Saluki: características, personalidade, curiosidades e preço

O saluki é um dos cães mais rápidos do mundo. Conheça mais sobre sua origem, preço, personalidade, saúde e características
saluki

O saluki, também conhecido como Galgo Persa, é uma raça muito famosa na Europa e utilizada desde o seu surgimento para a caça e também para a corrida. Esse pet se mostra muito útil para essas duas funções devido à sua velocidade, altura e também inteligência. É um cão reservado, inteligente e muito independente, mas isso não significa que ele não adore estar próximo do tutor para receber muitos mimos e carinhos!

A raça não é muito popular no Brasil, mas já é possível ver alguns exemplares por aqui. Por isso, neste artigo, nós vamos contar um pouco sobre a história, características, saúde, curiosidades e também o preço do saluki no Brasil. Para ficar por dentro, acompanhe até o final!

A origem do saluki

O saluki é uma raça pouco conhecida no Ocidente, embora seja possivelmente um dos cães mais antigos do mundo. Acredita-se que essa raça seja descendente direto dos lobos do deserto de Ara, por isso o seu grande destaque nas caças e também nas corridas.

Esse pet é conhecido como o cão real do Egito e ganhou essa fama, pois os camponeses e fazendeiros dessa civilização o utilizavam como animais de trabalho. No entanto, os egípcios também os tinham como animais de estimação.

As tribos nômades também tinham o Saluki como pet, logo, eles compartilhavam suas vidas inteiras com esses peludos e até dormiam com eles para se proteger do frio durante a noite.

Por essa essa ligação tão próxima, os saluki espalharam-se por toda a região onde os nômades viveram, desde o Mar Cáspio ao Saara. Mas foi apenas em 1840 que a raça começou a ser reconhecida, já que vários exemplares de Saluki foram levados para a Inglaterra. Após o sucesso no país inglês, a raça se popularizou por todo continente Europeu, chegando também aos Estados Unidos.

O primeiro padrão da raça foi reconhecido em 1923 e a partir daí, o saluki também passou a fazer parte das exposições e competições caninas. Atualmente é uma raça sofisticada que cumpre principalmente a sua função de cão de companhia.

Hoje em dia é mais difícil vê-lo em corridas ou caçadas, embora ainda existam algumas regiões que continuam a usar o saluki em seu propósito original. Embora não seja uma das raças de cães mais populares, o saluki conquistou seu pequeno lugar entre todos os fãs de galgos, por isso é cada vez menos raro vê-los em ambientes urbanos.

Características do Saluki

saluki ao ar livre

O saluki é um cachorro aparentemente mais comprido do que alto. Seu corpo esguio e atlético é marcante, assim como sua cabeça esguia e alongada. Eles também têm um pescoço longo que termina em um peito profundo e musculoso.

O corpo possui ainda uma cauda baixa que se curva na ponta. Possui as características típicas de um galgo, com dentes que se fecham em forma de pinça e patas compridas e retas, com a única diferença de que a pelagem é mais comprida e densa que no caso do galgo comum.

O tamanho do saluki pode variar de 58 a 71 centímetro, dependendo de seu tipo. As fêmeas geralmente sendo menores que os machos. Em termos de peso, a faixa também é bastante variável, podendo ser de 18 a 27 quilos.

O saluki pode ter dois tipos de pelagem, uma lisa e curta e outra longa e enrolada. No segundo caso, apresentará franjas de pelo comprido na cauda e na parte de trás das pernas, tanto atrás como na frente. O que os dois tipos de pelagem têm em comum é que é muito macio e sedoso e dificilmente perde pelos durante as trocas de estação.

Em relação às cores, o saluki pode apresentar uma grande variedade de tonalidades. É comum encontrar exemplares em branco, creme, bege, dourado, vermelho, castanho, preto, tricolor, marrom ou uma mistura entre esses tons. Os olhos são escuros amendoados e as orelhas compridas e caídas.

Para que uma raça Saluki seja ágil e rápida, deve-se mantê-la com o peso ideal, pois o excesso pode ser perigoso para essa raça. Sendo assim, é indicado uma alimentação saudável e uma boa rotina de atividades físicas.

A personalidade do saluki

O saluki é um cão muito calmo e inteligente. Talvez a característica mais marcante de seu comportamento seja que ele não tende a demonstrar afeto com muita frequência, diferente da maioria dos cães. Mas isso não significa que ele não ame a família, esse pet gosta muito de brincar e de fazer atividades físicas ao lado do tutor no dia a dia.

Por outro lado, é um animal reservado e pode ter tendência a ser rude com estranhos. Para evitar isso, é necessário realizar treinos de adestramento e sociabilização desde o filhote. Uma má educação neste sentido pode levar a um animal nervoso que não sabe como se comportar em situações estranhas e com pessoas desconhecidas.

É também um cãozinho sensível que não tolera bem punições ou imposições, por isso a educação deve ser sempre feita com reforço positivo. É muito raro um saluki mostrar um comportamento territorialista, então um treinamento calmo e constante será suficiente para alcançar o que se espera dele. Você apenas tem que ter em mente que ele se distrai facilmente, então você terá que encontrar uma maneira de fazê-lo prestar atenção durante aos treinos.

Ele se dá especialmente bem com espécies da mesma raça, embora não tão bem com outros cães e pets. São bons como cães de guarda, pois não são naturalmente agressivos, mas costumam estar sempre em alerta.

No entanto, eles têm uma tendência de perseguir presas devido aos seus instintos de caça. Portanto, não é recomendado que vivam na companhia de outros animais domésticos que possam perceber como presas, como camundongos, coelhos, porquinhos-da-índia, gatos ou pássaros.

O saluki é um cão que possui qualidades únicas, como grande capacidade de aprendizagem, inteligência e independência. Ele também tem tendência a latir quando suas necessidades não são atendidas. Por necessitar de atividades diversas, é recomendado que ele tenha espaço para viver bem e feliz.

Como é a saúde do saluki?

saluki branco na neve

O saluki é uma das poucas raças que pode desenvolver doenças psicossomáticas relacionadas principalmente ao estresse, e que geralmente afetam a pele e o sistema digestivo.

Eles também têm tendência a sofrer de doenças oculares genéticas e são suscetíveis ao câncer. Além disso, são animais que não toleram bem as temperaturas frias, devido à sua pouca proteção e massa corporal.

Por isso, devem morar sempre em ambientes fechados e ter proteção extra durante o inverno pode ser necessário, como um suéter ou um casaco de cachorro.

O que em nenhum caso pode faltar são as vacinas usuais e a vermifugação. Além desses cuidados, o tutor também precisará ter atenção com a pele delicada e examinar com frequência as orelhas para se certificar de que não há problemas.

Também é aconselhável fazer visitas frequentes ao veterinário para conferir se está em perfeitas condições, ou sempre que apresentar algum comportamento anormal.

Curiosidades sobre o saluki

  • O saluki é um dos cães mais velozes do mundo! Um saluki bem treinado chega a alcançar 60 quilômetros por hora;
  • Esta raça parece quase idêntica aos cães que aparecem pintados nas tumbas dos faraós egípcios, por isso é considerada uma das mais antigas do mundo. E além disso, ele era o pet favorito dos egípcios, além dos gatos;
  • Seu nome deve-se a uma antiga cidade desaparecida, Saluki, que ficava no Oriente Médio;
  • Em alguns casos, corpos mumificados de salukis foram encontrados ao lado dos corpos dos faraós, além de sua representação em pinturas. É por isso que se acredita que esses animais foram considerados um dom sagrado de Deus. Eles nunca fizeram negócios ou comércio com eles, apenas se deram como um símbolo de amizade;
  • Os Salukis com mancha na testa eram considerados pelos beduínos como especiais, como se fossem possuidores de um presente, e são chamados de tocados pelo “beijo de Deus”;
  • Ao correr, o saluki adquire uma postura um tanto estranha, pois consegue deixar as quatro patas no ar ao mesmo tempo, o que lhe dá mais dinamismo e o torna mais rápido na corrida;
  • O jeito do saluki de caçar é fazer sua presa correr até a exaustão, finalmente sendo fácil coletar a presa;
  • Seu comportamento também mostra uma proximidade com os gatos egípcios, já que ele se enrola para dormir como um felino e tem uma tendência a se limpar da mesma maneira que os gatos.

Qual o preço do Saluki?

O preço de um exemplar da raça saluki com pedigree pode custar cerca de R$ 300 mil reais no Brasil. Sem pedigree, o futuro tutor pode adquirir o saluki por cerca de R$ 10 a R$ 15 mil reais.

O saluki não é um cãozinho muito comum e a pouca popularidade é devido ao seu preço altíssimo. Diante disso, é necessário buscar um canil especializado. Boa sorte!

Comentários