Cães podem comer abacate? Tire suas dúvidas

O abacate contém a substância persina, tóxica para os cães. Separamos tudo o que você precisa saber sobre a ingestão de abacate por cachorro

Existem diversas frutas que podem ser oferecida para os cães, no entanto, existem algumas que podem ser perigosas e nocivas para a saúde do pet

Com a popularização da alimentação natural, é muito comum ver tutores alimentando os seus cãezinhos com os mais variados tipos de verduras, legumes e frutas.

Esse tipo de dieta realmente pode trazer inúmeros benefícios para a saúde dos peludos, contando que  proteína sempre esteja na base dessa alimentação. No entanto, é importante que o dono do animal faça uma pesquisa antes de escolher quais alimentos oferecer para o pet.

Existem diversas frutas que podem ser oferecida para os cães e que eles adoram, como a banana e o morango. No entanto, existem algumas frutas que são extremamente perigosas e tóxicas para a saúde dos cachorros, como a uva e o abacate.

Por mais delicioso e saboroso que o abacate seja, ele não pode ser oferecido para os pets em hipótese alguma, pois ele tem uma toxina chamada persina, prejudicial para a saúde dos cães. 

Neste artigo nós vamos te explicar um pouco melhor sobre os perigos do abacate e falar mais sobre a persina, a toxina tão perigosa para os cães. Além disso, vamos te orientar sobre o que fazer caso o seu cãozinho coma um pedaço de abacate e fique intoxicado. Acompanhe até o final!

As propriedades do abacate 

O abacate é um fruto bastante comum no Brasil e usado para diversas receitas deliciosas. A fruta é rica em proteínas e também em vitamina A, B6, C e E. O abacate também é rico em gorduras boas, magnésio e em ferro. No entanto, ela também pode ajudar no controle de doenças sérias como diabetes, hipertensão, anemias e até mesmo problemas ligados ao estômago. 

O abacate é tóxico e perigoso para os cães

E uma fruta cheia de benefícios e tão deliciosa não parece ser tão perigosa para os cães, não é? Existem muitos tutores que ainda defendem colocar abacate na dieta dos pets, nem que seja em pequenas quantidades, mas mesmo assim é perigoso. Quando falamos da saúde dos peludos, é muito importante não tentarmos arriscar utilizando um alimento tóxico. Existem várias outras opções de frutas, verduras e legumes tão benéficas quando o abacate. 

Afinal, por que os cães não podem comer abacate?

Por mais que o abacate seja uma fruta deliciosa e ofereça diversos benefícios para a saúde humana, ela contém uma toxina fungicida conhecida como persina. Essa toxina é inofensiva para os humanos mas extremamente perigosa para os cães, gatos, cavalos e até mesmo para os pássaros. Alguns tutores insistem em oferecer abacate para os cães, pois muitos acabam gostando do sabor da fruta, mas não faça isso.

Mesmo que seu cãozinho goste de comer as mesmas coisas que você, é muito importante lembrar que o organismo e o metabolismo do animal funcionam de maneira diferente. Logo, o que não te faz mal, pode prejudicar a saúde do seu peludo. Com isso, a persina para os humanos é inofensiva, mas para os animais ela é tóxica e pode facilmente levar o animal a morte. 

O abacate contém uma toxina conhecida como persina

A maior concentração dessa toxina se encontra na cascas, folhas e caroço. Mas existe uma quantidade considerável de persina também na polpa e mesmo que em menor quantidade, ela pode provocar vômitos e enjoo no bichinho. Ainda não se sabe qual a quantidade que realmente provoca uma intoxicação séria no animal, mas é importante que o tutor não arrisque oferecer pequenas quantidades para o pet.

Além disso, o cachorro também não deve consumir derivados do abacate, como vitaminas, cremes e outras receitas. Por isso, busque sempre por frutas que não ofereçam riscos e sejam uma alternativa saudável para o seu pet, como a banana, morango, pêssego e a melancia

Meu cachorro comeu abacate e agora?

Um cachorro intoxicado por abacate geralmente vai apresentar os sinais comuns de intoxicação, como o vômito e a diarreia. Então, independente da quantidade de abacate que o seu cãozinho ingeriu, não espere que ele comece a apresentar sintomas para fazer alguma coisa, leve-o imediatamente ao médico veterinário para que ele seja medicado.

Além dos sintomas gastrointestinais, como desconforto ou dilatação abdominal, o cãozinho pode desencadear a acumulação de líquido nos tecidos e órgãos do pulmão e coração ou em espaços livres como o tórax ou abdômen. Dessa forma o cão pode acabar tendo dificuldade de respirar. 

Além disso, comer abacate pode fazer com que o animal tenha letargia, apatia, pancreatite e até mesmo anorexia. Não tente induzir o vômito ou até mesmo resolver o problema em casa, pois sem querer, você pode acabar piorando o quadro do animal consideravelmente. Busque ajuda profissional.

Converse com um médico veterinário

Mesmo existindo algumas frutas que são permitidas para cães, isso não significa que o seu animal possa tolerar ou conseguir digerir aquele alimento. Logo, ao tentar adotar uma alimentação natural com verduras, frutas e legumes, converse com o médico veterinário e faça exames no seu pet. Essa é a maneira mais segura de oferecer uma nova dieta para o cãozinho.

E lembre-se sempre que o organismo dele é diferente do seu. Boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *