Alergias em cachorros: veja as mais comuns, os sintomas e o tratamento indicado

Alergias são quadros comuns e frequentes nos cachorros, principalmente em algumas raças. Entenda melhor sobre o assunto!
pug com queda de pelo

Se engana quem pensa que alergia é um quadro exclusivo dos humanos, os cães também podem ser alérgicos a uma série de substâncias e até mesmo a insetos. Geralmente, alergia em cachorro é um problema frequente e bastante comum, que pode surgir independentemente da raça e que costuma aparecer durante o primeiro ou segundo ano de vida do animal, ou seja, quando ele ainda é jovem.

E se você está desconfiando que o seu cãozinho possa se alérgico a alguma coisa, este texto vai te ajudar bastante. Neste artigo, vamos contar os principais tipos de alergia que aparecem nos cachorros, opções de tratamento, tipos e sintomas. Para ficar por dentro, acompanhe até o final!

Tipos de alergia em cães

Assim como acontece com as pessoas, seu cão pode ter alergia a diferentes substâncias do meio ambiente, insetos ou até mesmo componente dos alimentos, como corantes e grãos. Os tipos mais comuns de alergia em cães são:

Dermatite atópica ou atopia

A dermatite atópica é a alergia mais comum que seu cão pode ter. Trata-se da predisposição genética para desenvolver uma doença inflamatória cutânea com a coceira como uma resposta exagerada a uma substância do meio ambiente. As causas mais comuns de atopia são: ácaros, pólen de árvores e plantas (geralmente sazonal), fungos ambientais e até mesmo insetos.

Dermatite alérgica a pulgas

Dermatite alérgica é uma reação exagerada do sistema imunológico à saliva da pulga quando ela morde o cachorro. Em seguida, ocorre uma reação inflamatória e coceira na pele do animal. Uma única pulga pode causar uma reação alérgica em seu cão, se ele sofrer desse tipo de alergia. Normalmente, ele coça a parte inferior das costas na junção com a base da cauda, ​​bem como a pele na parte interna das coxas e abdômen.

Alergia alimentar

A alergia alimentar canina acontece quando o sistema imunológico do cão tem uma reação exagerada a um determinado ingrediente ou componente da dieta. Os alimentos mais comuns para produzir alergias são: carne bovina, laticínios, frango, soja, trigo, ovos, milho, peixe, arroz e até mesmo os colorantes presentes em alguns tipos de ração. Coceira na face, orelhas, axilas, região virilha e abdômen são o principal sintoma dessa alergia. No entanto, vômito e diarreia também podem aparecer quando a alergia é mais séria.

Reações alérgicas a medicamentos

Alergia a medicamentos é um pouco mais raro, mas não significa que é impossível. Geralmente os sintomas podem aparecer minutos ou horas depois do cachorro ingerir o medicamento. As reações incluem coceira na pele, inflamação e vermelhidão do rosto, vômitos e diarreia.

Sintomas mais comuns da alergia em cães

O sintoma mais comum é coceira ou vermelhidão na pele. Se o seu cão tem alergia, é comum ele coçar, lamber ou mordiscar a pele ou as patas. Também podem aparecer feridas, espinhas ou crostas na pele, cuja área aparecerá rosa ou vermelha.

As lambidas constantes podem causar queda de pelo, logo, esse também acaba sendo um dos sintomas. A coceira pode afetar uma área do corpo específica ou pode afetar todo o corpo do animal. Algumas alergias também podem causar espirros ou sons respiratórios anormais, embora sejam menos comuns do que em pessoas.

Se o seu cão for alérgico, ele pode ter secreção nos olhos (lacrimejamento excessivo) ou no nariz, bem como otite ou vermelhidão e coceira nas orelhas. As alergias alimentares podem causar vômitos e diarreia.

Raças mais pré-dispostas a terem alergias

A alergia pode atingir qualquer raça, no entanto, alguns cachorros estão mais sujeitas a desenvolverem alergias. São elas: os cães do grupo terrier, golden retriever, labrador retriever, chow chow, dálmata, pastor alemão, boxer, pug, bulldog inglês e o shar pei. Se você é tutor de alguma dessas raças, redobre a atenção com o seu pet!

Tratamento para alergia em cães

O tratamento para alergias em cães pode variar dependendo do alérgeno causador do quadro, pois o tratamento para uma alergia a pulgas será bem diferente do tratamento para alergia a ácaro, por exemplo. O comum é evitar todos os causadores do quadro, como os alimentos que causam alergia, poeira, pólen, etc.

Além disso, eliminar a presença de parasitas com o uso de vermífugos, coleiras e shampoos também é importante. Caso a alergia seja alimentar, é necessário a ajuda do veterinário para descobrir a substância que está causando o quadro e assim trocar a dieta do pet.

Em alguns casos, o profissional poderá ainda passar alguma medicação para a melhorar as reações, mas na maioria das vezes, suspender o causador da alergia já é o suficiente. Mas mesmo assim, muitos tutores ainda tentam buscar remédios caseiros para resolver as alergias em cães e isso pode oferecer riscos para a saúde do animal.

Quando o peludo é alérgico a alguma substância, ele pode facilmente também ser alérgico a outra presente no remédio. Logo, a medicação caseira pode piorar o quadro de maneira significativa. Por isso, não tente nenhuma solução em casa!

Em contrapartida, existem os anti-histamínicos orais que podem ser usados ​​para reduzir os efeitos das alergias sazonais, que seriam algo como antialérgico para cães. Esses antialérgicos não removem ou acabam totalmente com o problema, apenas ajudam a reduzir os sintomas e desconfortos do animal.

Lembre-se sempre que todo medicamento deve ser supervisionado e prescrito por um profissional. Além disso, o veterinário pode recomendar cremes, loções, xampus e outras alternativas que ajudam a reduzir a inflamação e eliminar os sintomas da alergia.

Comentários