Cachorros independentes: Confira 10 raças de cachorros que ficam bem sozinhas

Confira as 10 raças de cachorros independentes que mais se adaptam à ficarem sozinhas, devido às suas características e personalidade.

A vida da maior parte das pessoas parece estar sempre corrida. A maioria de nós tem que trabalhar várias horas por dia, e isso acaba não deixando muito tempo para coisas importantes, como estar ao lado daqueles que mais amamos.

Os cães, como criaturas que se tornaram com o tempo bem apegadas aos seres humanos, não costumam reagir bem à solidão de uma casa vazia e acabam sofrendo com a nossa ausência.

Pensando nisso, montamos uma lista com as raças de cachorros independentes que mais se adaptam à ficarem sozinhas. Os cães escolhidos são ideais para quem não tem muito tempo para se dedicar, devido aos fatores como independência, comportamento menos ativo e menos problemas de saúde.

Por outro lado, se você deseja criar um pet, não importando a que raça ele pertença, é bom estar disposto a fazer pequenas mudanças na sua rotina – lembre-se, é como se uma criança chegasse na sua vida, e cães realmente não são muito diferentes de crianças. Por exemplo, ainda que você passe a maior parte do dia fora de casa, quando estiver com seu cãozinho, lembre-se de compensar todo o tempo ausente, saindo para passear ou brincando com ele.

  • 01 de 10

    Basset Hound

    Tudo sobre a raça Basset Hound

    O basset hound é um cãozinho adorável, bem conhecido por suas orelhas grandes e caídas, seus olhinhos “tristes” e suas perninhas curtas. Como a aparência indica, a raça realmente não é de muita atividade.

    Por seu jeitão mais tranquilo, o basset hound é muito indicado para quem mora em apartamento ou trabalha e não tem alguém para ficar com o pet. Mas atenção, ainda que não sejam uma raça agitada, eles precisam de atividade física regular, justamente porque têm tendência a ganhar sobrepeso.

  • 02 de 10

    Maltês

    Cachorro da raça Maltês

    Apesar de ser bem apegado aos seus tutores, o maltês costuma se adaptar bem a longos períodos separado do seu dono. Quando você voltar para casa, ele certamente te receberá com muita energia. Desde que você corresponda esse sentimento e forneça estímulos para o seu maltês se divertir quando ele ficar sozinho, não há muitos motivos para se preocupar.

  • 03 de 10

    Shar-pei

    Shar Pei dormindo

    O shar-pei é adequado para quem trabalha ou fica muito tempo fora por não ser uma raça muito ativa e também por ser bem independente. Apesar do seu tamanho um pouco grande, eles são inclusive apropriados para apartamentos, porque não fazem muita questão de circular por aí. Mas é importante sair para passear com ele regularmente, para que o seu shar-pei possa se distrair e se exercitar.

  • 04 de 10

    Lhasa apso

    Personalidade do Lhasa Apso

    O lhasa apso faz o tipo de cachorro independente e adora se divertir por aí e fica feliz se conseguir arranjar muitos estímulos no ambiente onde vive. O seu pequeno porte o torna também ideal para viver em apartamentos.

    Graças à sua independência, o lhasa apso não precisa receber tanta atenção como outras raças, o que o torna ideal para quem passa muito tempo fora de casa.

  • 05 de 10

    Dachshund

    Dachshund preto deitado

    O dachshund se destaca pela necessidade relativamente baixa de exercícios e essa raça é, em geral, também muito tranquila. Mesmo assim, os dachshund gostam bastante de se aventurar pelo ambiente e colocar em prática seu instinto caçador.

  • 06 de 10

    Akita inu

    Akita marrom

    O akita inu (ou akita americano, como é conhecida a sua variante dos EUA) é um cão famoso por ser discreto. Ele inclusive recebeu o apelido de samurai, graças à sua eterna vigilância e discrição. Como os akitas não são de ficar brincando o tempo todo com seus donos, eles podem ficar longos períodos sozinhos sem sofrerem com isso. Mas é preciso estar atento à necessidade de espaço e de distrações, pois a raça é bem ativa.

  • 07 de 10

    Chow-chow

    Chow Chow marrom claro

    O chow-chow é também uma raça de cachorro independente e mais reservada, que não gosta muito de ficar recebendo contato o tempo todo. Apesar disso, são ótimos cães de guarda por sua lealdade e disposição para proteger seus tutores nas situações de perigo.

  • 08 de 10

    Basenji

    cachorro basenji preto e branco

    Apesar do alto nível de energia, o basenji é um cão bem independente. Uma curiosidade interessante sobre a raça é que ela praticamente não late. E não é que ele simplesmente prefira não se comunicar, trata-se de uma condição física mesmo da raça.

    Basenjis são mais indicados para viver em lugares amplos, com bastante espaço, mas também podem se adaptar bem à vida em apartamento, desde que encontrem os estímulos necessários para direcionar toda a sua energia.

  • 09 de 10

    Schnauzer

    Schnauzer deitado

    Os schnauzers são conhecidos como cães bem independentes. Apesar do serem cachorros pequenos, eles adoram se aventurar ao ar livre, talvez porque ainda preservem um antigo instinto de caçador. A raça possui um temperamento tranquilo e é bastante inteligente.

    Com o treinamento adequado e alguns estímulos no ambiente, pode ficar longos tempos sozinho sem que isso afete muito o seu comportamento. Porém, o mais indicado é criar os schanuzers em espaços mais amplos, para que ele possa se exercitar com liberdade.

  • 10 de 10

    West Highland White Terrier

    West Highland White Terrier ao ar livre

    O West Highland terrier é outro cãozinho que surpreende pela sua independência, apesar do tamanho pequeno. A raça é bem conhecida pelo temperamento forte, apesar de não ser exatamente do tipo que sai arranjando problemas por aí. O seu pequeno porte e a sua autonomia o tornam ideais para quem mora em apartamentos e também fica muito tempo fora.

Independentes, mas nem tanto

As raças de cachorros independentes ou que necessitam de menos exercícios físicos para se sentirem bem são ideais para pessoas que ficam muito tempo fora de casa. Eles não necessitam receber atenção o tempo todo, e por isso podem se sentir bem no seu próprio espaço, com as suas próprias distrações.

No entanto, é sempre bom lembrar que todo cão precisa de carinho e cuidados frequentes. Não é porque ele faz o tipo caladão que ele não precisa de um abraço ou de um passeio, assim que o seu tutor chega em casa, depois do trabalho.

As raças que mostramos aqui são aquelas que não se importam muito em ficar sozinhas, mas mesmo outras raças, consideradas mais dependentes ou “frágeis”, podem se adaptar a ficar longe do seu tutor quando ele sai de casa. Sugiro a você a leitura do nosso artigo com dicas preciosas para ensinar o seu cãozinho a ficar sozinho em casa.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *