Corgi: 8 fatos curiosos que você não esperava sobre o “cão anão”

Cães corgi são muito simpáticos e uma boa opção para a família. Esse pequeno pet traz diversos fatos curiosos que você não imagina. Veja!
Welsh corgi na floresta.

O corgi é um pequeno cãozinho também conhecido como “cão anão” e que facilmente lembra uma raposa. Cheio de energia e disposição, o corgi pode ser um excelente companheiro para aqueles que não dispensam uma boa atividade física, como uma corrida ou trilha. Mesmo sendo uma raça de porte pequeno, esse cãozinho tem uma excelente disposição para se exercitar.

Além de ativo, ele é um excelente cão de companhia. Não é à toa que a Rainha Elizabeth II é uma das maiores fãs da raça e cria em seu palácio cerca de 30 corgis. O amor da realeza pelo “cão anão” não é em vão, ele conquista a todos por sua personalidade dócil e amorosa, sendo ideal para todas as famílias. 

E não para por aí! Ele é repleto de histórias incríveis. Por isso, neste artigo nós vamos te mostrar as curiosidades sobre o Corgi e até sobre a sua saúde. Para conhecer tudo sobre esse membro da realeza, acompanhe o texto até o final.

7 curiosidades sobre os cães da raça corgi

1. A relação do Corgi com a família real britânica

A Rainha Elizabeth II foi uma das principais responsáveis pela popularidade e oficialização do cãozinho da raça corgi em todo o mundo e não apenas no Reino Unido. A aproximação desse pet com a família real começou quando o rei George VI deu um corgi para suas filhas, Elizabeth e Margaret, que se apaixonaram imediatamente pelo cachorrinho. 

A partir daí, a rainha Elizabeth começou com uma grande família de corgis no palácio. Hoje, os cãezinhos da raça que moram com ela, são da mesma linhagem dos corgis dados pelo rei George VI. Logo, a raça foi se tornando aos poucos um símbolo da família real. Graças a realeza, o corgi foi oficializado pelo Kennel Club Inglês. 

2. Existem duas raças do corgi 

O Welsh Corgi Pembroke e o Welsh Corgi Cardigan são fisicamente muito parecidos, entretanto, são duas raças distintas. A melhor maneira de diferenciar os dois cãozinhos é por meio do rabo, o Pembroke tem um rabinho curto, enquanto o Cardigan tem o rabo comprido. Outra forma de diferenciá-los é por meio da cor, geralmente o pembroke pode ser amarelo ou castanho, enquanto o cardigan tem cores mais escuras, como preto e cinza.  

Entretanto, as diferenças são apenas físicas. Em questão de comportamento e até mesmo personalidade, as duas raças são muito parecidas.

3. Um presente das fadas

O cãozinho foi originado no País de Gales, em Pembrokeshire, entretanto o corgi tem um pedigree histórico desconhecido, pois os agricultores que criavam o cão no passado não fizeram nenhum registro sobre a raça. No entanto, há uma lenda que duas crianças encontraram dois filhotes de corgi em um campo enquanto cuidavam do gado e levaram para casa.

Depois disso, os cãezinhos começaram a cuidar do pastoreio.  Os pais das crianças então disseram que os cachorrinhos eram um presente das fadas para a família. A história pode parecer impossível, mas ela é contada até hoje por muitos admiradores da raça. 

4. Ele não é um animal silencioso

No passado, o corgi era um cão de pastoreio, usado também para alertar os trabalhadores do campo de possíveis perigos, logo, eles latiam com muita facilidade. E esse comportamento não sumiu ao longo dos anos, por isso faz parte de sua personalidade latir com frequência. Por isso, caso você esteja procurando um cachorro silencioso, ele não é uma opção. Se você mora em apartamento, o latido do corgi pode se tornar um problema.

5. Um dos cães mais inteligentes do mundo

No ranking de inteligência canina de Stanley Coren, o corgi ocupa o 11º lugar, sendo um cachorro bastante esperto e inteligente. Sendo assim, o cãozinho acaba sendo fácil de adestrar, respondendo facilmente aos primeiros comandos. Por esse motivo, o corgi se tornou um dos favoritos em competições de cães por todo o mundo. Além de elegante, ele também é muito obediente

6. Um cãozinho atleta

Para ter um corgi é importante ter em mente que ele é um cão bastante ativo, por isso, precisa fazer passeios e atividades físicas com frequência. Caso o tutor goste de esportes, ele pode ser o companheiro perfeito. O corgi se dá muito bem em esportes como agility, herding e flyball, pois ele é ágil e se movimenta muito rápido. 

Caso você não seja do tipo muito ativo, precisa repensar em ter um corgi. Quando eles não se exercitam ou ficam muito tempo sozinhos, eles podem desenvolver ansiedade, agressividade e até mesmo depressão. Por isso, pense bem antes de tê-lo na família.

7. A celebridade Corgi 

A celebridade do mundo pet é o corgi Geordi, com mais de 420 mil seguidores no Instagram, o cãozinho vive em Los Angeles.  Ele faz sucesso com cliques e vídeos muito charmosos. O corgi é um pet que facilmente chama atenção nas redes sociais e além do Geordi, é muito fácil ver cães dessa raça com diversos fãs online. 

8. Possui um hábito peculiar

 O corgi tem um hábito bastante peculiar que o acompanha desde o seu surgimento: morder o calcanhar dos tutores. Esse comportamento ocorre, pois em seu passado mordia as vacas e bois com a intenção de guiar o gado. Sendo assim, é um comportamento instintivo e ele não faz por mal. Mas não se preocupe! Esse problema pode ser solucionado com adestramento.  

Como é a saúde do corgi?

O corgi é um cãozinho que tem uma grande tendência ao sobrepeso e à obesidade, por isso, além dos passeios diários, o tutor deve cuidar da alimentação dele. Por isso, as refeições devem ser balanceadas, nutritivas e com níveis de vitaminas suficientes para ajudar na energia do corgi. O ideal é conversar com um médico veterinário para entender qual é a alimentação ideal para ele.

Além disso, o corgi tem tendência a soltar muito pelo, principalmente na primavera e no inverno, por isso nesses períodos a escovação diária é necessária. Além da escovação, o tutor pode precisar dar banho no cãozinho semanalmente. Existem alguns shampoos próprios para diminuir a queda de pelo, opte por eles.

Outro ponto importante de cuidado é a coluna do Corgi. Devido às perninhas curtas, o tutor deve evitar fazer brincadeiras que estimulem a pular, já que o esforço vai colocar um peso desnecessário e muito perigoso na coluna e no corpo do cãozinho. É interessante também que a casa ou apartamento tenha escadinhas e rampas especiais para que eles tenham acesso às camas e aos sofás, evitando que pulem e tenham problemas na coluna futuramente, como o reumatismo. 

Quanto custa o corgi?

O corgi é um dos cães mais caros para se comprar no Brasil. Por aqui, a raça é bastante difícil de encontrar, logo, você só conseguirá adquirir um animal dessa raça indo em um canil especializado. O corgi pode chegar a custar até R$12.000 mil reais. Por isso, pesquise bem antes de adquirir esse pet ou pense na possibilidade de adotar um cão, há muitos deles a espera de um lar. 

Comentários