5 erros comuns na hora de alimentar o cachorro

Listamos os 5 erros mais comuns que os tutores cometem ao alimentar o cachorro. Saiba quais são eles e o motivo de corrigi-los
Yorkshire comendo ração

A alimentação do seu pet está diretamente ligada à saúde e à qualidade de vida. Uma alimentação inadequada, pode causar sérios problemas de saúde ao seu melhor amigo.

E não apenas isso! Alguns erros muito comuns que os tutores cometem na hora de alimentar os cãezinhos também pode afetar de maneira direta a qualidade de vida do seu peludo.

Geralmente esses problemas na hora da alimentação estão ligados à mania que o cãozinho tem em querer sempre tudo aquilo que o tutor está comendo.

Por isso, é muito importante que desde cedo você comece a educar o cachorro e mostre a ele os limites, além de mostrar e ele tudo o que ele pode ou não fazer.

Entretanto, os erros na hora da alimentação não param por aí! Mas fique tranquilo, para te ajudar listamos neste artigo os 5 principais erros que os tutores cometem na hora de alimentar os cães.

Além disso, vamos te explicar o motivo desses erros serem tão perigosos para a saúde e comportamento do pet. Você estando ciente de todos os erros, você poderá resolver o problema de maneira mais fácil. Acompanhe até o final!

Os 5 erros comuns na hora de alimentar o cachorro

1 – Dar ao pet restos da sua comida

Além dessa prática incentivar muitos problemas comportamentais, como o animal ficar pedindo comida incessantemente na hora da refeição em família, a comida caseira pode ser extremamente prejudicial para a saúde do cãozinho. A comida feita em casa tem gordura, sódio, alho e cebola, ingredientes que são perigosos e podem intoxicar o pet.

Além disso, a partir do momento que você dá comida caseira a ele, indo além da ração, o animal estará ingerindo uma quantidade enorme de calorias, inclusive bem maior que o necessário. Logo, o cãozinho pode desenvolver problemas comuns e perigosos, como o tártaro, diabetes e a obesidade

Outro problema comum em dar comida caseira para o cãozinho, é acontecer um déficit de vitaminas, minerais e proteínas, pois aquele alimento não é adequado o suficiente para o pet.

Caso queria alimentar o cãozinho de maneira diferente, colocando na dieta frutas, verduras e legumes, opte pela alimentação natural com a orientação de um médico veterinário. 

2 – Oferecer comida do seu prato na hora que você está comendo

Esse problema é um pouco parecido com o anterior, mas esse está mais ligado ao comportamento do animal. Os cães sabem como ninguém pedir comida quando estamos à mesa, logo, vale tudo para que o tutor acabe cedendo. Eles fazem uma expressão meiga, dão uma choradinha e até mesmo te cutucam com a patinha. Mas é importante que você resista, caso não consiga, deixe-o em outro cômodo enquanto come.

Alimentá-lo dessa forma, ou seja, diretamente do seu prato, você estará ensinando que chorar, latir e fazer algumas outras chantagens são as melhores maneiras de ele conseguir o que quer. Logo, você estará incentivando um comportamento ruim.

Além disso, o problema de alimentar o cachorro com comida caseira, além da ração, é que ele consumirá mais calorias do que precisa e pode acabar engordando, como dissemos anteriormente.

3 – Dar ossos

Os cães adoram roer ossos de aves e bovinos, porém não é recomendável, uma vez que podem perfurar o esôfago, estômago ou intestino do cachorro. Além disso, ele pode arranhar a garganta e até mesmo acabar engasgando com pedaços de ossos muito pequenos. O mais recomendável são os ossos vendidos em pet shop ou ossos bovinos grandes, assim o animal não correrá riscos.

Além disso, existem os snacks funcionais que são específicos para os cães. Eles podem trazer inúmeros benefícios para sua saúde e não tem riscos de perfurar nenhum órgão digestivo do animal. Eles são ideias para animais de pequeno porte.

4 – Não ter controle sobre a quantidade de ração

Deixar o pote de ração sempre cheio dá menos trabalho, mas pode fazer o seu cachorro comer além do necessário e gerar um quadro de obesidade. Além disso, uma ração exposta fica murcha e ruim, o seu cãozinho não merece isso, certo? O ideal é que cães sejam alimentados de 2 ou 3 vezes por dia e ter uma rotina é importante para o animal. 

Porém, se a rotina do tutor não permitir, eles podem ser alimentados uma vez ao dia, porém a quantidade precisa ser medida. Lembre-se de fornecer água limpa e fresca à vontade. Para ter certeza da quantidade ideal de ração para o seu pet, converse com um médico veterinário. As quantidades podem variar de acordo com a raça, porte e gasto energético.

5 – Escolher uma ração ruim

Existem muitas rações de cachorro disponíveis no mercado e é difícil escolher qual oferecer ao seu amigo. Dar a ração certa para o tamanho, idade e raça do seu cachorro é essencial para a nutrição e saúde dele. Em qualquer fase de vida você deve fornecer o melhor alimento para seu pet. Se você ficar em dúvida, a melhor solução é pedir orientação de um profissional.

Algumas rações existentes no mercado possuem uma quantidade de carboidratos muito acima do que os cães conseguem digerir, logo, o animal pode apresentar problemas renais e também no fígado. As melhores opções são as rações Premium com uma quantidade de carboidratos controlada.

Seja firme!

Se o seu cãozinho já desenvolveu o hábito de comer comida caseira e te pedir um pedacinho de comida na hora das suas refeições, pode ser difícil tirar esse costume dele. No entanto, não é impossível. A primeira dica é sempre manter o animal em outro cômodo na hora das suas refeições. No começo vai ser complicado, ele provavelmente irá chorar e latir, mas com o tempo ele vai se acostumar.

Outra dica importante é fornecer a ele uma alimentação adequada, saudável e rica em todos os nutrientes que ele precisa. Um cãozinho saciado resistirá com mais facilidade às comidas caseiras. A alimentação natural pode ser uma excelente alternativa para os animais que já estão acostumados com comida caseira. Converse com um médico veterinário e peça ele para passar uma dieta adequada para o pet. Boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *