Cães podem comer abobrinha?

A abobrinha é um alimento muito benéfico para os cães e rico em minerais. Confira as vantagens de oferecer para o pet e dicas de preparo.
Cães podem comer abobrinha

Com a popularização da alimentação natural para os cães, é cada vez mais comum que os tutores se perguntem quais são as frutas, verduras e legumes permitidos nessa nova dieta para os peludos. É importante estar atento, pois alguns alimentos são muito tóxicos para os animais e não podem ser oferecidos de forma nenhuma, como a uva e o abacate

Mas afinal, será que os cães podem comer abobrinha? A abobrinha é um dos legumes mais populares no Brasil, logo, acaba sendo um alimento bastante em conta para todos. O vegetal é cheio de vitaminas, minerais e além disso, tem baixo valor calórico e pode ser usado em um grande número de receitas. 

Neste artigo nós vamos te contar se o alimento realmente pode ser oferecido aos cães e quais são os cuidados que os tutores devem ter em relação a esse vegetal. Acompanhe até o final!

Os cães podem comer abobrinha?

Sim! Os cães podem comer abobrinha e o vegetal está totalmente liberado na alimentação natural para os peludos. Esse alimento além de ser delicioso e rico em vitaminas, pode facilmente agradar o paladar do seu pet. A abobrinha pode ser misturada com a carne, pode ser fornecida in natura ou até mesmo como um saboroso snack.

A abobrinha é tão segura e benéfica para a saúde dos cães, que até mesmo as folhas do vegetal podem ser colocadas nas receitas preparadas para o peludo. Logo, se você tem uma pequena horta em casa, não precisa descartar as folhagens do vegetal, pois os cães podem comer tranquilamente. Além disso, as folhas da abobrinha também são ricas em fibra.

Mas assim como acontece com todos os alimentos permitidos para os cachorros, a abobrinha jamais deve ser consumida em excesso pelo pet. Afinal, tudo em grande quantidade pode fazer mal. Por isso, tenha atenção no preparo e forneça pequenas porções da abobrinha junto com os outros alimentos. 

A abobrinha deve ser sempre fornecida para o cão junto com alguma proteína, pois por mais que seja rica em vitaminas e minerais, ela não fornece a quantidade de nutrientes exigidos pelo corpo do animal. A melhor opção é sempre pedir orientações ao médico veterinário.

Benefícios da abobrinha

Como dito anteriormente, a abobrinha é um vegetal com baixo valor calórico e muitas fibras, logo, pode fazer muito bem para o intestino do pet. Além disso, a abobrinha é um alimento muito recomendado para os animais diabéticos e obesos, justamente pelo baixo valor de carboidratos. Além das fibras, esse delicioso legume possui outros nutrientes importantes para os peludos. 

Confira os principais benefícios da abobrinha:

Minerais

A abobrinha é um legume rico em minerais, como o zinco, cobre, selênio, cálcio e manganês, que podem garantir o bom funcionamento do organismo, além do fortalecimento do sistema imunológico do cãozinho.

Vitamina A

Essa vitamina é responsável pela manutenção da saúde ocular, óssea e nervosa, tem efeito antioxidante, e aumenta a imunidade. Além disso, ela é eficaz no combate ao envelhecimento e prevenção de doenças cardiovasculares.

Vitamina E

A vitamina também é responsável por prevenir doenças cardiovasculares e doenças neurológicas. Essa vitamina ainda tem a capacidade de fortalecer o sistema imunológico do pet, auxiliando na prevenção de doenças.

Ajuda cães diabéticos 

As fibras da abobrinha ajudam a estabilizar o açúcar no sangue, evitando que os níveis aumentem após as refeições. Dietas ricas em fibras de frutas e vegetais –incluindo abobrinha — estão associadas a um menor risco de diabetes tipo 2. Além disso, a abobrinha pode substituir os carboidratos das refeições, o que reduz os níveis de açúcar no sangue e a insulina.

Melhora a visão 

A abobrinha possui betacaroteno que depois de ser ingerido se transforma em vitamina A, um antioxidante natural que age efetivamente na manutenção da integridade da pele e das mucosas e na qualidade da visão. Devido a essa função antioxidante, a abobrinha protege os olhos da degeneração macular, evitando as principais doenças oculares que são muito comuns em cães, como a catarata.

Formas de preparo da abobrinha para os cães

Como vimos, a abobrinha é um vegetal saudável, saboroso e seguro para os cães. Além de deliciosa, ela se destaca por sua versatilidade, ou seja, existem diversas formas de preparar a abobrinha.

Para os tutores que gostam de cozinhar, vale ressaltar que o vegetal fica delicioso cozido no vapor, refogado, assado e até mesmo frito. Mas nem todos essas preparações estão liberadas para os cães, logo, confira abaixo as melhores opções: 

In natura

Muita gente tem dúvida se cachorro pode comer abobrinha in natura, ou seja, crua. E sim, ele pode ingeri-la dessa maneira. Não é necessário tirar a casca da abobrinha, contanto que você a lave bem, utilizando uma escovinha de legumes e detergente para remover possíveis bactérias. Corte em pedaços de aproximadamente 3 cm para evitar que o animal engasgue.

Cozida 

Os cães também adoram abobrinha cozida e essa é a maneira de preparo mais utilizada por tutores. Nesse caso, também não é necessário tirar a casca, mas o vegetal precisa estar bem lavado. Os legumes cozidos para os cães não precisam de nenhum tempero.

Apenas corte em cubos de aproximadamente 3 cm e cozinhe até que fiquem macias. Você pode cozinhar na água ou no vapor. Não se esqueça de esperar o alimento esfriar um pouco antes de servi-la ao amigo peludo. 

Snack

Essa maneira de preparo também é deliciosa e saborosa. Para fazer, basta lavar bem a abobrinha e cortar fatias bem finas. Em seguida, coloque as fatias em uma forma untada com azeite e deixe no forno ou airfryer aquecidos em 230º por cerca de 30 minutos. Fica uma delícia e você pode saborear junto com o pet.

Converse com um veterinário 

Mesmo sendo um alimento tão rico em benefícios, é muito importante que você converse com um médico veterinário antes de oferecer o alimento para os cães. O especialista vai poder te ajudar a entender qual é a quantidade ideal de abobrinha que o seu cão pode e deve ingerir por dia. Além disso, as alergias a abobrinha são raras, mas podem acontecer. Por isso, faça exames regularmente no cãozinho. Boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *