Maneira correta de armazenar a ração do cachorro

Yorkshire comendo ração

Ninguém merece comer uma comida velha, murcha e ruim. E isso não serve apenas para os humanos, os animais também pode ser bem exigentes em relação a alimentação deles. Não é verdade? Por isso, buscar armazenar a ração do seu cãozinho de maneira correta pode ser muito importante para que ele consiga comer sempre a ração crocante, além de manter melhor o sabor do alimento. 

E armazenar a ração dos cães de maneira correta não serve apenas para manter a qualidade do alimento. Quando a comida do pet é armazenada de maneira errada, ela pode facilmente ser infectada por micro-organismos, como as bactérias, podendo transmitir diversas doenças para o seu amigo peludo. Logo, todo cuidado é necessário.

E para te ajudar, neste artigo nós separamos várias dicas importantes para você armazenar o alimento do cãozinho da melhor maneira possível. Além disso, falaremos também como guardar a ração úmida dos animais. Acompanhe até o final. 

Qual a melhor maneira de armazenar a ração do meu pet?

Poucos tutores sabem, mas conservar a ração na embalagem original é a melhor maneira de armazená-la. O pacote normalmente é produzido com um material resistente às adversidades climáticas e outros tipos de micro organismos que podem estar presentes no ambiente. Mas é preciso também ter alguns cuidados ao manter a ração dentro do pacote de origem.

O tutor precisa comprar uma presilha ou outro tipo de lacre que consiga manter o pacote bem fechado, caso contrário, pode fazer com que a ração fique murcha por conta da umidade, além dos riscos de entrar micro organismos. Além disso, não deixe o saco diretamente no chão, para evitar que formigas, baratas e outros tipos de insetos entrem e comam a ração do pet. 

Além disso, o bom de guardar o saco da ração é que o tutor consegue ficar sempre atento às informações nutricionais e a data de validade. Portanto, se o saco de ração dura meses em casa, é preciso sempre ficar de olho na validez do alimento. Oferecer comida vencida é extremamente perigoso para a saúde do cãozinho.

Coloquei no pote, e agora?

Por mais que o saco da ração seja o melhor local para você armazenar o alimento do bichinho, não tem problema se você tiver colocado a ração em outro recipiente, contando que o pote escolhido esteja devidamente higienizado para receber o alimento. Caso o pote não esteja limpo, pode infectar a ração e até mesmo diminuir a qualidade do alimento. Tenha muito cuidado com essa parte. 

Além disso, na hora de escolher o tipo de recipiente, opte sempre pelos potes plásticos que ofereçam tampas firmes. A tampa precisa sempre estar bem encaixada e firme para evitar que entre umidade, calor e até mesmo luz solar. Há diversos modelos e tamanhos de porta-ração disponíveis no mercado, escolha o que mais te agrada e que combina com a sua casa. 

Os potes de vidro também não são ruins, mas ele corre o risco de quebrar e você perder todo o alimento que estava ali dentro. Caso o vidro quebre, jamais tente aproveitar a ração que estava dentro do pote, pois existem pequenas partículas de vidro que você pode não ver e acabar ferindo a boca do seu amigo peludo. Tenha cuidado!

Tenha atenção com a temperatura do ambiente

Não é apenas o pote que precisa ser levado em consideração na hora de armazenar a ração do cãozinho de maneira adequada. O ambiente escolhido para guardar a ração é um dos fatores primordiais para preservar e mantê-la crocante.

Por isso, é recomendado evitar colocar o pote ou saco da ração em locais úmidos. Por isso opte por um local seco e fresco, sem contato direto com o calor e a luz do sol.

E para os tutores que querem garantir ainda mais o cuidado, vale conferir também a temperatura do ambiente, que nunca deve estar acima dos 38 ºC. Isso é para evitar a destruição de vitaminas e oxidação de gorduras.

Se essas propriedades se perdem, o alimento do cãozinho fica rançoso e com um gosto amargo.  O armazenamento a temperaturas de 48 °C por mais de 48 horas pode acelerar a degradação normal ou a destruição das vitaminas.

Cuidados com as rações úmidas 

Assim como ocorre com a ração seca, o ideal é que a ração úmida permaneça na sua embalagem original. Se ela vier na lata, deve ser armazenada na geladeira e consumida em, no máximo, três dias depois de aberta. Se passar dos três dias, o alimento pode começar a oferecer riscos para a saúde do pet, pois o metal ou alumínio da lata pode soltar e infectar o alimento. 

Com as rações úmidas que vem em pacote, o cuidado ainda é o mesmo, pois se a ração úmida ficar muitos dias na geladeira, pode perder as suas propriedades e ficar com um gosto ruim.

Outra dica são as embalagens de plástico com zip lock, que abrem e fecham com facilidade e mantém o alimento fora do contato com o ar, uma ótima opção para você armazenar a ração úmida.

Lave os comedouros antes de colocar a ração 

O cuidado não deve ser apenas com o pote onde você armazena a ração. Os comedouros também pode influenciar na qualidade do alimento do seu amigo peludo. Saiba escolher o ideal para seu cachorro e os mantenha sempre limpos e secos antes de você colocar o alimento.

Lave-os sempre com esponja  – de preferência, reserve uma especialmente para os potinhos do pet – e detergente. A limpeza deve ser feita diariamente para evitar fungos e bactérias.

E o pote de água também não deve ser deixado de lado, ao higienizar o recipiente da ração, lave também o bebedouro do animal. Afinal, ninguém merece água velha e suja.

Se as formigas estiverem sendo um problema, coloque um prato de água embaixo do comedouro. Isso evitará que elas entrem em contato com a ração do cãozinho.

Lembre-se de que o zelo pelo bem-estar do seu amigo peludo começa nas pequenas ações do dia a dia. Cuide sempre do seu bichinho para que ele esteja sempre feliz e saudável. Boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *