As 10 piores raças de cachorro para apartamento

As 10 piores raças de cachorro para apartamento

Conheça as 10 piores raças de cachorro para apartamentos que não são indicadas para lugares pequenos e que tenham pouco espaço para se exercitarem.
Cachorro na varanda de um apartamento

Ninguém gosta de viver preso dentro de casa, não é mesmo? Nesse aspecto, os cães não são muito diferentes de nós. Porém, algumas raças de cachorro se adaptam melhor que outras à vida em pequenos espaços. Na maioria das vezes, são raças de pequeno porte, para as quais um apartamento parece um espaço mais adequado para se viver.

Neste artigo, nós apresentamos a você uma lista com as 10 piores raças para viver em apartamento. Como você vai perceber, a maioria são raças de grande porte, mas há também cachorros menores. Alguns cães de pequeno ou médio porte, como o Beagle, por exemplo, têm uma grande necessidade de se exercitar e de se aventurar por aí, e por isso não vão gostar de viver num espaço pequeno e fechado.

  • 01 de 10

    Golden Retriever

    Golden com a língua para fora

    Os Golden Retrievers são atletas por natureza. Adoram acompanhar seus donos ao ar livre e viver aventuras na natureza. Toda essa hiperatividade, aliada a seu grande porte, tornam a raça uma das piores para viver em apartamento.

    Além disso, Golden Retrievers soltam muito pelo e não conseguem gastar toda a sua energia morando em um apartamento podendo inclusive desenvolver problemas de comportamento, como morder tudo o que encontram pela frente.

  • 02 de 10

    Pastor Alemão

    Pastor Alemão língua fundo verde

    O Pastor Alemão é um cão de grande porte, com invejável vigor físico. Tal como nos filmes, a raça é realmente muito ativa e precisa de muitos exercícios. Não vai se adaptar, portanto, a viver num espaço pequeno, onde não há muito o que fazer.

    Um outro ponto que tornar difícil a vida de um Pastor Alemão dentro de um apartamento é a sua audição extremamente sensível. Ou seja, se você tiver uma vizinhança barulhenta, seu amiguinho com certeza vai sofrer com isso.

  • 03 de 10

    Labrador

    Labrador passeando com o dono

    O Labrador Retriever é outra raça famosa por gostar de aventura. São cães muito usados em atividades esportivas, como cães-guia e em terapias. Isso dá uma ideia de como a raça não gosta nenhum pouco de ficar parada no seu cantinho.

    Se você deseja adotar um Labrador Retriever mas não tem muito espaço disponível, deve pelo menos oferecer diferentes atividades ao ar livre para ele se exercitar.

  • 04 de 10

    Border Collie

    Border Collie correndo na grama

    O Border Collie é considerado por muitos a raça mais inteligente do mundo. Eles eram excelentes cães pastores no passado e conservam muitas das qualidades necessárias para essa tarefa. A raça precisa de estímulos constantes e adora aprender novos truques. Viver num lugar pequeno ou sem os exercícios necessários fará o seu Border Collie desenvolver problemas de comportamento.

  • 05 de 10

    Beagle

    Os Beagles são um exemplo de que não são apenas os grandões que precisam de bastante espaço para viver bem. A raça foi desenvolvida especialmente para a caça em bando e se destacava pelo seu potente olfato. Até hoje eles adoram seguir para onde o seu faro manda, e por isso mesmo não gostam de viver trancados num apartamento.

  • 06 de 10

    Husky Siberiano

    Husky siberiano alerta na floresta

    O Husky Siberiano conserva até hoje um jeitão de lobo. Ainda que a raça tenha se adaptado bastante à vida com os humanos (e eles na verdade são muito apegados aos seus tutores), preservou-se uma grande necessidade de se movimentar livremente por aí.

  • 07 de 10

    Dálmata

    Dálmata brincando na grama

    Não é apenas nos desenhos animados que os Dálmatas são superativos. Para viver bem, a raça precisa de muitas atividades ao ar livre. Então, se você quer adotar um Dálmata e não tem muito espaço disponível, deve no mínimo fazer um passeio diário de duas horas com ele e fazer algumas atividades ao ar livre.

  • 08 de 10

    Jack Russel Terrier

    Assim como o Beagle, o Jack Russell Terrier é um pequeno aventureiro. A raça também era muito usada para caça e mantém até hoje uma necessidade de viver ao ar livre. O JRT é naturalmente hiperativo e até um pouco teimoso. Ou seja, se ele não encontrar o espaço necessário para se exercitar, vai apresentar problemas de comportamento.

  • 09 de 10

    São Bernardo

    O São Bernardo é um gigante muito simpático, apesar da sua aparência imponente. Mesmo não sendo tão ativo quanto outras raças dessa lista, ele precisa de bastante espaço para viver, devido ao seu porte elevado. Um pouco teimosos, os São Bernardo não vão reagir bem caso não possam se exercitar para gastar toda a sua energia.

  • 10 de 10

    Dachshund

    Dachshund na grama

    O Dachshund é outro pequenino aventureiro. A raça era muito usada para caçar presas em suas tocas, devido ao seu corpinho baixo e alongado. Ele preserva até hoje muitas qualidades do seu passado como caçador, inclusive a tendência a sair cavando por aí. Portanto, caso você não queira ver buracos e arranhões pelo seu apartamento, o melhor é garantir que o seu Dachshund tenha acesso a espaços abertos.

As piores racas de cachorro para apartamento são aquelas que têm muita energia para gastar

Cães de grande porte ou muito ativos precisam de espaço para gastarem toda a sua energia e se manterem estimulados. Se não puderem contar com o espaço de que necessitam para viver bem, muito provavelmente desenvolverão problemas de comportamento e até problemas emocionais.

Entretanto, é possível contornar um pouco as restrições dessas raças caso você esteja disposto a fazer muitas atividades ao ar livre com elas. Em todo caso, não é recomendável criar cães tão grandes como um Pit Bull (que também poderia entrar nessa lista) em espaços pequenos e fechados. Se você mora num apartamento e deseja adotar um cachorro, te recomendamos ler nosso artigo sobre as melhores raças para apartamento.