Cachorro caçador: conheça 12 raças que têm o instinto de caça

Confira a lista que separamos com 12 raças de cachorros caçadores e o que leva um cão ser considerado bom de caça

Se formos parar para analisar a história de algumas raças de cães, vamos perceber que grande parte deles foram desenvolvidos para caçar. No entanto, nem todos os cachorros conseguiram se tornar grandes caçadores e foram colocados para exercer outras funções, como cão de guarda ou companhia.

Entretanto, as raças que se tornaram tão boas na caça, possuem reconhecimento por tal feito até os dias de hoje. E os verdadeiros cães caçadores podem até ter passado por algumas mudanças ao longo dos anos, mas eles jamais abandonam os instintos e comportamentos, como enterrar objetos, comida ou até pegar algum bichinho menor que eles que andou se aventurando pelo quintal de casa.

Ficou curioso para saber quais são as raças que têm o instinto de caça? Neste artigo vamos contar quais são elas e o que leva um cachorro a ser considerado caçador. Acompanhe até o final!

Raças de cachorros caçadores

  • 01 de 13

    Beagle

    Beagle em pé

    O beagle possui um olfato extremamente apurado, se tornando o número um quando o assunto é o instinto de caça. Ele é inclusive um dos cães preferidos da polícia europeia, principalmente quando o objetivo é detectar itens ilegais em malas nos aeroportos. Quem tem um bichinho desse em casa, provavelmente já pegou ele tentando caçar ou enterrar algum alimento.

  • 02 de 13

    Coonhounds

    De origem americana, o coonhounds é um cachorro especializado na caça de animais pequenos, como ratos, esquilos, guaxinins e gambás. Além do olfato e agilidade na hora da caça, esses cães tendem a mudar o tom do latido para poder intimidar as prezas e tornar a caça mais fácil. Ele ainda se destaca muito por sua coragem, pois existem registros que esse cãozinho já enfrentou animais maiores que eles, como os ursos nas florestas dos Estados Unidos.

  • 03 de 13

    Foxhound

    Desenvolvido para caçar raposas, o foxhound tem uma agilidade e rapidez que fazem com que ele tenha um grande destaque quando o assunto é a caça. Ele é um cãozinho bem dócil e companheiro, mas tende a ser bastante teimoso, logo, o foxhound não é do tipo que vai obedecer comandos com facilidade.

  • 04 de 13

    Basset hound

    Características basset hound

    Criados para caçar coelhos pelo faro, o basset hound é a mistura do cão de Santo Humberto com o beagle. Além do faro apurado, esse cãozinho também utiliza o seu latido para intimidar as presas, entretanto, isso ao longo prazo pode se tornar um problema para os tutores que vivem em ambientes pequenos. Além disso, o basset hound possui um olhar melancólico e bastante tristonho que é sua marca registrada.

  • 05 de 13

    Weimarener

    Cheio de energia e disposição, o weimarener surgiu na Alemanha durante o século 19 e também foi desenvolvido para caçar. Essa raça acabou ganhando destaque. pois além do porte atlético, ele é extremamente inteligente e quase nenhuma presa conseguia escapar desse peludo.

  • 06 de 13

    Jindo

    Sendo um dos poucos cães a surgir na Coreia do Sul, o jindo também foi desenvolvido especialmente para caçar animais de médio porte, como as raposas. Tendo uma proximidade muito grande com os lobos, esse peludo também era utilizado como cão de guarda, devido à sua força.

  • 07 de 13

    Cocker spaniel inglês

    Cocker Spaniel Inglês

    Apesar de hoje provavelmente ser mais conhecido por sua beleza, o cocker spaniel inglês é um excelente cão de caça, afugentando aves como faisões, galinhas e perdizes para seus donos. Recolhem o animal abatido quer ele esteja na terra ou na água. Essa raça é muito inteligente e cheia de energia.

  • 08 de 13

    Pequeno munster-lander

    Essa raça surgiu na Alemanha mas ficou popular apenas nos Estados Unidos, se tornando a favorita dos americanos, pois além de ser um excelente ajudante nas caçadas, ele também era um excelente companheiro e amigo da família. Hoje em dia o pequeno munster-lander chama atenção devido à sua pelagem mesclada, branca e marrom.

  • 09 de 13

    Faraó hound

    Esse cãozinho surgiu em Malta, mas é tido como um cão sagrado e muito especial no Egito. Por lá ele é famoso por lembrar Anúbis, o Deus da cultura egípcia com cabeça de chacal, que está retratado em tumbas do Egito. E mais! Ele também se destaca pela sua rapidez e faro, logo, também era um grande aliado dos egípcios nas caçadas.

  • 10 de 13

    Manchester terrier

    Esse cãozinho foi reconhecido como um verdadeiro caçador na Inglaterra durante a Revolução Industrial, pois ajudava os ingleses a caçar os ratos que viviam dentro das fábricas. O manchester tem muita energia acumulada, logo, precisa de estímulos físicos por pelo menos duas horas por dia.

  • 11 de 13

    Jack russell terrier

    Jack Russell Terrier

    Esse pequeno cãozinho foi desenvolvido para caçar raposas, logo, sua esperteza, rapidez e agilidade fazem com que ele apresente um excelente instinto de caça, além do olfato que também é extremamente apurado. O jack russell terrier tem ainda muita energia e o seu tutor precisa estar preparado para dedicar horas de passeios, brincadeiras e atividades.

  • 12 de 13

    Harrier

    Para criarem o harrier, utilizaram o beagle durante os cruzamentos, logo, ele acabou herdando o olfato extremamente apurado dos beagles, se tornando um excelente caçador. No entanto, ele tende a ser mais calmo e ter um acúmulo menor de energia.

  • 13 de 13

    Cesky terrier

    Ele parece um schnauzer, mas é bem mais meigo. O mais calmo dos terriers foi desenvolvido pelo caçador Frantisik Horak no século 20. Horak queria um terrier pequeno para caçar em bando nas florestas da Boêmia, na República Tcheca.

O que leva um cachorro a ser considerado caçador?

Na realidade, todos os cães possuem o instinto de caça, pois isso faz parte do instinto de sobrevivência e também do DNA, que em parte, vem dos lobos. No entanto, alguns cães são mais caçadores do que outros e o principal fator, segundo pesquisas científicas, é o olfato apurado.

Em 1950, dois estudiosos, John Paul Scott e John Fuller, realizaram uma ampla pesquisa sobre a genética dos cães caçadores, que resultou no livro “Genetics and the Social Behavior of the Dogs” (Genética e Comportamento Social dos Cães). O estudo tinha como principal objetivo analisar o poder olfativo de algumas raças, para a partir daí, conseguir entender quais eram os melhores cães quando o assunto era a caça.

Para chegar ao resultado, Scott e Fuller coloraram um rato em um campo de 4 mil m² e cronometraram quanto tempo cada cachorro levou para encontrar o roedor. As raças escolhidas para o experimento foram os beagles e todos os cães do grupo terrier, tendo em vista que esse grupo de destaca quando o assunto é olfato. O resultado foi realmente surpreendente.

Enquanto raças como os fox terriers demoraram 15 minutos para encontrar o rato, os terriers escoceses nem sequer conseguiram terminar a prova. Surpreendentemente os beagles acharam o roedor em menos de um minuto. Com isso, o estudo acabou chegando a conclusão de que o beagle é uma das melhores raças caçadoras existentes.

Comentários