Gripe canina: sintomas e tratamento

Bulldog francês deitado triste

A gripe canina é uma infecção viral muito comum entre os cães, principalmente durante o inverno ou em cidades onde a temperatura é mais baixa. A gripe canina é bastante parecida com a gripe humana, mas mesmo assim muitos tutores têm dúvidas em relação à doença, principalmente como ela é transmitida. 

A transmissão da gripe canina é muito semelhante à gripe humana, logo, o animal pode pegar a doença ao entrar em contato com um objeto ou pet contaminado. Além disso, a gripe canina pode ser bastante perigosa e evoluir para um quadro grave de pneumonia. Logo, o tutor deve ter o máximo de cuidado e atenção com o cãozinho doente.

Mas não se preocupe, neste artigo vamos te explicar tudo o que você precisa saber sobre a gripe canina, como os sintomas, diagnóstico, prevenção e até mesmo o tratamento utilizado para curar a doença. Acompanhe até o final!

O que é a gripe canina? 

A gripe canina, também conhecida como influenza canina, é uma doença respiratória causada por um tipo de vírus da gripe, o Influenza A. Muito contagiosa, a gripe canina é mais comum durante o inverno, por conta das temperaturas mais baixas. No verão ou em outras épocas mais quentes ela deixa de ser tão preocupante, mas isso não significa deixar os cuidados de lado.

No geral, a gripe canina não costuma colocar em risco a vida do animal, caso ele esteja saudável. Mas, mesmo assim, é importante levá-la a sério. O tutor precisa entender que a gripe em um animal idoso ou com algum tipo de doença mais grave, como o câncer, pode ser extremamente perigosa, pois a imunidade do animal tende a cair. Logo, todo cuidado é necessário.

Além disso, mesmo em animais novos e saudáveis, a gripe canina pode evoluir para quadros mais sérios, como a pneumonia. A doença também causa muito desconforto ao cãozinho, deixando o animal com dificuldade de respirar, por exemplo. Para entender melhor como o seu pet se sente, basta lembrar da última vez em que você ficou gripado.

Como a gripe canina é transmitida?

Assim como ocorre com os humanos, os cães para pegarem a gripe canina precisam entrar em contato com o vírus. E existem diversas maneiras de contágio, mas as principais são:

  • entrar em contato com outro animal doente;
  • compartilhar objetos (bebedouros e comedouros, brinquedos, etc) com o pet portador do vírus da gripe;
  • contato com áreas infectadas pelo vírus, como parques, áreas de recreação, ambientes pet friendly e vários outros. 

A imunidade do cachorro vai determinar se ele apresentará ou não as manifestações clínicas da gripe canina. Por isso, a doença é mais comum durante estações chuvosas e meses mais frios, pois durante esses períodos as defesas do organismo do animal e também a imunidade tende estar mais baixa que o normal. 

Lembrando que a gripe canina não passa para humanos, ela é contagiosa apenas entre os cães, logo, é  um risco apenas para outros pets. Dessa forma, é importante não se preocupar em isolar o animal de você e nem tentar dar nenhum tipo de medicamento humano para gripe canina. Apenas o médico veterinário poderá receitar a medicação.

Quais são os sintomas da gripe canina?

A gripe em cachorros apresenta alguns sintomas clássicos e bem parecidos com a gripe dos humanos, logo, pode ser tão incômoda e desconfortável quanto. Por isso, separamos os principais sintomas da influenza nos cães. Confira abaixo: 

  • Apatia: o cãozinho fica bastante cansado, mole e com dores no corpo durante a gripe;
  • Tosse persistente: não é muito comum ver um cão tossindo, logo, esse é um dos sinais mais claros da gripe canina; 
  • Coriza e olhos lacrimejantes:  é uma a inflamação da mucosa nasal e acaba causando espirros, secreção e obstrução nasal no cãozinho. Esse é um dos sintoma mais incômodos para os cães; 
  • Febre: sintoma bastante comum e pode ser um sinal para você levar o cãozinho ao médico veterinário o mais rápido possível;
  • Perda de apetite: diante de todos esses outros sintomas, o animal acaba perdendo a fome e não consegue comer. Quando isso ocorre, o tutor deve levar o pet ao veterinário para que a imunidade do animal não diminuía ainda mais. 

Mas apesar de tudo isso, devemos ressaltar que nem todos os cachorros apresentam os sintomas listados acima. Fique sempre atento e, em dúvida, leve seu pet ao médico veterinário para garantir um diagnóstico precoce. A gripe canina quando descoberta cedo, pode ser tratada de maneira mais rápida.

Qual é o tratamento para a gripe canina? 

Ao perceber que seu animal apresenta sintomas de gripe canina, procure um veterinário o mais rápido possível. O diagnóstico da gripe canina não é muito difícil. Na maioria das vezes, o profissional consegue identificar o quadro do bichinho apenas com uma conversa com os tutores. Mas isso não descarta a necessidade de realizar alguns exames laboratoriais.  

Assim como acontece com humanos, a gripe dos cães pode sumir dentro de alguns dias. No entanto, para que o cachorro se recupere de forma rápida e segura, é necessário alguns cuidados. Além disso, se o seu bichinho já é idoso, pode ser que ele não se recupere tão rápido. Por isso, em alguns casos, o veterinário pode ter que receitar algum anti-inflamatório ou antibiótico para ajudar o animal.

Mas você também pode fazer sua parte em casa. Para ajudar a melhorar o quadro do seu amigo peludo, é necessário fazer com que o animal se hidrate, então sempre deixe água fresca e limpa disponível. Além disso, forneça a ele uma alimentação mais saudável. Assim o tratamento será mais rápido e eficaz.

Como prevenir a gripe canina?

A melhor maneira de prevenir a gripe canina é optando pela vacina da gripe canina. Além disso, é importante que você procure sempre vermifugar o animal, além de levá-lo para as consultas de check-up. E para redobrar o cuidado com o seu amigo peludo, sempre procure fornecer a ele uma alimentação saudável, os alimentos podem ajudar muito a melhorar a imunidade do cãozinho. Boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *