6 dicas para manter o cãozinho no peso ideal

Cachorro acima do peso pode causar alguns transtornos, por isso, separamos 6 dicas para te ajudar a mater seu pet no peso ideal. Confira!

O excesso de peso pode ser encarado pelos tutores muitas vezes como algo fofo ou como um sinal de que o pet está sendo bem alimentando. No entanto, a obesidade nos cães é uma doença grave que pode causar uma série de problemas e complicações na vida do animal. Por isso, você deve estar atento em manter o seu amigo peludo no peso ideal.

Uma pesquisa realizada pela empresa Mars Petcare apontou que cerca de 59% dos cães em todo o mundo são atingidos pela obesidade. A doença reduz a expectativa de vida deles e traz consigo uma série de outras doenças graves, como problemas respiratórios, dificuldade na locomoção, elevação da pressão sanguina, o sedentarismo e também a diabetes canina.

Mas nós sabemos que nem sempre é fácil resistir ao olhar pidão do cãozinho para saborear alguma comida, ração ou petisco. No entanto, o tutor precisa resistir para zelar pela saúde do cãozinho a longo prazo. Por isso, neste texto vamos te dar 6 dicas para ajudar você a manter o seu cachorro no peso ideal. Confira!

Cachorro Husky Siberiano comendo melancia

1 – Leve o animal ao veterinário

Para você conseguir descobrir qual é o peso ideal do seu pet, uma consulta com o veterinário é fundamental. É importante destacar que o peso ideal do cachorro varia de acordo com o tamanho e a raça. Além disso, leva-lo regularmente ao veterinário é essencial para manter a saúde dele em dia. As consultas ajudam na prevenção de diversos problemas de saúde que o pet possa ter, não somente o excesso de peso.

Porém, é essencial que o tutor leve o animal de estimação ao veterinário assim que notar indícios que ele possa estar com excesso de peso. Dificuldade ao andar, falta de fôlego, movimentação lenta e perda de cintura são alguns sintomas que podem ser observados em cães que desenvolvem a obesidade.

2 – Faça exercícios e brinque com o seu cão regularmente

cavalier king charles spaniel correndo

Passeios e brincadeiras diárias são de extrema importância para a saúde física e mental do cão. A falta de tempo hoje em dia não é um empecilho, já que é possível contratar um dogwalker, profissional que realiza caminhadas com o animal. O dinheiro investido não será nada comparado ao bem-estar que essas atividades irão causar ao pet. Além de ajudar com que ele se mantenha saudável, sair para caminhar faz com que o animal fique mais feliz.

3 – Mantenha uma alimentação regrada

Oferecer uma alimentação balanceada, de boa qualidade e na quantidade correta, é essencial para manter o cãozinho no peso ideal. Mas você deve ficar a tento a quantidade e tipo de comida oferecida. Muitos tutores pensam que não tem problema dar a mesma comida para os cães, mas este é um tema que precisa de bastante cuidado. Os alimentos consumidos pelas pessoas são cheios de temperos e carboidratos, que fazem mal e podem ser tóxicos aos cães.

Confira: 9 alimentos tóxicos e perigosos para os cães

Se você tiver essa vontade de alimentar o pet com outra coisa que não seja ração, ele precisa fazer uma pesquisa extensa sobre o que o cão pode ou não comer, e fazer essa comida somente na água, sem sal, óleo ou qualquer outro condimento.

Além disso, algumas frutas e verduras in natura podem ser oferecidas aos pets, você só deve se atentar a quantidade e quando oferecer para o cãozinho.

4 – Determine horários para oferecer a refeição do pet

Alimentar o cão em horários diferenciados, sem um padrão, também interfere no peso do animal, logo, é essencial definir um horário para dar comida a ele. É importante que ele tenha um horário exato para o almoço e para o jantar. A quantidade de alimento deve ser adequada nesses dois horários.

O tutor não pode dar comida de menos e nem em excesso. Para saber a quantidade ideal, consulte um veterinário, para que ele não coma demais e nem passe fome durante o dia. Também é necessário que a comida não fique exposta durante todo o dia. Alguns animais não sabem dosar a quantidade de alimento e comem mais do que deveriam, o que influencia no excesso de peso.

5 – O cachorro precisa ter um sono de qualidade

Pode parecer bobagem, mas um sono bom e de qualidade é extremamente importante para um cãozinho. Se eles não dormem direito, acabam ficando estressados e cansados, o que faz com que não sintam disposição o suficiente para sair para caminhar ou brincar.

Além disso, esse estresse pode fazer com que o pet comendo ainda mais, principalmente se o tutor deixar a comida exposta para ele durante todo o dia. 

Em relação ao sono, é quase como acontece com os humanos: Eles precisam dormir bem, para conseguirem ter um dia cheio de energia e sem estresse. Caso contrário, os pets acabam se cansando muito rápido, deixam de brincar durante o dia e comem mais do que deveriam, o que apenas influencia no excesso de peso deles.

6 – Estimule com brinquedos para animais

Como já foi falado, o exercício físico é muito importante para que os animais percam peso e fiquem mais saudáveis. Mas, às vezes, não é tão fácil assim chamar a atenção de um pet para brincar. Nesse caso, é necessário usar coisas que eles gostem para que sintam-se estimulados a correr e a brincar.

Bulldog Francês com bola

E os brinquedos para pets podem se tornar seus aliados, ajudando a evitar a obesidade e o sedentarismo, além de fazer com que os pets adquiram a rotina de gastar calorias quando se sentirem entediados.

Brinquedos interativos e quebra cabeças à disposição do pet são ótimas formas de fazer com que ele se exercite o suficiente para manter-se saudável.

A dica é usar bolinhas com ração dentro, uma garrafa ou até mesmo uma caixa de papelão com furos e um brinquedo dentro. Isso vai estimular a curiosidade e o interesse do animal. Como falamos, são métodos que podem ser usados não somente para ajudar o cão a emagrecer, mas também para combater o sedentarismo e manter o corpo e a mente do cão saudáveis.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *