10 raças de cachorros que soltam muito pelo

Soltar pelos é algo natural na vida dos nossos cãezinhos e, dependendo da raça, pode ocorrer com certa frequência. Confira aqui uma lista das 10 raças de cachorros que soltam mais pelo!
Raças de cachorros que soltam mais pelos

Soltar pelos é algo natural na vida dos nossos cãezinhos e, dependendo da raça, pode ocorrer com certa frequência. Isso acontece pois é uma forma desses animais eliminaram a pelagem velha e danificada, para que uma nova cresça, mais forte e saudável.

A periodicidade desse fenômeno varia de raça para a raça e, hoje em dia, algumas delas passam por esse processo com mais frequência.

Embora muitas pessoas busquem informações sobre quais cães soltam mais pelos, a fim de evitar a adoção desses animaizinhos, conhecer a lista pode ser fundamental para entender melhor essa característica e tomar os devidos cuidados.

Lista de cachorros que mais soltam pelos

  1. Pastor Alemão
  2. Golden Retriever
  3. Labrador
  4. Husky Siberiano
  5. Pequinês
  6. Chow Chow
  7. Rottweiler
  8. Dálmata
  9. Chihuahua
  10. Beagle

1. Pastor Alemão

Pastor Alemão língua fundo verde
O Pastor Alemão é conhecido por sua inteligência e dedicação, esse tipo de cão é um ótimo amigo para quem deseja adotá-lo, mas é preciso ter paciência quanto à sua perda de pelos, que pode acontecer, em média, duas vezes ao ano com bastante intensidade e ao longo dos meses de forma mais retraída.

2. Golden Retriever

Raça Golden Retriever
Quem procura por um Golden Retriever também precisa saber que a troca de pelagem é comum à raça. Geralmente, esse processo ocorre duas vezes ao ano, mais intensamente no verão e inverno, e de forma mais moderada no outono e na primavera. Vale lembrar que esse animalzinho possui fios grossos e, por essa razão, oferece um pouco mais de trabalho.

3. Labrador

Labrador deitado na grama
Com um processo bem parecido ao do Golden, o Labrador também é um cachorro que vive com a constante troca de pelagem, com uma queda um pouco menos acentuada, devido à espessura dos pelos e à quantidade que costuma cair nas épocas de permuta.

4. Husky Siberiano

Husky com olho azul e verde
Aqui falamos de um tipo de animalzinho acostumado a baixíssimas temperaturas e que, por essa razão, possuem uma pelagem densa. Geralmente trocada duas vezes ao ano. Porém, quando o clima está mais quente, é comum que esses pelos sejam dispensados, uma vez que não há tanta necessidade de uma camada protetora. Por isso, se o animal for submetido constantemente a temperaturas mais altas, é normal que ele solte bastante pelo ao longo do ano.

5. Pequinês

Pequinês em pé na grama
Com um tamanho reduzido e um tipo de pelagem bem mais espessa, o Pequinês também pode soltar muito pelo e, por ser um tipo naturalmente peludinho, é necessário que os donos tomem os devidos cuidados para que as quedas não se acentuem, uma vez que elas são mais constantes.

6. Chow Chow

Personalidade do Chow Chow
Conhecido por ser um dos cães mais peludos que existe, o Chow Chow perde uma quantidade de pelos consideráveis durante o dia e, por isso, precisa de cuidados diários. As trocas sazonais também ocorrem com ele, porém, em menor quantidade, devido à perda constante da pelagem.

7. Rottweiler

Rottweiler
Não são apenas os cães mais peludos que possuem uma troca constante. Também é possível perceber esse fenômeno em animais com a pelagem mais curta. O Rottweiler é um exemplo disso, e essa permuta ocorre de forma moderada durante todo o ano e um pouco mais acentuada na primavera e no outono.

8. Dálmata

Dálmata marrom
Por se tratar de um cachorro extremamente ativo, o Dálmata costumam apresentar um metabolismo mais acelerado, o que contribui para que ele solte mais pelos durante o ano, principalmente nas épocas de primavera e verão.

9. Chihuahua

Perfil Chihuahua
Apesar de ser tão pequeno, os Chihuahua podem liberar bastante pelo ao longo tempo, também devido ao metabolismo acelerado que faz que a troca seja mais constante. Os pelos tendem a ser mais grossos e, por isso, demandam um pouco mais de trabalho dos donos.

10. Beagle

Beagle
De porte pequeno e com uma personalidade muito amável, os Beagles também podem apresentar quedas constantes de pelo que se acentuam na troca de estações. Porém, em comparação a outros animais da lista, esse é o tipo de cachorrinho que solta menos pelos.

Como prevenir que os pelos se soltem?

A troca natural de pelos em cães não pode ser tratada ou prevenida, afinal trata-se de um processo comum às raças, mas pode ser amenizada com alguns procedimentos. O primeiro deles é cuidar sempre da alimentação do cachorro, isso ajudará a deixar os pelos mais saudáveis e menos suscetíveis à queda.

O segundo e mais importante passo é sempre escovar o pelo do animal com um  pente ou escova adequados às características de cada cachorro. O indicado é que o veterinário indique o melhor objeto para esse tipo de higienização, mas existem no mercado atual dezenas de opções que podem se adequar às necessidades do seu animalzinho.

A frequência irá depender de cada raça, mas os tipos de cães que geralmente soltam mais pelos, necessitam de escovações quase que diárias. Esse processo é imprescindível para a remoção dos pelos mortos a fim de se evitar que eles caiam naturalmente pela casa.

Principais motivos para a queda de pelos em cachorros

Como já explicamos por aqui, é natural que cães troquem de pelo ao longo da vida, mas é sempre bom que o dono do animal fique atento a esse processo, pois, caso aconteça com mais frequência, será necessário um acompanhamento médico.

Os outros motivos que acarretam esse tipo de queda podem ser:

  • Doenças: existem algumas doenças e complicações que podem afetar a saúde do seu cãozinho e acarretar a queda da pelagem. As mais comuns são as parasitárias, ocasionadas por um agente infeccioso que se aloja no organismo do bichinho, como as micoses. Doenças na pele, como a sarna, também são umas das principais causadoras desse tipo de problema e devem ser tratadas assim que os primeiros sintomas aparecerem.
  • Estresse ou depressão: ao contrário do que muita gente pensa, os cães podem apresentar transtornos psicológicos. Uma vez que essas complicações se agravam, elas podem acarretar a queda de pelos no animal. Por isso, precisam de atenção quando apresentarem uma mudança brusca em seus comportamentos.
  • Vacinas: algumas vacinas também podem causar uma reação alérgica no animal e causar irritação e queda em volta do local de aplicação. Esse tipo de problema ocorre geralmente em animais com peles mais sensíveis, mas é necessário que o dono tenha bastante atenção após o cãozinho passar por esse procedimento.