Cachorro pode comer mel? Veja os cuidados indispensáveis

O mel natural pode ser oferecido para os cães, desde que seja preparado de forma correta. Tire suas dúvidas e não cometa erros
mel

A maioria dos pais de pets sabem que não é recomendado oferecer doces para os peludos, pois além de serem totalmente dispensáveis na dieta, podem até mesmo desencadear problemas de saúde, como obesidade e diabetes.

Mas e se for um doce natural, como o mel? Será que é aconselhado compartilhar? Existe algum tipo de mel específico para cães? Nesse artigo, vamos tirar suas dúvidas e oferecer alternativas saudáveis pro seu amigo de quatro patas.

Cachorro pode comer mel?

Sim, cachorro pode comer mel, desde que seja moderado e natural. As vitaminas A, B, C e D são alguns dos nutrientes presentes, assim como cálcio, fósforo, magnésio e potássio. O alimento pode auxiliar o desenvolvimento e crescimento e fortalecer o sistema imunológico. Além de ser uma rica fonte de energia.

Entretanto, é preciso se atentar a alguns detalhes. O mel é muito calórico, então não é recomendado para cães acima do peso. Também é essencial consultar o veterinário para saber se seu cão apresenta alguma intolerância. E se tudo estiver bem, não se esqueça de moderar nas porções para evitar casos de obesidade e diabetes.

Além disso, não ofereça qualquer tipo de mel pro seu pet. Não é adequado o mel comprado no supermercado, pois ele é muito processado. Portanto, opte por produtos artesanais, sem adição de açúcar e conservantes.

Como posso dar o mel para meu cachorro?

pappilons cozinhando

Para oferecer o mel para o seu cão, existem algumas maneiras. A primeira é simplesmente deixando que ele lamba direto da colher. Mas você também pode misturar com alimentos que ele goste, diluir na água morna para ele beber ou até mesmo adicionar o mel em algum petisco, como forma de recompensá-lo.

Fique atento e não se esqueça de ter alguns cuidados com seu pet. O mel cru – que não foi aquecido ou pasteurizado – não deve ser oferecido aos filhotes, já que eles ainda não têm o sistema imunológico totalmente desenvolvido.

Além disso, é importante escovar os dentes do seu cão após a refeição com mel, pois a consistência pegajosa pode ficar presa nos dentes e causar cáries e bactérias.

Mel de manuka: o mais indicado

O mel de manuka é produzido por abelhas no arbusto de manuka, planta nativa da Nova Zelândia, então é muito rara no Brasil. Mas não é impossível encontrar e não é necessário receita médica para adquirir.

Acredita-se que o mel de manuka pode tratar úlcera estomacal, amidalite, gastrite, esofagite, entre outras doenças. Essa é a melhor alternativa para cães até o momento.

Comentários