10 raças de cachorro mais territorialista: conheça as principais

O instinto territorialista está mais presente em algumas raças. Veja a lista com 10 cachorros que mais gostam de proteger o território

Cachorros são naturalmente protetores e territorialistas, isso acontece porque seus ancestrais tinham esse instinto muito aguçado. Entretanto, essa necessidade de defender seu território se destaca mais fortemente em determinadas raças do que em outras.

Pensando nisso, separamos as 10 raças de cachorros que são mais territorialistas e suas principais características. Confira!

  • 01 de 10

    Bull terrier

    Bull terrier tigrado

    Apesar de ser visto como um cão agressivo, o bull terrier é, na verdade, muito amoroso. Ele é bem sociável, mas devido à sua lealdade extrema, se torna territorialista, sendo recomendada a supervisão do tutor no momento de interação com crianças e outros pets. O treinamento é sempre bem-vindo, principalmente levando em consideração o tipo físico do cachorro.

  • 02 de 10

    Rottweiler

    Rottweiler

    A fama que recebe de agressivo e pouco confiável, é na verdade resultado de má criação. Um rottweiler bem educado e amado pela família, retribui todo esse sentimento. Entretanto, o instinto protetor dele se faz muito presente, sendo um cão determinado e leal, que está sempre alerta para proteger seu território. Com o treinamento adequado e incentivando a socialização, o rottweiler é um ótimo amigo e cão de guarda.

  • 03 de 10

    Fila brasileiro

    Fila Brasileiro marrom

    Apesar de adorar crianças e ser capaz de se relacionar com outros animais, o fila brasileiro é o verdadeiro cão de guarda, pois é desconfiado com estranhos e tem instinto protetor. Requer paciência em seu treinamento, mas é muito muito perspicaz e tem facilidade para aprender quando estimulado corretamente.

  • 04 de 10

    Akita inu

    Akita marrom

    É sereno, reservado e independente, sendo assim, o treinamento pode ser um pouco difícil, pois pode se mostrar teimoso. O akita inu não é muito caloroso, principalmente com estranhos e outros cães, mas é uma raça muito leal e seu principal objetivo é proteger o lar e sua família.

  • 05 de 10

    Bullmastiff

    Confiável, ativo e carinhoso, o bullmastiff é afetuoso com a família, mas desconfiado com estranhos, podendo ser intimidador devido ao seu instinto de guarda e proteção. A convivência com outros pets deve ser iniciada ainda quando o bullmastiff é filhote, e com muito cuidado, especialmente com machos.

  • 06 de 10

    Doberman

    Doberman preto

    O doberman é forte, dominador e gosta de liderar. É independente, mas pode ter muito apego pelos donos, o que, junto ao seu instinto de proteção, o torna um excelente cão de guarda, estando sempre atento a situações fora do comum e pronto para defender seu território.

  • 07 de 10

    Dogo argentino

    Dogo Argentino correndo

    É muito afetuoso e brincalhão, mas desconfiado quando um estranho se aproxima do seu território. O dogo argentino precisa de tutores pacientes, mas é muito confiável, inclusive com crianças, e pode se adaptar a outros animais quando filhote.

  • 08 de 10

    Pastor Belga Tervueren

    pastor belga tervueren deitado

    O pastor belga tervueren é extremamente apegado aos donos e faz de tudo para proteger sua família e seu lar, por isso é considerado um cão territorialista. Entretanto, é muito sociável até mesmo com outros cães, desde que a socialização seja feita ainda nos primeiros meses de vida.

  • 09 de 10

    Chow chow

    Chow Chow marrom claro

    O chow chow é dócil e carinhoso com seu tutor, mas não se dá bem com outros animais em casa, possui até mesmo atitudes autoritárias sobre outros cães. Pode se mostrar tímido ou desconfiado, mas, com certeza, é um cão independente.

  • 10 de 10

    Coonhound

    É um cão de fácil convivência, tranquilo e se dá bem com crianças, mas devido ao comportamento territorialista, pode ser super protetor com sua família. Por ser um cão de caça, o coonhound é muito inteligente e curioso.

Por fim, após conhecer esses cães, é importante dizer que o instinto territorialista pode ser trabalhado com o adestrador, mas sempre respeitando a personalidade e as peculiaridades de cada raça.

Mas lembre-se! Na hora de escolher seu amigo de quatro patas, nunca se esqueça de considerar a adoção, ela sempre é uma ótima opção e há diversos cães esperando por um novo lar.

Comentários