destaque não é por acaso: esta raça é única tanto por sua incrível capacidade de aprendizagem e memorização, como pela versatilidade e predisposição de aprender e executar com perfeição inúmeras atividades esportivas e de obediência.

Se você é um orgulhoso tutor de um Border Collie, está pensando em adotar um cachorro desta raça, ou simplesmente lhe agrada saber mais sobre o universo canino, te propomos saber mais sobre as características físicas, o comportamento, e os cuidados essenciais para oferecer uma vida saudável e feliz a um Border Collie.

Índice – você encontrará as seguintes informações nesse artigo:

  1. Ficha técnica do Border Collie
  2. Características da raça
  3. Características físicas
  4. Personalidade e temperamento
  5. Cuidados básicos
  6. Cuidados com a saúde do Border Collie
  7. Filhotes e preço
  8. Dúvidas frequentes sobre a raça
  9. Origem e história do Border Collie

Ficha técnica da raça Border Collie:

Adaptação
Bom para apartamento
Gosta de ficar sozinho
Gosta de outros cachorros
Gosta de gatos
Gosta de estar com a família
Higiene e saúde
Cuidados com a higiene
Riscos com a saúde
Solta pelos
Tamanho
Treinamento
Fácil de adestrar
Necessidade de exercícios físicos
Late muito
Gosta de brincadeiras
Características da raça:

Grupo: Grupo dos Pastores
Altura média: Macho: 48 a 56 cm, Feminino: 46 a 53 cm
Peso médio: Macho: 14 a 20 kg, Feminino: 12 a 19 kg
Expectativa de vida: 10 a 17 anos

Características físicas de um cão Border Collie

Ao pensar em um Border Collie, você se remete àquele cão de pelos longos e densos, geralmente nas cores preto e branco. Certo? Porém, segundo a FCI (Federação Cinológica Internacional), são conhecidas 2 variedades desta mesma raça: os Border Collie de pelo longo e os Border Collie de pelo curto. Ambos possuem capas duplas de pelos, que servem para protegê-los do frio, do vento e outras adversidades climáticas. Além disso, admitem um amplo leque de cores e combinações, como por exemplo: preto e branco; marrom e branco; cinza, preto e branco; preto, branco e fogo.

Trata-se de uma raça de porte médio, que possui um corpo alongado e atlético, com patas fortes e musculosas. Sua contextura física lhe brinda uma enorme agilidade ao correr e permite alcançar notáveis alturas ao saltar. Isso explica a grande facilidade que o Border Collie demonstra ao realizar todo tipo de esporte, trabalho ou jogo.

Sua cabeça pode parecer algo grande em comparação a seu corpo elegante, mas o Border Collie se caracteriza justamente pelas boas proporções de sua contextura.  Seu focinho é pontiagudo e bem pronunciado, terminando em um pequeno nariz preto ou marrom. Já suas orelhas são pontiagudas e podem se apresentar em 3 posições: totalmente caídas paralelas à cabeça e orientadas para frente, parcialmente caídas, ou erguidas. Uma característica bem típica do Border Collie é que seu rabo deve terminar sempre em uma ponta de cor branca.

A seguir, resumimos as principais características físicas de um Border Collie:

  • Altura: entre 45 cm e 53 cm para fêmeas; entre 50 cm e 58 cm para machos.
  • Peso corporal: 12 kg a 20 kg.
  • Contextura física: corpo alongado, forte e atlético, porém, magro e leve.
  • Extremidades: bem proporcionais.
  • Pelagem: 2 variedades possíveis – curto e longo. Ambos com capa dupla de pelos, ideal para climas frios e temperados.
  • Cores de pelagem: diversas combinações de cores – bicolores e tricolores.
  • Cabeça: tamanho médio, orelhas triangulares, focinho branco bem pronunciado, e expressões faciais simpáticas e alegres.
  • Olhos: vivos e brilhante, geralmente azuis. Porém, a raça também admite olhos castanhos ou um olho de cada cor (geralmente, um azul e um castanho).
  • Focinho: cor preta ou marrom.
  • Padrão da raça: confira aqui

Personalidade e temperamento do Border Collie

Personalidade do Border Collie

Segundo a American Kennel Club (AKC), o Border Collie é um cão trabalhador, com aptidão extrema para a função de pastoreio. Seu caráter deve ser extremamente ativo, concentrado, alerta e obediente. Porém, o verdadeiro comportamento de um Border Collie, assim como de todo cão, depende fundamentalmente da educação e do ambiente a que são expostos.

Quando vivem nos campos, estes cães passam quase todo o dia pastoreando, o que lhes permite gastar muita energia e manter um temperamento sempre equilibrado. Porém, se submetidos ao sedentarismo, costumam se mostrar constantemente ansiosos ou nervosos, podendo desenvolver certas condutas obsessivas ou agressivas. Por isso, criar um Border Collie requer responsabilidade e muita disposição.

Um Border Collie costuma se mostrar mais independente que outras raças mais domésticas. Mas não se deixe enganar: este cachorro é extremamente fiel a seus seres queridos e pode demonstrar um afeto incondicional por sua família. Porém, são cães tipicamente campestres, que precisam sentir-se livres e confiantes para preservar sua boa saúde física, cognitiva e emocional.

Além disso, não se surpreenda se seu “border” adotar uma postura desconfiada e encarar fixamente pessoas ou animais desconhecidos. Como são autênticos cães pastores, devem permanecer atentos para identificar rapidamente qualquer presença estranha em seu território. Por isso, estarão sempre concentrados e pendentes dos estímulos incomuns que acontecem em seu entorno. Porém, quando exposto ao devido processo de socialização, seu peludo se mostrará simpático e seguro frente a novas pessoas e animais.

Cuidados essenciais para cães Border Collie

Um Border Collie é uma bateria quase inesgotável de energia pura. Seu corpo e sua mente necessitam de uma alta dose diária de estimulação para conservar seu perfeito equilíbrio. Por isso, o cuidado mais essencial de um Border Collie é oferecer atividades físicas e treinamento cognitivo constantes durante toda sua vida. Este cão precisa ser acompanhado por um tutor ativo, bem disposto e com disponibilidade de tempo e espaço.

Assim como todo cão, o Border Collie também deve receber uma alimentação equilibrada para permanecer forte, ativo, feliz e saudável. É indispensável escolher uma ração de boa qualidade e oferecer a quantidade adequada de acordo com seu tamanho, peso e idade. Além disso, recomendamos consultar seu veterinário sobre a possibilidade de complementar a dieta de seu cão com suplementos naturais e vitaminas que ajudem a fortalecer suas articulações.

Passando aos cuidados de higiene: os Border Collie são cães essencialmente de climas frios, por isso devem ser banhados apenas de 2 em 2 meses. Banhar excessivamente a um Border Collie remove a oleosidade natural de sua pele e prejudica sua pelagem. Porém, necessitam, pelo menos, 3 escovações semanais para eliminar os pelos soltos e evitar a formação de nós em seu couro cabeludo.

Além disso, devemos ressaltar que o Border Collie precisa receber especial atenção para seu adestramento. Por ser um cão tão inteligente, que memoriza facilmente qualquer tipo de tarefa, precisa ser constantemente motivado para continuar aprendendo novas atividades, sem se frustrar ou se entediar. Lembre-se que um Border Collie ansioso pode morder, arranhar ou simplesmente destruir boa parte de sua casa, além de se tornar mais vulnerável a problemas psicológicos e mentais.

Saúde do Border Collie

O Border Collie é dono de uma grande resistência física e possui uma admirável expectativa de vida entre 15 e 18 anos. Com uma alimentação balanceada, exercícios diários e os devidos cuidados, raramente adoecem.

Porém, esta raça mostra uma predisposição genética a desenvolver certas doenças hereditárias e/ou degenerativas, que aparecem principalmente a partir de seus 7 anos de idade.  Entre elas, podemos ressaltar:

  • Displasia de quadril
  • Epilepsia
  • Lipofuscinosis ceróide neuronal (LCN)
  • Atrofia progressiva da retina
  • Luxação da lente
  • Surdez (geralmente associada ao envelhecimento)

Assim como qualquer outro cão, o Border Collie precisa receber um adequado tratamento preventivo para manter sua boa saúde e desfrutar de sua longevidade. Para preservar a saúde de seu cachorro, realize visitas periódicas ao veterinário (de 6 em 6 meses), respeite o calendário de vacinação e não se esqueça dos tratamentos antiparasitários internos (vermífugos) e externos (pipetas, comprimidos mastigáveis, etc).

Filhotes e preço

Para estimar quanto custa um filhote de Border Collie, devemos levar em consideração sua linhagem e o canil de origem. Normalmente, o investimento na compra de um filhote de Border Collie fica entre R$1800 e R$4000.

Devemos recordar a importância de preferir canis confiáveis, que sejam devidamente registrados, e cumpram com as normas de segurança e higiene para garantir a saúde e o bem estar dos filhotes e seus pais. Não recomendamos comprar filhotes diretamente com particulares, em pet shops ou na internet.

Dúvidas sobre a raça

  1. O Border Collie é um bom cão para crianças?

    O caráter extremamente enérgico e simpático do Border Collie faz dele uma companhia incansável para crianças e adolescentes. Sem mencionar que sua extrema fidelidade e enorme capacidade de transmitir afeto contribuem para fortalecer a auto-estima de qualquer jovem. Porém, não devem ficar sozinhos, sem supervisão de um adulto, com crianças pequenas. Ao ser um cão tão hiperativo e extremamente concentrado, pode reagir instintivamente frente a um comportamento inesperado o brusco, ocasionando um acidente sem qualquer intenção.

    Novamente, devemos ressaltar a importância da educação e socialização para a vida em família de todo cão. Um Border Collie deve aprender a conviver e brincar com nossos pequenos, sem encará-los como um objetivo de pastoreio. Para isso, devemos começar a socializá-los antes de suas 20 semanas de vida, e jamais descuidar de sua estimulação física e mental.

  2. Posso ter um Border Collie em um apartamento?

    Infelizmente, a resposta mais honesta e responsável para esta pergunta é: não se recomenda. Embora seja possível encontrar Border Collie vivendo em apartamentos, os ambientes reduzidos não são os mais adequados para estes cães. Como te contamos anteriormente, esta raça é uma pilha de energia e necessita exercitar-se constantemente para manter-se saudáveis e felizes.

    Na vida prática, resulta quase impossível cumprir com a necessidade diária de atividade física desta raça vivendo em um apartamento. Seriam necessários, pelo menos, 3 passeios diários intensos, cada um com duração mínima de 1 hora, para fazer um Border Collie gastar parte de sua energia. Poucas pessoas podem conciliar uma vida de trabalho com semelhante exigência de tempo.

    Por isso, o ideal é criar um Border Collie em uma casa que conte preferencialmente com um bom jardim. Desta forma, seu peludo poderá correr, saltar e gastar quanta energia for necessária, enquanto você cumpre com suas responsabilidades durante o dia.

  3. Quais exercícios pode praticar um Border Collie?

    Todos! O Border Collie é um trabalhador incansável, que praticamente nasceu para aprender novos ofícios. Sua facilidade de aprender é tão grande que este cão pode memorizar inúmeros truques com apenas 1 repetição. Tenhamos em conta que a maioria das raças precisa repetir de 5 a 10 vezes a mesma tarefa antes de memorizá-la.

    Se você quer uma ótima dica para estimular o corpo e a mente de seu border, recomendamos iniciá-lo nos circuitos de Agility. O Border Collie é um dos melhores cães para praticar este esporte canino, que consiste basicamente em um circuito de agilidade com inúmeros obstáculos.

Origens e história do Border Collie

Esta é outra raça que conserva certo mistério a respeito de suas origens. Atualmente, sabemos que estes cães começaram a ser retratados e se desenvolveram inicialmente nas ilhas britânicas, durante o século XVIII. Porém, a raça só viria a ser reconhecida pela FCI a princípios do século XX. Supõe-se que o aspecto atual do Border Collie foi obtido por diversos cruzamentos entre exemplares provenientes da Inglaterra e da Escócia.

Entretanto, recentes estudos arqueológicos permitem supor que os ancestrais do Border Collie foram introduzidos nas ilhas britânicas pelo povo celta, entre os séculos V e I a.C. Estas descobertas parecem reafirmar a hipótese de que o termo “Collie” deriva do idioma gaélico e significaria “útil” na cultura celta.

Historicamente, a raça foi utilizada para realizar trabalhos de pastoreio pecuário, cuidando vacas e ovelhas de possíveis depredadores. Durante muitos anos, era praticamente impossível encontrar um Border Collie fora dos campos. De fato, a raça só conquistou certa popularidade nas cidades depois que a rainha Victoria do Reino Unido revelou sua adoração por estes cães, criando inúmeros exemplares nos jardins da monarquia inglesa.

Pode parecer insólito, mas o AKC só reconheceu e começou a aceitar a raça em suas exposições no ano de 1995. Anteriormente, o Border Collie era visto apenas por sua capacidade de trabalho e obediência, e não por suas qualidades estéticas. O êxito de sua “carreira” em exposições, concursos de obediência e competições esportivas deixou mais que claro por que o Border Collie é o cão mais inteligente e versátil do planeta.