Cachorro pode comer ovo?

Cachorro pode comer ovo?

Cachorro pode comer ovo? Entenda se ovo faz bem para o seu cachorro ou se pode fazer algum mal para a saúde do seu peludo.
Cachorro pode comer ovo?

Para todos aqueles que se importam com a saúde dos seus pets, a alimentação é uma das principais questões a se prestar atenção. Se você já se perguntou alguma vez se cachorro pode comer ovo, não se sinta sozinho. Essa é uma dúvida bastante comum entre os donos de cachorro.

Neste artigo, nós falaremos se cachorros podem ou não comerem ovo e quais as formas mais indicadas de preparar esse alimento para o seu cãozinho.

Cachorros podem ou não comer ovo?

A resposta mais simples é sim. Em geral, não há nenhum componente no ovo que o torne perigoso para a saúde canina. Pelo contrário, ovos podem ser uma fonte preciosa de nutrientes e por serem de fácil digestão, podem ser incluídos na dieta do seu pet quando ele estiver com problemas para digerir a ração.

Entretanto, assim como no caso dos seres humanos, o ovo também pode ser um problema para a saúde do seu cachorro, basicamente quando ele não é preparado de forma adequada ou quando ele é consumido em excesso. Nós trataremos dos cuidados que você deve ter na hora de oferecer ovos ao seu pet no final desse artigo.

Benefícios do ovo para o cachorro

Como quase tudo que é de origem animal, ovos são ricos em proteínas. Proteínas são feitas de aminoácidos, e os aminoácidos presentes nos ovos são de tipos considerados essenciais, ou seja, aqueles sem os quais o organismo do seu cachorro não consegue funcionar.

Proteínas também são muito necessárias para os músculos, e um cachorro que não obtém o nível necessário de proteínas tende a sofrer perda de musculatura, o que pode comprometer sua mobilidade e o funcionamento de órgãos internos.

Ovos também são uma fonte interessantíssima de energia. Apenas uma unidade contém cerca de 70 quilocalorias, ou seja, é muita energia para um alimento tão pequeno. Além disso, o ovo também contém uma série de vitaminas e minerais muito benéficos para o organismo do seu pet.

A vitamina B12, presente na gema, participa da formação de todas as células do organismo e tem uma importância especial na formação dos neurônios. Um cachorro que não obtenha a quantidade necessária de vitamina B12 tende a ter problemas de memória e concentração.

O ovo também contém bastante vitamina A, essencial para a saúde dos olhos, da pele e dos ossos. Outras vitaminas muito encontradas são a D, também importante para os ossos, e a E, que atua contra o envelhecimento. Entre os minerais, podemos encontrar o ferro, o zinco, o magnésio e o selênio.

Ovo faz mal para cachorro?

Como quase tudo na vida, na hora de comer ovo a moderação é também o melhor remédio. Como se trata de um alimento com muitas calorias, o excesso de ovo pode contribuir para a obesidade no seu cachorro. Além disso, a clara do ovo contém uma enzima que inibe a absorção de vitamina B7, essencial em diversas parte do organismo do cachorro. O excesso de consumo da clara do ovo pode levar à insuficiência de vitamina B7.

Outro ponto a se prestar atenção na hora de oferecer ovo para o seu cachorro é que ele é um dos principais alimentos envolvidos em alergia alimentar. Você pode constatar que o seu cachorro possui alergia a ovo, se, após consumi-lo, ele apresentar sintomas como irritação na pele, vômito e diarreia.

Mas para isso, é importante consultar um veterinário, que irá orientá-lo a como fazer o teste para comprovar a alergia a ovo.

Não dê ovo cru e sempre com moderação

Os cuidados na hora de incluir o ovo na alimentação do seu cachorro não são muito diferentes daqueles relativos à alimentação humana. Cachorros não devem consumir ovos crus. O risco de contrair alguma doença através de um ovo cru é muito grande, mesmo se ele não parecer estragado. Particularmente, a Salmonela é uma bactéria muito encontrada em ovos e que pode causar um belo estrago no organismo do seu cachorro, inclusive levando-o à morte.

Cachorros também não devem consumir a casca do ovo, que não é facilmente digerida pelo corpo e pode conter muitas sujeiras. Outro ponto muito importante é não adicionar alimentos perigosos para o seu cachorro, incluindo o sal e a cebola. Pouca gente sabe, mas o sal pode ser bem perigoso para a saúde canina, podendo causar problemas arteriais e até cegueira. Os especialistas no assunto recomendam simplesmente cortá-lo da dieta do seu amigão.

Por último, é preciso reforçar que o ovo não pode ser um dos componentes principais da dieta do seu cachorro, mesmo se ela for uma dieta mais natural, à base de carne. Ele deve ser oferecido apenas de vez em quando, sempre em conjunto com outros alimentos.

Para entender melhor qual a dieta ideal para o seu cachorro, lembre-se de consultar o seu veterinário. Ele poderá te dizer direitinho o que o seu cachorro precisa e o que ele não pode comer de jeito nenhum. E como você pôde ver nesse artigo, o ovo pode sim ser consumido, desde que se tome alguns cuidados bem básicos.

Gostou? Compartilhe esse artigo nas suas redes sociais!