Tudo sobre a raça São Bernardo

O São Bernardo é um dos maiores cães que existem e um dos mais gentis e carinhosos. Confira detalhes de seu temperamento, imagens, cuidados e mais!
  • São Bernardo
  • São Bernardo sentado
  • São Bernardo com 5 filhotes
  • Filhote de São Bernardo
  • São Bernardo no jardim
  • Rosto do São Bernardo
  • 2 São Bernardo correndo na grama
  • São Bernardo paisagem

O São Bernardo é um dos maiores cães que existem, competindo lado a lado com o Gran Danés (Dogue Alemão) e com o Mastin Napolitano.

Apesar de ter se consagrado em meados da década de 90, graças à comédia cinematográfica “Beethoven”, esta raça é muito mais antiga e poderia estar acompanhando a humanidade desde o século XVII.

Seu tamanho gigantesco e sua impressionante robustez revelam um cão extremamente bondoso, leal e corajoso que sempre zelará pelo bem estar de seus familiares.

Se você é o orgulhoso tutor de um São Bernardo ou está pensando em adotar um cãozinho, te convidamos a conhecer melhor esta magnífica raça e saber os cuidados que estes “gigantes amorosos” necessitam para levar uma vida saudável, ativa e feliz.

Índice – você encontrará as seguintes informações nesse artigo:

  1. Ficha técnica
  2. Características da raça
  3. Características físicas
  4. Personalidade
  5. Como cuidar
  6. Saúde
  7. Filhotes
  8. Preço
  9. Dúvidas frequentes
  10. História

Ficha técnica da raça São Bernardo:

Adaptação
Bom para apartamento
Gosta de ficar sozinho
Gosta de outros cachorros
Gosta de gatos
Gosta de estar com a família
Higiene e saúde
Cuidados com a higiene
Riscos com a saúde
Solta pelos
Tamanho
Treinamento
Fácil de adestrar
Necessidade de exercícios físicos
Late muito
Gosta de brincadeiras
Características da raça:

Grupo: Grupo dos Trabalhadores
Altura: 70 a 90 cm para machos e 65 a 80 cm para fêmeas
Peso: 64 a 120 kg para machos e para fêmeas
Personalidade: Amigável, vivaz, gentil, vigilante, calmo
Expectativa de vida: 8 a 10 anos

Características físicas

O São Bernardo é um cão de porte gigante e robusto, com um corpo musculoso e de proporções harmoniosas.

São cachorros de perfil retangular e corpo levemente alongado, sendo levemente mais comprido que alto.

Seu dorso é reto e firme, com ombros largos, peito profundo e patas musculosas. Já o rabo tem a base larga e forte, afilando suavemente em direção à ponta.

Quando adultos, os machos podem medir entre 70 cm e 90 cm de altura, enquanto a altura das fêmeas pode variar entre 65 cm e 80 cm. A faixa de peso considerado saudável para esta raça vai de 55 kg a 85 kg.

A cabeça do São Bernardo é grande, rústica e imponente, sempre com expressões faciais muito chamativas. Suas mandíbulas são poderosas e os arcos ao redor de seus olhos são bem desenvolvidos.

O focinho é forte, largo e bem pronunciado em relação à linha do crânio, com uma trufa na cor preta.

Seus olhos são profundos, estão sempre com uma expressão muito amável e podem ter diferentes tonalidades de castanho (desde avelã até marrom escuro ou café).

Já as orelhas são triangulares com as pontas arredondadas, largas e estão sempre caídas na mesma altura da bochecha do cão.

O padrão da raça aceita duas variedades: o São Bernardo de pelo longo e o de pelo curto.

A pelagem do São Bernardo de pelos curtos é formada por duas camadas: a capa interna é formada por pelos curtos, densos e lanosos, enquanto a externa mostra pelos lisos e densos que estão bem aderidos ao corpo do cão.

O São Bernardo de pelos longos também possui duas camadas de pelagem, sendo a capa interna formada mais abundante e lanosa que a externa, a qual está formada por pelos suaves e brilhantes, de comprimento médio. Esta variedade pode apresentar pelos levemente ondulados no quadril e no dorso, porém, nas orelhas e no rosto, observamos pelos mais curtos e lisos.

Para ambas as variedades (pelo longo e pelo curto), a coloração prevista pelo padrão inclui o fundo branco com manchas marrons, avermelhadas ou levemente amareladas.

Não existe uma determinação sobre o tamanho das manchas ou sua distribuição pelo corpo. Alguns exemplares também podem ter leves manchas ou sombreados pretos no seu corpo.

Personalidade e temperamento

Apesar da sua força e do seu porte imponente, o São Bernardo é um cão muito tranquilo e carinhoso.

A bondade, a gentileza, o carinho e a alta sociabilidade são aspectos marcantes do temperamento de um São Bernardo.

Porém, por serem tão grandes, pesados e robustos, estes cães costumam ser menos brincalhões e hiperativos que a maioria dos cães de companhia.

Personalidade do São Bernardo
O São Bernardo é um cão muito gentil e carinhoso

Isso não significa que os cães São Bernardo não gostem de brincar ou correr…  Estes gigantões são muito alegres e divertidos, desfrutando enormemente de compartilhar aventuras, passeios e bons momentos com seus tutores.

Entretanto, precisarão contar com momentos de descanso para repor energia e, talvez, queiram ficar tranquilos simplesmente observando como seus familiares são felizes na sua companhia.

O São Bernardo é extremamente fiel aos seus tutores, com quem desenvolvem um vínculo incondicional. A raça também se destaca por sua enorme paciência com as crianças (as quais trata com admirável delicadeza) e com outros cães.

E, como estes cães são muito inteligentes e corajosos, podem aprender facilmente qualquer tipo de tarefa, esporte ou truque, simplesmente para agradar seu tutor.

Porém, se um São Bernardo não recebe a atenção e os cuidados adequados, pode desenvolver problemas de comportamento e condutas destrutivas relacionadas com a ansiedade por separação. Por isso, lembre-se de educar e dar muito afeto ao seu animal.

Como cuidar de um São Bernardo

O São Bernardo não é um cão extremamente ativo, mas precisa realizar exercícios diariamente para manter um peso saudável e um temperamento equilibrado.

Recomendamos fazer, pelo menos, 2 passeios diários de 30 ou 40 minutos, para permitir que seu cão gaste energia e evite os sintomas de obesidade, que serão muito prejudiciais à sua saúde.

Além disso, é fundamental oferecer brinquedos e jogos interativos para que seu melhor amigo se divirta mesmo quando você não está em casa.

O São Bernardo requer um bom espaço livre para se desenvolver adequadamente, por isso, se adaptam melhor a casas com jardins ou pátios.

Sua exuberante pelagem precisará de escovações diárias para evitar a formação de nós e eliminar impurezas e pelos mortos.

Pode ser necessário escová-los 2 vezes por dia durante as épocas de troca da pelagem, para que eles não soltem muitos pelos pela casa.

Os banhos devem ser dados apenas quando forem realmente necessários (1 vez a cada 2 meses, no máximo), sempre com uma escovação prévia. Lembre-se que o excesso de banhos prejudica a saúde do seu cão, pois elimina a oleosidade natural que reveste e protege seu corpo.

Para complementar a higiene do seu São Bernardo, recomendamos limpar diariamente as remelas de seus olhos, além de escovar seus dentes de 2 a 3 vezes por semana.

Embora tenha um temperamento bastante sociável, o São Bernardo também deve ser adestrado e socializado desde filhote, para aprender a respeitar as normas da casa e relacionar-se positivamente com as pessoas e outros animais.

E assim como todos os cães, o São Bernardo necessita de uma nutrição completa e equilibrada para se manter fortes e saudáveis. Lembre-se de escolher sempre uma ração de excelente qualidade como base da dieta de seu companheiro e respeitar as porções adequadas ao seu tamanho, peso e idade.

Como estes gigantes costumam ser gulosos e ganhar peso facilmente, não exagere nas guloseimas.

Além disso, recomendamos consultar seu veterinário sobre o uso de suplementos naturais para fortalecer as articulações de seu cão e prevenir doenças degenerativas.

Possíveis problemas de saúde no São Bernardo

Como todo cão gigante que experimenta um crescimento acelerado, o São Bernardo é vulnerável a algumas doenças degenerativas, como a cardiomiopatia dilatada, a displasia de quadril e a displasia de cotovelo.

Sua tendência a ser guloso e comer muito rapidamente costuma favorecer a obesidade e os problemas digestivos, como a torção gástrica.

Além disso, a raça é bastante sensível aos golpes de calor, às queimaduras solares e aos problemas oculares.

Quando recebe uma adequada medicina preventiva, o São Bernardo pode levar uma vida saudável e desfrutar de uma expectativa de vida entre 8 e 10 anos.

Realize visitas ao veterinário a cada 6 meses, respeite o calendário de vacinação e não se esqueça dos tratamentos antiparasitários internos (vermífugos) e externos (pipetas, comprimidos mastigáveis, etc.).

Filhotes de São Bernardo

Os filhotes de São Bernardo precisarão dormir algumas horas por dia para se desenvolverem corretamente.

Durante seus primeiros 6 ou 7 meses, os filhotes experimentarão um crescimento muito acelerado, porém, só poderão ser considerados adultos a partir do seu 1º ano de vida.

São Bernardo com 5 filhotes
Mamãe São Bernardo com seus filhotes

Como é um cão muito forte e inteligente, o São Bernardo deve ser bem educado e socializado desde sua infância.

Assim que seu cachorrinho chegar ao seu novo lar, será essencial apresentar as normas da casa e evitar reforçar condutas inapropriadas.

Ao completar seu primeiro ciclo de vacinas e antiparasitários (entre seu 5º e 6º mês de vida), será o momento ideal para iniciar seu processo de socialização.

Quanto custa?

O preço de um São Bernardo vai depender fundamentalmente da sua linhagem, do seu sexo e do seu canil de origem. Se seu filhotinho for herdeiro de exemplares premiados internacionalmente, seu valor será muito elevado, porque sua genética é muito apreciada no mercado cinófilo.

Atualmente, um filhote de São Bernardo pode custar entre R$1.500 e R$5.000.

Não é recomendável comprar filhotes diretamente com particulares, em pet shops ou na internet.

Dúvidas frequentes

  1. O São Bernardo solta muito pelo?

    Sim! O São Bernardo é um cão enorme e muito peludo, que solta pelo frequentemente. Por isso, deve ser escovado diariamente para controlar a queda de pelos e evitar a formação de nós. Além disso, nas épocas de muda (outono e primavera), estes gigantões perderão muitos pelos e podem ser necessárias 2 escovações por dia para manter uma boa higiene na casa.

  2. O São Bernardo late muito?

    Não! São cães que não latem muito, de temperamento muito sereno e equilibrado, que só latirão quando seja realmente necessário. Por isso, é melhor ficar atento se seu São Bernardo começar a latir, porque certamente será algo importante.

  3. O São Bernardo é sociável com outros pets?

    Como te contamos antes, o São Bernardo se destaca pelo seu alto grau de sociabilidade tanto com as pessoas, como com outros animais. Por isso, é uma excelente raça para conviver com outros pets.

    Obviamente, assim como todo cão, devem ser devidamente socializados para aprender a se relacionarem com seu próprio território e com outros indivíduos.

  4. O São Bernardo se adapta bem em apartamentos?

    Por seu caráter gentil, dedicado e bondoso, o São Bernardo até pode adaptar-se a viver em um apartamento para agradar seu dono e receber o amor de uma família.

    Porém, este não é o ambiente ideal para seu desenvolvimento físico e cognitivo. São cães gigantes, que babam muito e podem ser um pouco desajeitados em espaços reduzidos.

    Além disso, precisam se exercitar diariamente para manter um peso saudável e evitar os sintomas de obesidade.

    Por isso, o melhor é que sejam criados em casas com jardins ou pátios amplos, que sempre disponham de espaços com sombras.

  5. O São Bernardo é bom cão para crianças?

    O São Bernardo é extremamente paciente, delicado e bondoso com as crianças. Tanto que o AKC (American Kennel Club) afirma que esta raça poderia ser considerada uma espécie de babá canina.

    Obviamente, por seu enorme tamanho, devem sempre contar com a presença de um adulto quando brincam com crianças pequenas.

    E, como sempre recordamos, todo cão precisa ser socializado e aprender os comandos básicos de obediência antes de brincar com crianças ou com outros pets.

    História e origens

    O São Bernardo é uma raça de cão originaria da Suíça, onde começou a ser retratado em meados do século XVII. Sua história começa no “Grande Monte de São Bernardo” (Saint Bernhard), que se encontrava a quase 2500 metros acima do nível do mar.

    Durante o século XI, fundou-se, nesta localização, um refúgio para os viajantes e trabalhadores que precisavam cruzar da Suíça para a Itália (e vice versa).

    Neste mesmo lugar, no inicio do século XVII, começaram a ser criados cães robustos e de grande porte para proteger a propriedade e acompanhar os monges que nela também viviam.

    Porém, a habilidade destes cachorros para encontrar as pessoas perdidas durante as avalanches rapidamente chamou a atenção dos monges.

    Por isso, estes cães começaram a ser treinados especialmente para esta função: encontrar e resgatar as vítimas de avalanches e outros acidentes nos Alpes Suíços.

    Hoje em dia, calcula-se que, passados três séculos, estes cães já salvaram mais de 2000 vidas humanas.

    O São Bernardo mais famoso se chamou Barry e foi responsável por pelo menos 40 salvamentos.

    Porém, o verdadeiro boom desta raça ocorreu após a estréia do filme “Beethoven”, protagonizado por um cão São Bernardo e lançado no ano de 1996.

    Hoje em dia, o São Bernardo continua sendo uma das raças mais famosas e queridas do mundo, tanto por sua exuberante beleza como por seu comportamento bondoso e sua notável inteligência.