Tudo sobre a raça Husky Siberiano

Confira todos os detalhes da raça Husky Siberiano como seu preço, características físicas, personalidade, temperamento, cuidados com a higiene e saúde, fotos, imagens e vídeos!
  • Husky com olho azul e verde
  • Huskies siberianos puxando trenó na neve
  • Husky siberiano cinza
  • Filhote de Husky dormindo
  • Husky Siberiano marrom
  • Husky de olhos azuis
  • Husky Siberiano preto
  • Husky siberiano alerta na floresta
  • Husky Siberiano branco
  • Cores diferentes de filhotes husky siberiano
  • Husky deitado no sofá
  • Husky siberiano em pé
  • Filhote de Husky Siberiano
  • Husky siberiano personalidade
  • Preço de filhote de husky siberiano

O Husky Siberiano está entre as raças mais antigas do mundo, tendo acompanhado as tribos originarias de Rússia e Sibéria desde os tempos remotos.

É um dos cães que melhor conserva os traços morfológicos e comportamentais de seus antepassados, que são os lobos. São donos de uma notável beleza selvagem, que se complementa com um caráter forte e obstinado.

Hoje em dia, os Huskies Siberianos ganharam muita popularidade como cães de companhia. E se você está pensando em adotar um novo companheiro desta raça, te propomos conhecer os cuidados específicos que seu cachorro necessitará para preservar sua boa saúde, manter um temperamento equilibrado e aprender a se relacionar com pessoas e outros animais.

Índice – você encontrará as seguintes informações nesse artigo:

  1. Ficha técnica do Husky Siberiano
  2. Características da raça
  3. Características físicas
  4. Personalidade
  5. Cuidados básicos
  6. Cuidados com a saúde
  7. Preço do Husky Siberiano
  8. Dúvidas frequentes sobre a raça
  9. Origem e História

Ficha técnica da raça Husky Siberiano:

Adaptação
Bom para apartamento
Gosta de ficar sozinho
Gosta de outros cachorros
Gosta de gatos
Gosta de estar com a família
Higiene e saúde
Cuidados com a higiene
Riscos com a saúde
Solta pelos
Tamanho
Treinamento
Fácil de adestrar
Necessidade de exercícios físicos
Late muito
Gosta de brincadeiras
Características da raça:

Grupo: Grupo dos Trabalhadores
Altura média: 50 a 56 cm para fêmeas e 54 a 60 cm para machos
Peso: 16 a 23 kg para fêmeas e 20 a 27 kg para machos
Personalidade: Inteligente, Extrovertido, Alerta, Amigável, Gentil
Expectativa de vida: 12 a 15 anos

Características físicas

Impossível não se apaixonar pelos profundos olhos azuis de um Husky Siberiano, verdade? Porém, o padrão da raça também admite olhos de cor mel e avelã, além de prever certa tendência à heterocromia, a mutação genética que faz com que certos animais tenham um olho de cada cor.

Seus belos olhos iluminam um rosto predominantemente branco, emoldurada por uma espécie de coroa, que pode ser cinza, marrom, preta, vermelha ou dourada.

O corpo de um Husky é forte, atlético e musculoso, estando coberta por uma abundante pelagem, composta por uma dupla camada de pelos espessos.

A mesma tonalidade da coroa deve prevalecer no dorso do cão, sempre combinada com a cor branca, que predomina em seu peito, sua barriga e suas patas.

E alguns exemplares podem ser totalmente brancos. A herança genética de cada Husky Siberiano determinará a cor de sua pelagem e de seus olhos.

Sua fisionomia de lobo se complementa com um focinho afilado e bem pronunciado, orelhas pequenas e pontiagudas, que sempre estão bem erguidas.

Sua postura é elegante e determinada, enquanto suas expressões faciais são distinguidas, simpáticas e misteriosas.

A seguir, resumimos as principais características físicas desta raça:

  • Porte: grande;
  • Altura: entre 50 cm e 55 cm para fêmeas; entre 53 cm e 60 cm para machos.
  • Peso corporal: de 15 kg a 27 kg;
  • Contextura física: corpo forte, alto e musculoso, coberto por abundante pelagem, com patas fortes e bem proporcionadas;
  • Pelagem: pelagem abundante e espessa, de comprimento médio, formada por dupla capa de pelos, sendo ideal para climas frios.
  • Cores da pelagem: é aceita nas cores cinza, preta, vermelha ou marrom, sempre combinados com a cor branca. E alguns “Huskies” são totalmente brancos, sem manchas.
  • Cabeça: rústica, com traços de lobos; orelhas pequenas e triangulares, sempre bem erguidas; focinho afinado e pronunciado em relação à linha do crânio;
  • Olhos: arredondados e bem delineados, podendo ser azuis, cor de mel (ou de avelã), ou com um de cada cor;
  • Focinho: preto, de tamanho médio.
  • Rabo: de inserção alta e coberta por abundante pelagem. Está dobrado sobre o dorso do cão, quando ele está alerta, caindo para baixo se o husky se relaxa.

Personalidade e temperamento do Husky Siberiano

Tudo sobre a raça Husky Siberiano

Existem muitos falsos mitos sobre a personalidade destes belos cães: que são frios, agressivos ou simplesmente não se importam com seus tutores.

Nada mais longe da realidade… O caráter de um Husky Siberiano é tão especial quanto seu belo aspecto físico.

Assim como a maioria das raças antigas, o Husky conserva a independência e a obstinação em seu temperamento.

Porém, se revelam cães extremamente leais, carinhosos e brincalhões, que se sentem confortáveis em um núcleo familiar.

É verdade que os Huskies podem se mostrar distantes ou um pouco desconfiados quando algum estranho ingressa em sua casa. Mas não se preocupe, pois isso também é uma herança de seus antepassados.

Historicamente, o Husky Siberiano protegeu as mulheres e os filhos de seus tutores. Por isso, como bons cães de guarda, devem estar sempre atentos para estímulos desconhecidos e preparados para defender seus entes queridos.

Entretanto, mesmo tendo um caráter agradável e uma bela fisionomia, isso não significa que sejam cães fáceis de educar.

Os Huskies Siberianos são obstinados e independentes, podendo tomar decisões por conta própria e se mostram muito teimosos quando não são adestrados devidamente.

E apesar de ter uma boa sociabilidade, precisam ser socializados corretamente para controlar sua tendência a ser possessivos e aprender a se relacionar com outras pessoas, cães, gatos e até com seus brinquedos.

Cuidados com um Husky Siberiano

Pouca gente sabe, mas os Huskies conservam hábitos de higiene pessoal tão meticulosos como os felinos.

São cães extremamente limpos, que estão acostumados a cuidar da limpeza de seu próprio corpo e de seu ambiente.

Por isso, dificilmente seu Husky Siberiano terá um cheiro desagradável ou se comportará de forma “desordenada”.

Agora, para manter o pelo de seu Husky saudável e com um visual agradável, você precisará escovar seus pelos de 3 a 4 vezes por semana.

Desta forma, você ajuda seu cão a eliminar impurezas, pelos mortos e também evitar a formação de nós. Evite dar banhos no seu Husky Siberiano com muita frequência, pois isso elimina a oleosidade que reveste e protege seu corpo, prejudicando sua saúde.

Se seu Husky se suja muito, você pode dar um banho por mês, mas o ideal é banhá-lo apenas a cada 2 meses.

Os Huskies Siberianos são cães muito ativos e fortes, por isso, precisam realizar um elevado grau de atividade física diária para conservar sua boa saúde e manter seu caráter equilibrado.

Caso contrário, pode se mostrar constantemente nervoso ou ansioso, chegando a desenvolver sintomas de tédio, depressão ou stress

Para manter seu Husky bem exercitado, você precisará realizar de 2 a 3 passeios diários, com pelo menos 40 minutos cada um.

Também é recomendável iniciá-lo em algum esporte canino, como o agility ou o mushing.

Lembre-se que seu Husky também necessitará ser adestrado e socializado durante sua infância. Um cão tão ativo e obstinado, se não recebe a devida educação, pode se tornar teimoso e desobediente.

Seu cãozinho precisa ser adestrado positivamente por um tutor experiente, com paciência, habilidade e firmeza, para reconhecer seus proprietários como líderes da família e respeitar as normas da casa.

Saúde do Husky Siberiano

Este cão é extremamente forte e saudável, tendo herdado a resistência de seus antepassados. Sua expectativa de vida fica entre 12 e 15 anos, variando de acordo com o estilo de vida de cada cão.

Com uma alimentação equilibrada, atividade física regular e cuidados diários, os Huskies dificilmente adoecem.

Porém, com o passar dos anos, estes cães revelam uma predisposição a desenvolver patologias degenerativas que afetam seus olhos, como glaucoma, catarata, distrofia de córnea e atrofia progressiva de retina.

Com menor frequência, um Husky Siberiano pode desenvolver os seguintes quadros clínicos:

Como sempre lembramos, o Husky Siberiano, assim como todo cão, precisa e merece receber uma adequada medicina preventiva para preservar sua saúde.

Para cuidar bem de seu “cão-lobo”, realize visitas periódicas ao veterinário a cada 6 meses, respeite seu calendário de vacinação  e os tratamentos antiparasitários internos (vermífugos) e externos (pipetas, comprimidos mastigáveis, etc.).

Husky Siberiano preço

Seu investimento em um filhote de Husky Siberiano poderá variar segundo a linhagem e o canil de origem de seu novo companheiro.

Para te dar uma ideia, o valor estimativo de um filhote de Husky Siberiano pode ir desde R$ 1.200,00 até R$ 3.000,00.

Lembre-se que não se recomenda adquirir filhotes diretamente com particulares, em pet shops ou na internet.

E uma última dica: você sabia que existem inúmeros cães lindíssimos, de todos os tamanhos e aspectos, esperando por uma 2ª oportunidade de receber o carinho de uma família?

Adotar é um ato de amor e todo cão, seja mestiço ou de raça definida, pode aprender e brindar afeto incondicional a seus entes queridos.

Dúvidas frequentes sobre a raça

  1. O Husky Siberiano é um bom cão para crianças?

    Sim, desde que ambos estejam bem educados para respeitar os limites de cada um. Os Huskies são ativos e brincalhões, resultando companheiros incansáveis para as aventuras das crianças.

    Porém, também devem ter sua personalidade e seu espaço respeitados, caso contrário, poderão reagir negativamente.

    Seu Husky deve começar a ser socializado e adestrado desde filhote, preferencialmente antes de seus 6 meses de vida, para poder brincar com qualquer criança ou outro pet.

    Por outro lado, as crianças devem ter consciência de que brincar com um cão pressupõe normas e limites.

  2. Posso ter um Husky Siberiano num apartamento?

    Infelizmente, não é recomendável. Na vida prática, fica bastante difícil cumprir com a necessidade diária de atividade física desta raça vivendo em um apartamento.

    Poucas pessoas contam com 3 horas diárias para dedicar aos passeios de seus cães. Por isso, o ideal é criar um Husky Siberiano em uma casa que conte preferencialmente com um bom espaço, onde o cão possa correr livremente e se exercitar mesmo quando você precisa se ausentar.

  3. O Husky Siberiano pode conviver com cães e gatos?

    O Husky tem um alto grau de sociabilidade com outros cães e pessoas de sua confiança. Porém, precisam ser devidamente socializados para não desenvolver condutas possessivas ou super protetoras em relação a seu território, às pessoas e aos objetos de seu entorno.

    A convivência com os gatos é um pouco mais complexa e requer grande dedicação, já que os Huskies são exímios caçadores. Por isso, o ideal é apresentá-los enquanto cão e gato ainda são filhotes.

Origem e História

Estes belíssimos cães são originários do território que hoje formam Rússia e Sibéria. Desde seu nascimento, acompanhavam as tribos Chukchi, que adotavam hábitos nômades, viajando desde o nordeste da Ásia até os extremos das terras russas.

Durante muitos séculos, acompanharam estes homens e mulheres nômades, realizando funções diversas. Puxavam trenós, vigiavam os poucos animais que as famílias criavam para se alimentar, protegiam as mulheres e as crianças, além de eventualmente acompanhar os homens nas jornadas de caça.

Seu excelente desempenho para puxar trenós despertou a atenção de alguns apostadores e empreendedores envolvidos nas corridas de cães esportivas.

Foi assim que 70 Huskies Siberianos foram “importados” para o continente americano, chegando ao Alaska no ano 1910.

Com o devido treinamento, estes puxadores de trenós acumularam inúmeros prêmios e a raça se consagrou como a preferida para esta atividade a partir da década de 20.

Logo depois, em 1930, o ACK reconheceu esta raça, marcando o início de sua carreira em exposições e competições oficiais.

Pouco mais tarde, durante a Segunda Guerra Mundial, estes cães serviram junto ao Exército Americano, em missões de busca, resgate e salvamento.

Foi apenas na década de 60 que o Husky Siberiano começou a ganhar certa fama como um cão de companhia.

E então, estes belos cães se afirmaram, de uma vez por todas, como uma das raças mais versáteis e queridas de todo o planeta.