Cachorro roncando: é normal? Tire suas dúvidas e saiba como resolver

Cachorro roncando não é normal, por isso saiba quais são as possíveis causas e o que fazer para solucionar o quadro
Três filhotes de Beagle dormindo

O ronco de um cachorro pode ter várias causas, desde a sua genética até mesmo algum tipo de doença ou corpo estranho presente no corpo do animal. Logo, é preciso conhecer bem o pet para conseguir diagnosticar o que está causando o problema.

E o ronco, além de poder incomodar os tutores em alguma situação, é um sinal de que o animal não esta respirando corretamente e isso pode trazer problemas futuros que podem afetar a vida do seu amigo de quatro patas. Por isso, neste texto nós vamos te explicar tudo o que você deve saber sobre o ronco dos cães. Acompanhe até o final!

É normal cachorro roncar?

O ronco nos cães não é algo normal e o tutor deve sempre procurar ajuda profissional quando notar que o pet está com dificuldades na hora de respirar, pois o ronco se trata de algum bloqueio nas vias aéreas nasais. No entanto, no caso dos cães braquicefálicos, o ronco pode ser considerado comum.

Nesse caso, a síndrome braquicefálica faz com que eles tenham uma anatomia com o focinho achatado e vias aéreas mais estreitas, logo, o ronco acaba sendo uma consequência que os acompanha. Neste caso, não existe uma solução para o ronco dos bichinhos.

No entanto, mesmo assim é importante ficar atento para verificar se os roncos estão normais, pois esses animais também podem ter outros tipos de problemas respiratórios, que podem fazer com que os roncos fiquem mais intensos e sintam até mesmo dificuldade para respirar.

Dependendo do grau das alterações, elas prejudicam a qualidade de vida do cachorro. Nesse sentido, quanto mais curto é o focinho, maiores são as chances de o pet ter mais dificuldade para respirar. 

Cachorro roncando: veja as principais causas

Se o seu cachorro não é braquicefálico e está roncando com uma certa frequência, o barulho pode estar sendo motivado por algumas outras causas. Confira:

Obesidade

Assim como humanos com sobrepeso também tendem a roncar, o mesmo acontece com os cachorros. Além de sobrecarregar órgãos como fígado, coração e estruturas como as articulações, a obesidade canina ainda dificulta a respiração dos cães, provocando o ronco de cachorro.

Por isso, se o seu cãozinho está acima do peso, é importante que você leve-o ao médico veterinário para que uma dieta e uma rotina de exercícios seja montada pelo profissional.

Corpos estranhos

No geral, os cães são animais muito curiosos e possuem o olfato extremamente apurado, logo, ele pode com facilidade aspirar algum material que não deveriam.

Na maioria dos casos, os cães espirram para eliminá-lo, mas nem sempre é o suficiente para expulsar o corpo estranho. Por isso, quando não conseguem, o material fica preso nas vias nasais, provocando uma infecção, aumentando a obstrução e consequentemente causando o ronco no cachorro.

Alergias

Da mesma maneira que corpos estranhos, a hipersensibilidade a alguma substância, como o pólen das flores, também pode levar a uma reação do organismo, com produção de secreção, estreitamento das vias aéreas e o ronco. Nesses casos a ida ao médico veterinário deve ser feita com urgência, pois se as alergias agravarem, o pet pode ir a óbito.

Tumores nasais

Mais frequentes em determinadas raças, como pastor alemão, os tumores benignos ou malignos na cavidade nasal também deixam o cachorro roncando muito, além de poder causar dores e evoluir para quadros mais graves. No caso dos tumores, apenas exames realizados por um médio veterinário poderão confirmar essa hipótese. Neste caso é necessário uma cirurgia para fazer a remoção do tumor.

Gripes e resfriados

Os sintomas da gripe canina são muito semelhantes aos da gripe em seres humanos, com secreção de muco e congestionamento das vias nasais que, por sua vez, levam ao estreitamento e ao ronco. Essa é uma das causas mais comuns, principalmente durante o inverno. Por isso, lembre-se sempre de manter a vacina do seu amigo de quatro patas em dia.

Como fazer o cachorro parar de roncar?

É importante salientar que o ronco dos cães só pode ser evitado em algumas situações, logo, se a causa for obesidade ou um tumor, apenas um médico veterinário poderá tratar e resolver o problema. Mas se a causa do ronco for uma alergia, por exemplo, existem maneiras para evitar o problema. Confira:

1. Atividade física

A atividade física pode melhorar muito a respiração do animal e evitar que ele ronque enquanto dorme, além de trazer diversos benefícios para a saúde física e mental do cachorro. Assim, além dos passeios, invista em outros tipos de atividade e brincadeiras, como correr atrás da bolinha ou até mesmo um circuito interativo.

2. Ambiente limpo

Se a alergia estiver motivando o ronco do seu cachorro, a limpeza pode ser a solução, pois ela evitará o acumulo de ácaro e poeira. Por isso, mantenha o ambiente e os acessórios, como bebedouro, comedouro, caminha e cobertores, sempre limpos.

Na hora da limpeza, evite o uso de produtos com cheiro muito forte, pois há odores que os cães não toleram. Eles também podem irritar as narinas, provocando o ronco. Além disso, certifique-se de manter o cachorro sempre em local fresquinho e arejado.

3. Check-up sempre em dia

O médico veterinário pode ser o principal aliado na hora de resolver o ronco do cachorro, por isso leve o peludo para um check-up completo pelo menos uma vez por ano. Fazer um acompanhamento do estado de saúde do pet é a melhor maneira de identificar alterações ainda em estágios iniciais.  Boa sorte!

Comentários