Queda de pelo em cachorro: causas e tratamentos

Saiba diferenciar a queda de pelo do cão por causas naturais ou por algum problema de saúde e dicas para evitar o problema
Lhasa Apso de pelo longo marrom

Os cães costumam soltar muitos pelos em certas estações do ano, no entanto, se a queda de pelos do cãozinho vem acompanhada de coceiras e vermelhidão, pode significar algo mais sério

Geralmente os cães soltam muitos pelos e os tutores ficam sem saber o que fazer. O acúmulo de pelos junta no sofá, na casinha dele, tapete e em vários outros ambientes onde o cãozinho costuma ficar. E nem sempre é muito fácil conseguir remover todos os pelos da casa. Alguns cães soltam tantos pelos, que é normal que os tutores liguem o sinal de alerta e desconfiem de que algo não está bem com a saúde do cachorro. 

No entanto, é importante ressaltar que a queda de pelo em cães é bastante comum na maioria dos casos. Além disso, em algumas épocas do ano, como o verão e o inverno, os cães costumam trocar de pelo para conseguirem se adaptar melhor a temperatura de cada estação do ano. E algumas raças podem apresentar uma queda de pelo ainda maior que o comum, logo, é importante você pesquisar tudo sobre o seu cãozinho.

Mas se você desconfia que a queda de pelos no seu cachorro não está normal, isso pode significar alguma dermatite ou outros problemas, como pulgas, infecções bacterianas, alergia ao shampoo ou até mesmo alimentação inadequada.

Quando a queda de pelos não é natural, ela costuma se concentrar em pontos “foco” no pelo do cachorro e ela vem junto com a coceira e a vermelhidão. 

Neste artigo nós vamos te ajudar a diferenciar a queda de pelos por causas naturais, como raça ou estações do ano, da queda de pelos causadas por algum problema de saúde.

Além disso, vamos te ensinar a melhor maneira de tratar o seu cãozinho, dando algumas dicas para evitar a queda de pelos. Acompanhe até o final. 

Queda de pelo em cachorro: fatores que influenciam

É importante ressaltar que os cães perdem pelo diariamente, assim como novos pelos crescem todos os dias. Esse tipo de queda é totalmente normal e não afeta a pelagem ou saúde do cãozinho.

Além disso, alguns cães podem apresentar uma queda maior de pelos, pois é algo comum das raças. Alguns exemplos são o Pastor Alemão, Golden Retriever, o Dálmata e o Chow Chow.

E como dito anteriormente, no verão e no inverno os cães costumam soltar mais pelos. Isso ocorre para que eles possam se adaptar melhor ao calor ou ao frio.

Esse tipo de queda é conhecida e chamada como perda de pelo sazonal, ocorrendo apenas em períodos específicos. Logo, no inverno eles ficam com o pelo mais longo e espesso, já no verão o pelo tende a ser mais curto. 

A queda de pelos nos cães costuma ser normal quando ela é uniforme, ou seja, o animal apresenta queda de pelos por todo o corpo e não apenas em uma área específica.

Caso você note que a queda de pelos tem um “foco” principal no corpo do animal e ele apresenta coceira, vermelhidão, inchaço e mudança no comportamento, isso indica que não é normal. O animal pode estar com pulgas, dermatite ou até mesmo alguma alergia alimentar. É preciso estar atento! 

Queda de pelo em cachorro: causas

A queda de pelos em cães pode ser causada por diversos motivos, logo, a visita ao médico veterinário é de extrema importância para que a causa principal do problema seja identificada e tratada da melhor maneira possível.

Separamos algumas das principais causas que geram queda de pelo nos cães. Confira abaixo:

Dermatite canina causada por infecções geradas por fungos e bactérias: é uma das causas mais comuns, podendo se tratar de uma foliculite ou impetigo. O tratamento deve ser feito com um médico veterinário dermatologista;

Piolhos, pulgas ou carrapatos: a presença desses parasitas pode causar queda de pelo, coceira excessiva e vermelhidão. O tratamento pode ser feito com shampoos e coleitas anti-parasitas;

Doenças sistêmicas: algumas mazelas como a doença do carrapato costuma causar queda de pelos no animal, além de um quadro de anemia e outras infecções. Nesse caso apenas um diagnóstico e tratamento com o médico veterinário podem resolver; 

Alimentação desbalanceada ou alergia alimentar: a alimentação sem a quantidade de vitaminas, proteínas e minerais necessários podem facilmente causar a queda de pelos. Além disso, alergias a ração ou petisco também podem levar a queda de pelo em cães;

Problemas relacionados aos rins, fígado e tireoide: esses órgãos são vitais e muito importantes, logo, se existe algo de errado com eles, os pelos vão cair, o animal vai ficar com desânimo e vários outros problemas. Neste caso são necessários vários exames de sangue para identificar o foco do problema. 

Além das mazelas citadas acima, alguns outros problemas podem levar o cachorro a ter queda de pelos, como: câncer, desordens hormonais, traumas auto induzidos pelo animal em áreas específicas, alergias a medicamentos, queimaduras de sol ou frio e também o período do cio.

Por isso, o mais indicado é levar o animal ao médico veterinário dermatologista para que o problema seja identificado por meio dos exames. 

Queda de pelo em cachorro: como tratar e evitar o problema 

A melhor maneira para evitar a queda de pelo dos cães é a escovação semanal e banhos regulares para manter a higiene do animal. No entanto, os banhos, que podem serem dados em casa, devem ser de 15 em 15 dias para evitar a remoção da oleosidade natural do pelo e doenças de pele causadas pela umidade.

Além disso, cães mais peludos como o Chow Chow, devem tomar banho com um espaço maior de tempo e a tosa também deve estar sempre em dia. 

A melhor maneira para tratar a queda de pelo nos cães vai ser indicada pelo médico veterinário, pois como dito anteriormente, existem várias causas que levam a queda de pelo nos cães. Logo, o tratamento vai depender da causa.

Garanta ao seu animal uma alimentação saudável e o cuidado diário com os pelos, essas atitudes vão ajudar bastante o cãozinho. Boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *