Mãe de pet: 8 atitudes essenciais para ser uma boa tutora

Para ser uma boa mãe de pet há atitudes que são essenciais. Além do amor, veja o que você pode oferecer para seu cachorro
cachorro e tutora

Trazer um cachorro para casa é a mesma coisa de receber um novo membro da família, pois nós sabemos como esses peludos se tornam especiais desde o primeiro dia. Os cães trazem tanto amor, alegria e companheirismo para o lar, que sempre estamos buscando maneiras de tratá-los bem, como uma forma de agradecimento. E quando o assunto são as mães de pet, a vontade de mimar ainda mais o peludo parece ser ainda maior.

Mas se você é uma tutora de primeira viagem ou está buscando maneiras de ser uma excelente mãe de pet, não se preocupe. O objetivo deste artigo é te ajudar nessa missão. Acompanhe até o final. Vamos lá!

Dicas para ser uma boa mãe de pet

1. Sempre ofereça carinho

Viver em um lar feliz e com muito carinho, vai fazer muito bem para o seu cãozinho. Não apenas a saúde mental dele vai melhorar, como também a saúde física. Por isso, procure sempre dar muito carinho e amor, desde filhote. É comprovado cientificamente que um cão tratado com amor, se torna um animal mais amigável, companheiro e também mais feliz. Por isso, jamais economize nos abraços e carinhos com o seu peludo!

2. Faça caminhadas com ele

É verdade que seu cão precisa sair 3 vezes ao dia para fazer suas coisas. Mas se nos limitarmos a apenas levá-lo para passear por 5 minutos, esperar que ele faça as necessidades e voltar para casa, seu cão não ficará feliz e vai sentir que quer ficar mais tempo fora. Você pode não ter tempo todos os dias para sair três vezes durante meia hora com seu cão, mas talvez você possa fazer isso uma vez por dia ou ter como meta dar a ele caminhadas mais longas nos dias em que não estiver muito ocupada.

3. Cuidados

Às vezes, seu cão vai precisar tirar os nós ou cortar o pelo, mas todo o resto pode ser feito por você em casa. Dê banho pelo menos 2 vezes por mês em casa e penteie-o diariamente. Isso criará um vínculo especial entre vocês, pois será um momento de afeto e cuidado e ele perceberá isso. Mas não tem problema algum recorrer ao pet shop nos dias em que você está muito ocupada.

4. Forneça uma boa alimentação

Escolha uma boa comida para seu cão e, se possível, pegue algumas orientações com o médico veterinário. Para ser uma boa mãe de pet, isso é fundamental, pois o tipo de dieta que ele receberá afetará a saúde, a resistência óssea, o brilho dos pelos e até o humor, já que um cão ficará mais feliz quando recebe uma alimentação adequada e de qualidade.

Sabemos que existem alimentos mais baratos que se vendem em a granel, mas sempre recomendamos que se priorize as melhores marcas que se especializam em circunstâncias diferentes para cada tipo de animal. Além disso, a alimentação natural é uma das melhores opções de dietas para se fornecer ao cachorro, logo, essa pode ser uma boa ideia.

5. Dê treinamento a ele

Não importa o porte ou personalidade do seu cãozinho. Garanta aulas de adestramento e sociabilização desde quando é filhote para ele aprender coisas básicas como sentar, deitar e se comportar. Isso fará com que o animal se sinta útil e fique feliz com o reconhecimento. Além disso, praticar os truques de adestramento em casa é uma ótima maneira de fazer seu cão te respeitar ainda mais.

6. Mime-o!

Sempre que seu cão fizer algo certo ou responder ao treinamento que você deu a ele, recompense-o. Lembre-se que os animais respondem ao carinho com carinho, e para ser um bom dono do seu cão, mostrar amor é vital. E como toda boa mãe, mimar o filho peludo é algo que deve fazer parte da rotina. Mas não dê nenhuma recompensa quando ele estiver aprontando demais, isso pode confundir o animal sobre o que é certo e errado.

7. Sociabilização

Ninguém gosta de solidão excessiva, nem seu cachorro. Aliás os cães podem desenvolver diversos problemas emocionais, como a ansiedade por separação, quando deixados sozinhos. Por isso, para ser uma boa mãe para o seu cão, ajude-o a se socializar com outros cães desde cedo para que ele tenha companheiros de brincadeira que o farão se divertir. Um cão tímido e medroso que não gosta de conviver com outros pets e pessoas, poderá não ser tão feliz.

8. Saúde em primeiro lugar

Como toda boa mãe, você deve colocar a saúde do seu cãozinho em primeiro lugar. Lembre-se de manter o cartão de de vacinação do pet atualizado e também não se esqueça da opção de colocar um chip para identificá-lo. Os microchips podem ajudar muito caso o seu cão se perca. Essa tecnologia permitirá que você o rastreie e o traga de volta para casa. Será um símbolo de amor que seu cão pode não entender, mas que permitirá que você seja uma excelente mãe de pet.

Você já é uma boa mão de pet!

Para ser uma boa mãe de cachorro você precisa principalmente de duas coisas: interesse sincero e amor genuíno pelo seu animal de estimação. Lembre-se que ele não faz parte da decoração da sua casa, mas sim um ser que merece todo amor, carinho e dedicação. Seu pet é um ser com quem você poderá compartilhar momentos inesquecíveis e ele depende de você para viver e ser feliz.

Comentários