Cachorro babando: entenda o que pode ser e como agir

Se o cachorro está babando, há diversas causas que podem contribuir para o quadro, desde a genética da raça até doenças mais graves. Entenda
basset hound babando

Os cães podem babar em muitas ocasiões, seja devido à presença de uma fêmea no cio, um fator fisiológico, diante da comida e também por causa de alguma doença ou até mesmo envenenamento.

Se o seu cachorro for um “babão” por natureza, você não tem muitos motivos para se preocupar. No entanto, o tutor deve ligar o alerta quando o cão não tem esse costume ou se a baba em excesso está acompanhada de outros sintomas.

Nós sempre devemos zelar pela saúde dos nossos peludos e ficarmos atentos quando algo não anda bem. Logo, se você está desconfiado que seu cachorro está babando muito e deseja saber mais sobre o assunto, este artigo vai te ajudar. Ao longo do texto, vamos explicar as principais causas e até mesmo doenças que levam os cães a babarem em excesso, acompanhe!

Cachorro babando muito: causas

Dogue de Bordeaux com coleira.

1. Fatores físicos

O excesso de salivação em cães, também conhecido como ptialismo, ocorre como resultado de um estímulo provocado pelo próprio corpo do animal. Com isso, algumas raças de cães, como o dogue alemão ou o são bernardo, têm mandíbula um pouco mais aberta, que os impedem de fechar completamente a boca, logo, eles acabam tendo a tendência a babar constantemente. Nesse caso, você não deve se preocupar, apenas deve redobrar o cuidado com a higiene do bichinho.

No entanto, se o seu cão não pertence a nenhuma dessas raças e não possui alguma condição específicos na mandíbula e começa a babar repentinamente, é bom ligar o alerta.

Mas antes de se preocupar, veja se o pet está no período do cio. Caso não esteja, procure levá-lo ao médico veterinário para que você consiga descobrir a causa.

2. Emoção

A maioria dos cães possuem uma grande dificuldade de controlar as próprias emoções, sejam elas positivas ou negativas. Grande parte dos peludos fazem xixi quando estão muito alegres ou com medo, já outros podem acabar produzindo a saliva em excesso e acabam babando muito.

O cachorro pode babar por excitação do cio, alegria, medo e principalmente raiva. Sabendo disso, sempre observe todo o contexto em que o animal se encontra para averiguar se essa é a causa da baba em excesso.

3. Problemas bucais

A baba do seu cachorro vem acompanhada de um mau odor? Se sim, a salivação em excesso pode estar sendo motivada por algum problema bucal. Isto é, quando há um problema na cavidade oral ou até mesmo por algum alimento ou objeto preso na boca do animal.

Quando a baba é acompanhada por um cheiro ruim, as chances são altas de que seja devido a uma doença infecciosa. Você deve ir ao veterinário imediatamente para iniciar o tratamento, pois problemas desse tipo são perigosos e dolorosos para o seu cão.

Os problemas bucais que levam o animal a babar em excesso são:

  • Gengivite acompanhada de placas de tártaro;
  • Estomatite bacteriana ou viral (inflamação oral);
  • Tumores ou pólipos;
  • Dente quebrado;
  • Objeto ou alimento preso nos dentes ou na gengiva do pet;

4. Intoxicação

Além da baba, o cachorro está espumando: o que pode ser? Bem, este é um sinal claro de que o seu pet está sofrendo de intoxicação por envenenamento. Esse quadro ocorre quando o animal acaba ingerindo uma substância tóxica ou até mesmo veneno. Normalmente, essa salivação excessiva costuma ser acompanhada de vômitos e também tremores.

Os sinais de intoxicação dependem da substância ingerida, bem como da quantidade. Neste caso, o animal deve ser levado com urgência ao veterinário, demorar muito para socorrê-lo pode ser fatal.

Os principais sintomas de intoxicação e envenenamento são:

  • Vômito e salivação excessiva;
  • Desorientação;
  • Rigidez nos membros do corpo;
  • Tremores e nervosismo;
  • Arritmia cardíaca.
  • Dificuldade para respirar;
  • Dilatação das pupilas;
  • Baba com espuma branca por toda a boca.

Como você pode ver, o atendimento médico deve ser imediato. Além disso, não force seu cão a beber leite ou óleo se você suspeitar de envenenamento, pois isso fará com que os compostos tóxicos sejam absorvidos pelo corpo em um ritmo mais rápido. Vá ao veterinário para tratar o quadro de maneira correta.

5. Causas gerais

Existem também algumas outras causas que podem fazer o cachorro babar com frequência, logo, é importante estar atento. Confira:

  • Contato com urtigas: isso pode fazer com que o animal comece a salivar muito, morder e lamber objetos de forma incontrolável para aliviar a coceira na boca;
  • Lagartas processionárias: esses insetos podem produzir inflamação oral e até mesmo edema de glote, logo, se você tem um jardim com a presença dessas largas, redobre o cuidado;
  • Náusea: seja causada por doença ou indigestão, a náusea pode fazer seu cão babar;
  • Uso de relaxantes: certos medicamentos, como os formulados para relaxar o cão ou aliviar algum tipo de dor, às vezes podem causar salivação. Portanto, avalie primeiro se o seu peludo está fazendo o uso de algum medicamento.

O que fazer quando o cão está babando muito?

Cachorros que babam, na maioria das vezes, não precisam ser motivo de preocupação. Este sintoma aparece em circunstâncias específicas que o cão experimenta diariamente. Porém, é sempre aconselhável ir ao veterinário para que ele faça o diagnóstico profissional do caso.

O tratamento vai depender muito do principal causador da saliva em excesso. Para isso, o profissional fará um exame físico geral que irá incluir uma revisão na boca e nos dentes, exames de sangue e urina e outros tipos de avaliações que ele considerar necessários. Dessa maneira, seu pet receberá o tratamento adequado. Por outro lado, se for algo apenas genético, redobre os cuidados com a higiene.

Boa sorte!

Comentários