Meu cachorro destrói tudo, o que fazer?

Separamos um guia para te ajudar a entender o motivo do seu cachorro destruir tudo e dicas do que fazer para tratar esse comportamento. Veja!
Bulldog Francês brincando

Ter um cachorrinho é maravilhoso e são sempre alegrias e doses de amor diária. No entanto, nem tudo é sempre perfeito, afinal, estamos falando de um bichinho de estimação.

No dia a dia, alguns cães gostam muito de aprontar na ausência do tutor. Com isso, acaba se tornando comum chegar em casa e se deparar com um sofá rasgado, um chinelo mordido e até mesmo o lixo todo revirado. 

E para os tutores que acham que isso só acontece com eles, é aí que se enganam. Infelizmente, o comportamento destrutivo vindo dos cães é mais comum do que a gente imagina. Esse tipo de atitude pode ser causada por diversas razões, como a ansiedade ou até mesmo um mau costume. Mas calma, fazer com que o cão pare com o comportamento não é algo impossível. 

Neste artigo, nós vamos te explicar os principais motivos que levam o cãozinho a ter um comportamento destrutivo. Além disso, nós vamos te passar algumas dicas para ajudar você a lidar e até mesmo fazer com que o cão pare de destruir tudo. Mas é importante ressaltar que é importante ter muita paciência durante todo o processo. Acompanhe até o final!

5 motivos que levam o cachorro a destruir tudo 

1. O cachorro está entediado

Os cães podem destruir a casa por diversos motivos. No entanto, o principal deles pode ser o tédio. Independente da raça, os cães são animais extremamente ativos que precisam de estímulo o tempo inteiro para gastar energia e não ficarem estressados e até mesmo ansiosos. Logo, se o cão vive o dia todo preso, sozinho e sem nenhuma atividade, ele vai acabar destruindo os objetos para passar o tempo.

E acredite, ele não faz isso por mal, é um comportamento instintivo dele precisar gastar energia. Por isso um animal que sente solidão, estresse, ansiedade e frustração vai procurar no ambiente coisas que o ajudem a lidar com todos esses sentimentos. Por isso, ao adotar um cãozinho é muito importante que você entenda que terá que dedicar um tempo a ele. Passeios, brincadeiras, enriquecimento ambiental e atividades físicas da maneira correta, são indispensáveis. 

2. Ele não tem brinquedos ou outros objetos 

Quando o animal tem a sua disposição diversos objetos e brinquedos, fica mais difícil dele querer destruir um sofá ou um sapato. Quando o animal não tem nada para aliviar o tédio ou a solidão quando você sai, ele irá procurar os itens da casa para se divertir e passar o tempo. Logo, é muito importante que você enriqueça o ambiente com objetos que chamem a atenção do animal.  Você pode ainda procurar montar um ambiente onde ele possa brincar e se divertir

E quando o brinquedo é estimulante, ou seja, pode vir com petiscos dentro ou fazer alguns sons, ele se torna ainda mais irresistível para o seu pet. Vá até um pet shop e converse com o vendedor. Hoje em dia existem diversas opções feitas especialmente para cada tipo de animal e até mesmo brinquedos específicos para raças de grande porte. Avalie a personalidade do seu cãozinho e compre os brinquedos para ele.

3. O cachorro é incentivado a morder 

Dependendo da raça do seu cãozinho, algumas brincadeiras podem acabar estimulando o hábito do cachorro de morder e destruir objetos. Cães de grande porte que brincam com frequência de cabo de guerra, por exemplo, podem criar o forte hábito de querer morder ou até mesmo destruir objetos. Eles não fazem por mal, pois eles acabam interpretando que aquilo também é uma brincadeira.

Além disso, quando o animal ainda é filhote ele pode facilmente já querer começar a morder vários objetos para estimular involuntariamente o crescimento dos dentes. Por isso é muito importante que ainda nesta fase você comece a corrigi-lo, caso ele comece a morder objetos da casa, e dê a ele brinquedos próprios para ele morder.

4. O cachorro está com fome

Alguns cachorros podem morder coisas por causa de um estilo de alimentação que não oferece a ele todas as vitaminas, nutrientes e proteínas para que ele se sinta saciado, ou até mesmo porque estão com fome devido à uma nova dieta.

Se seu cachorro começou a morder tudo depois que começou a fazer uma dieta, trocou de alimentação ou está sofrendo de algum problema de saúde relacionado ao metabolismo e/ou alimentação, este pode ser o caso. 

Vale a pena considerar essa opção e conversar com um médico veterinário para avaliar o quadro do peludo. Além disso, o uso de alguns medicamentos também pode aumentar o apetite, e por isso seu cachorro pode estar mordendo e lambendo tudo, e virando lixo, nesse caso é tudo culpa do remédio. Converse com um profissional para resolver a questão.

5.Problemas comportamentais

Se o seu cachorro está arranhando todo o portão, destruindo a grama próxima à cerca, mordendo toda a cortina da janela, raspando o piso com as unhas e fazendo o xixi fora do lugar, ele está marcando o território. Logo, ele também vai começar a destruir todos os objetos da casa. Neste caso, são problemas ligados ao comportamento. Para resolver é necessário investir em adestramento e florais.

O que fazer?

Para encontrar uma solução, é importante você entender em quais dos motivos citados acima se encaixam no caso do seu cãozinho, pois alguns são mais fáceis de resolver do que outros.

Se o seu pet está entediado e sem brinquedos, vale a pena investir no enriquecimento ambiental, em mais passeios e atividades ao lado do pet. Para enriquecer o ambiente, basta comprar brinquedos e acessórios que estimulem o animal. Além disso, é importante aumentar a frequência dos passeios e brincadeiras. 

Já nos casos em que o problema está ligado a uma nova dieta ou a algum medicamento, é importante levar o animal ao médico veterinário. Apenas o profissional conseguirá identificar quais sãos as quantidades necessárias de alimento por dia para que o seu cão se sinta saciado. O veterinário poderá identificar ainda se o seu animal está com alguma deficiência de vitaminas. 

E por último, caso o problema esteja ligado ao comportamento, a solução será um pouco mais demorada. Neste caso, é muito importante que você saiba a maneira correta de corrigir o pet ou contrate um adestrador para te ajudar com o problema. A ajuda de um profissional nestes casos é de extrema importância, principalmente se estivermos falando de um cão já adulto, pois educá-lo pode ser ainda mias difícil.

Pense nisso e boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *