Skye terrier: conheça mais sobre a raça que corre risco de extinção

Extremamente leal, o skye terrier é uma raça rara e exótica que foi queridinha da realeza. Conheça mais sobre esse peludo
skye terrier cinza

O skye terrier teve origem na Escócia há quatro séculos, sendo uma das raças mais antigas do país. Ele foi encontrado pela primeira vez no arquipélago das Hébridas, mais precisamente na Ilha de Skye, dando origem ao nome da raça. Os primeiros exemplares eram utilizados no campo para caçar parasitas, além de pastorear. Acredita-se que o skye terrier seja uma mistura de raças, entre elas, o cairn terrier.

Em 1800, a Rainha Vitória da Inglaterra se encantou pela raça durante suas visitas à Escócia, fazendo com que o skye terrier se popularizasse e se tornasse o queridinho da alta sociedade inglesa. O padrão da raça não mudou desde os primeiros exemplares, contudo, o skye é considerado raro por todo o mundo e é um cão que corre risco de extinção atualmente.

Características do skye terrier

O skye terrier é um cão de porte pequeno, atingindo até os 25 centímetros de altura e pesando até 20 quilos. Seu corpo é comprido, e suas patas são curtas, mas musculosas. As orelhas podem ser erguidas ou caídas, e a cauda é longa.

A pelagem é dura, lisa e muito longa por todo o corpo, cobrindo os olhos e dando às orelhas um aspecto de franja. Já o subpelo, é curto e macio. As cores da raça podem ser preto, cinza e prata, ou até fulvo ou creme, sempre com extremidades – orelhas, focinho e cauda – em tons mais escuros.

Personalidade do skye terrier

skye terrier creme

O skye terrier é amável, afetuoso, leal e gosta de agradar. Apesar de, geralmente, ser obediente e leal a um só tutor, ele um cão extremamente apegado à família, então passar muito tempo sozinho fará com que ele se torne agitado e agressivo, o que não é saudável para ele, nem para os tutores. Assim, é importante ter uma rotina de passeios e atividades, além de manter esse peludo sempre ao redor da família.

Esse pet é genioso e não mostra traços de timidez, o skye está sempre alerta e pronto para proteger a família. Ele é corajoso e bom farejador, podendo latir bastante na hora de alertar o dono sobre situações de perigo. Pode conviver com outros pets, contudo, o tutor precisa estar ciente de que o skye terrier gosta de perseguições, então é preciso cuidado com animais menores. Já com estranhos, não é muito sociável ou amigável, podendo se manter distante.

Nível de atividade do skye terrier

O skye terrier demanda um nível médio de atividade física, sendo necessária meia hora de caminhada diariamente. Deve estar sempre preso à guia, pois a raça é muito curiosa e corajosa. Esse cãozinho também é genioso e segue suas próprias regras, por isso, na hora do treinamento, precisa de um tutor firme, para que aprenda a obedecer e não apresente mau comportamento na fase adulta.

O skye pode morar no campo, mas se dá melhor em apartamento, pois gosta de ficar dentro de casa, onde fica mais próximo da família. Precisa de muita socialização desde filhote, com pessoas e outros animais, para aprender a dividir seu território. Pode ser um pouco barulhento, pois está sempre alerta ao perigo. Uma boa educação, gasto de energia e atenção constante, irão evitar comportamentos desagradáveis e aliviar a personalidade forte desse pequeno.

Como é a saúde do skye terrier?

A expectativa de vida do skye terrier é de 12 a 14 anos. A raça demanda cuidados moderados com higiene, sendo necessária a escovação semanal para evitar nós e acumulo de sujeira. O período de troca de pelo pode ser complicado e intenso, sendo recomendado os cuidados profissionais. Entretanto, a tosa deve ser evitada.

Apesar de ser um cão muito saudável, uma doença que pode surgir é a atrofia progressiva de retina, que consiste na perda de visão gradual até a cegueira, ainda sem cura. O skye terrier também pode sofrer com displasia de cotovelo, hipotireoidismo, doenças dermatológicas e problemas de ortopédicos.

Curiosidades sobre o skye terrier

skye terrier preto

Mascote da Rainha Vitória

Em abril de 1839 o artista Sir. Edwin Landseer retratou Islay, o cão da Rainha Vitória, em uma de suas obras. Ela era muito apegada ao seu exemplar de skye terrier e sofreu muito com a perda em 1944, alegando que ele era fiel e companheiro. Islay também apareceu em pinturas ao lado da Rainha através dos olhos do artista William Nicholson.

Greyfriars Bobby

Em 1858, o tutor de Bobby faleceu, e seu cão se recusou a sair de seu lado. O skye terrier passou 14 anos ao lado da tumba, no cemitério Grayfriars, até seu falecimento, em 1872. Além de existir uma estátua em sua homenagem na cidade de Edimburgo, o cãozinho também inspirou diversos livros e filmes ao longo dos anos.

Skye terrier: preço

Sendo uma raça pouco popular no Brasil e rara em todo o mundo, o skye terrier é difícil de encontrar e pode custar entre R$2.000,00 e R$5.000,00, dependendo da linhagem e canil de origem do filhote.

Comentários