5 comportamentos dos tutores que incentivam a desobediência dos cães

Ter um cãozinho obediente pode ser o sonho de muitos tutores por aí. No entanto, todos sabem que nem sempre é fácil conseguir disciplinar o animal. Muitos donos de cães contam com a ajuda de adestradores profissionais para conseguir diminuir o mau comportamento dos peludos, mas nem sempre eles conseguem obter os resultados esperados.

Isso pode acontecer devido a uma série de fatos, principalmente pela forma que você se comporta e trata o seu cachorro. Os cães são animais muito ligados aos donos e também podem ser extremamente observadores, logo, alguns comportamentos dos humanos pode influenciar e até mesmo incentivar a desobediência dos cães. E você se surpreenderia ao saber quais são esses comportamentos.

Mas não se preocupe, neste artigo nós vamos te mostrar quais são os 5 principais comportamentos dos tutores que incentivam a desobediência dos cães. Após estar ciente de todas essas atitudes maléficas para a obediência canina, ficará muito mais fácil educar e até mesmo lidar com o seu melhor amigo peludo. Acompanhe até o final.

Comportamentos dos tutores que incentivam a desobediência dos cães

1 – Brigar com o cãozinho sem necessidade 

Dachshund em apartamento

A primeira coisa a entender é: se você quer ter um cão respeitoso e que te obedeça, você deve mostrar para ele o que é certo e o que é errado. E isto deve acontecer antes mesmo de você brigar com ele. A partir do momento que você simplesmente dá broncas sem necessidade alguma, ou seja, sem que ele tenha feito nada de errado, ele provavelmente vai te desobedecer.

Por isso, chame atenção do cãozinho apenas em momentos que tiver necessidade, pois se você briga com ele o tempo todo, uma hora ele vai entender que a briga é algo normal e achar que aquilo faz parte da rotina dele, não levando as repreensões tão a sério assim. Pense nisso!

Além disso, você deve procurar corrigir o animal da maneira correta, evitando xingamentos, gritos e até mesmo agressão física. Esse é o pior caminho que o tutor pode escolher se ele deseja ter um animal obediente. Para disciplinar o seu cãozinho, basta falar com ele de maneira mais firme ou até buscar a ajuda de um adestrador. Tome muito cuidado com a forma que você trata o seu cachorro.

2 – Deixar ele puxar a coleira durante os passeios 

Boston Terrier com coleira vermelha

O seu cãozinho pode facilmente te desafiar com esse tipo de comportamento, por isso é muito importante que você seja firme e escolha a coleira ideal para ele.

No entanto, quando falamos em não deixar ele puxar a coleira, não significa impedir ele de farejar o ambiente e as coisas, afinal, ele precisa explorar tudo para que o passeio seja prazeroso. 

Mas é importante que você não deixe o cachorro puxar a coleira nas seguintes situações: quando ele vê um outro animal na rua, quando ele tenta pular em cima de um desconhecido, comer algo que não devia ou até mesmo tentar entrar em um espaço ou ambiente não permitido.

E lembre-se! Jamais puxe a coleira de uma maneira que vá machucar o cãozinho. Primeiro repreenda ele para entender que aquela é uma atitude que ele não deveria tomar, depois puxe a coleira. 

3 – Deixá-lo sozinho por muitas horas 

Se você quer que o seu cãozinho seja obediente e te veja como o líder da casa, é necessário que você esteja presente para que ele entenda essa mensagem aos poucos.

Por isso, deixá-lo sozinho em casa por longas horas pode ser extremamente ruim para o comportamento do seu cãozinho. Por isso, é muito importante lembrar que a partir do momento que você traz um novo cão para casa, você deve passar o tempo com ele.

Além disso, é muito importante que você tenha atenção redobrada quando o animal ainda é filhote, pois é nessa fase que ele começa a ter percepção da casa e também da família. Quando ele é filhote, você terá ainda a oportunidade de ensinar a ele algumas condutas e regras da casa, facilitando a assimilação do animal.

4 – Não alimentá-lo de maneira correta 

Cachorro olhando para uma goiaba

Parece bobagem e para muitos a alimentação não tem relação com o comportamento do animal, mas isso não é verdade. O cãozinho precisa ser muito bem alimentado para que as questões de obediência sejam levadas a sério por ele.

É praticamente uma troca: tudo que ele quer é comer e se divertir. E se você puder oferecer isso para ele, ele entenderá que tem motivos para obedecer. Caso não o faça, ele pode desobedecer. 

Ainda não entendeu a relação? Bem, vamos lembrar de um exemplo simples. A maioria dos treinamentos feitos por adestradores tem uma recompensa no final, como um snack ou petisco. As comidas na hora dos ensinamentos são tão importantes e eficazes, que também são chamadas de reforço positivo. Logo, se você alimentar o pet de maneira correta, ele vai facilmente querer te obedecer como uma forma de agradecimento.

5 – Tratar as outras pessoas mal

Homem e cachorro abraçados

Um cão aprende pelo exemplo do dono e ele tende a ter uma personalidade parecida com a do tutor. Logo, é muito importante que você repense em como age, pois todas as suas atitudes influenciam diretamente no comportamento dele.

Por isso é muito importante que você procure respeitar e ter paciência com todos ao seu redor, pois o seu cãozinho observa mais as suas atitudes do que você imagina.

Além disso, tenha paciência durante o adestramento, ela será essencial para a educação saudável do seu cãozinho. Dê a ele o máximo de amor e atenção possível, pois dessa maneira ele irá fazer tudo para te agradar, incluindo sempre te obedecer quando você pedir. Boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *