Raças de cães fortes e independentes: conheça!

Listamos 10 raças de cães fortes e independentes. Conheça as principais características e saiba qual a ideal para seu estilo de vida

Cães costumam ser animais muito apegados aos seres humanos, e isso com certeza é uma das suas grandes qualidades. No entanto, isso pode ser motivo de preocupação também, já que nem sempre estaremos presentes ou mesmo com disposição para dar a atenção que eles requerem.

Por outro lado, algumas cães podem requerer cuidados diferenciados, como exercícios regulares, tosa, ração especial, etc. Isso demanda uma atenção redobrada, que muitos tutores simplesmente não podem dar.

Pensando nisso, nós preparamos para você uma lista com as 10 raças que precisam de pouca atenção. Alguns cachorros dessa lista são aqueles que podem, e até gostam de ficar no seu cantinho, tirando um cochilo ou mexendo no seu brinquedo, sem que um humano esteja por perto. Outros, têm uma saúde forte e não precisam de muitos cuidados para se manterem bem física e mentalmente.

É importante destacar, no entanto, que todo cão necessita de carinho e atenção para se sentir bem, mesmo aqueles que parecem mais independentes. Então, mesmo que o seu pet faça o tipo durão, não se engane: ele adora estar perto de você e receber o seu carinho.

  • 01 de 10

    Dachshund

    Dachshund arlequim com olho azul

    Com suas perninhas pequeninas e seu jeito tranquilo, os Dachshund não costumam requerer muito exercício. Isso é uma qualidade que os torna ideais para quem não tem muito tempo para se dedicar ao seu pet. A maioria dos Dachshund possui uma pelagem curta, que não requer muitos cuidados. Alguns, entretanto, têm o pelo mais longo, o que exige mais banho, escovação e tosa.

  • 02 de 10

    Greyhound

    Greyhound olhando para o lado.

    Todo esse jeitão de velocista do Greyhound pode fazer você pensar que eles são do tipo que não pára quieto. Essa raça, no entanto, costuma ter um comportamento supertranquilo e pode passar horas por dia simplesmente jogado no sofá. Por outro lado, devido ao seu tamanho um pouco grande, Greyhounds precisam de bastante espaço para viver e de pelo menos uma boa caminhada por dia. Uma vez ao ar livre, eles talvez queiram demonstrar para o tutor o quão velozes podem ser.

  • 03 de 10

    Bulldog Francês

    Bulldog Francês preto

    De temperamento bem calmo, o Bulldog Francês não costuma exigir muito exercício físico para se sentir bem. Na verdade, depois de uma boa caminhada pela vizinhança, ele provavelmente vai querer tirar um cochilo e ficar sem fazer nada por um bom tempo. Outra vantagem da raça é que seu pelo curtinho requer cuidados mínimos. Por outro lado, como todos os cães braquicefálicos (com esse focinho achatado bem característico), o Bulldog Francês tende a desenvolver problemas respiratórios, sobretudo nas épocas mais quentes do ano.

  • 04 de 10

    Chihuahua

    Chihuahua marrom

    Chihuahuas costumam ser vistos como “cachorros de madame”, mas a verdade é que eles são bem ativos e independentes. Eles também são muito saudáveis e costumam ter uma expectativa de vida bem alta para os padrões caninos. Com exceção dos que possuem um pelo longo, Chihuahuas não precisam de muitos cuidados com a aparência, como escovação e tosa.

  • 05 de 10

    West Highland White Terrier

    West Highland White Terrier cabeça

    O West Highland White Terrier é certamente uma das raças de pequeno porte mais fáceis de criar. Adaptam-se bem à vida em apartamentos, desde que tenham muitos estímulos no ambiente. Sua saúde é vigorosa e requer poucos cuidados. Um dos poucos aspectos da raça que vão requerer mais atenção dos tutores é o seu longo, que pode necessita ser escovado regularmente.

  • 06 de 10

    Bull Mastiff

    Bull Mastiff sozinho e sentado na árvore

    O Bull Mastiff pode surpreender pelo seu tamanho, mas a verdade é que a raça não precisa de muita atenção dos seus tutores, se comparada à maioria dos cães. Isso se deve ao seu nível baixo de energia. Bull Mastiffs gostam de passar longos períodos sem fazer nada, e por isso é bom que tenham o seu próprio cantinho. Seu pelo baixo também não requer muitos cuidados.

  • 07 de 10

    Basset Hound

    Basset no jardim

    O Basset Hound pode ter uma carinha meio triste, mas essa é a aparência normal dele mesmo. Sem necessidade de muitos exercícios diários, eles ficarão felizes se puderem perambular por aí (seguindo seu faro potente) e se divertir de vez em quando no meio da família. O Basset Hound necessita de poucos cuidados para ter uma boa aparência. Seu pelo curto necessita em média de apenas uma escovação por semana.

  • 08 de 10

    Schnauzer

    Schnauzer deitado

    O Schnauzer pode até lembrar um nobre alemão, com esse seu elegante bigode, mas a verdade é que a raça sabe se garantir sozinha. Apesar de bem sociáveis, gostam de fazer suas próprias coisas e de explorar o mundo. Uma característica que pode exigir mais atenção dos tutores, no entanto, é o seu pelo um pouco longo. Mas os cuidados não são muito grandes: recomenda-se escovar o seu Schnauzer duas vezes por semana e tosá-lo a cada dois meses.

  • 09 de 10

    Lhasa Apso

    Filhote de Lhasa Apso na grama

    O Lhasa Apso pode até ter um aspecto delicado, mas esses pequeninos são cheios de determinação e gostam de ter o seu próprio espaço. Desde que possam receber o carinho de seus donos de vez em quando e ter os seus brinquedos (aos quais costumam ser bem apegados), os Lhasa Apso vão se sentir bem. Por outro lado, o pelo longo da raça pode requerer um bocado de atenção. Recomenda-se escová-lo todos os dias e dar um banho a cada uma ou duas semanas.

  • 10 de 10

    Akita

    Akita paisagem de areia

    Como um bom samurai, o Akita é atento, independente e discreto. Mesmo tendo a intensa lealdade como uma de suas principais qualidades, a raça não é de ficar colada ao seu tutor. São cheios de energia e adoram brincar com a família, mas também precisam do seu próprio espaço. Uma de suas grandes vantagens do Akita é o seu hábito de cuidar da própria higiene. Por outro lado, seu pelo um pouco longo requer escovações um pouco frequentes.

Cachorros sempre vão requerer atenção de seus tutores

Cães são animais bem versáteis e que, como você pôde ver nesse artigo, podem até se sair muito bem por conta própria. Entretanto, não nos enganemos: eles se tornaram, com o tempo, bastante apegados aos seus humanos e, especialmente aqueles que sempre foram cães domésticos, não podem ficar soltos por aí sem a supervisão dos seus tutores.

É sempre bom pensar nos cães como crianças. Algumas são mais independentes, outras são mais apegadas aos pais. Algumas são mais frágeis, enquanto outras são valentes e corajosas. Mas absolutamente todas elas precisam de carinho e proteção para crescerem felizes e saudáveis. Por isso, se você estiver disposto a criar um pet, saiba que ele sempre vai te dar algum trabalho. Mas como quase tudo de bom na vida, poder vivenciar a maravilhosa amizade dos cães também tem o seu preço.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *