Como tirar pulga de cachorro? Veja dicas importantes

Veja dicas importantes para saber como tirar pulga de cachorro em casos mais simples e o que fazer em situações extremas
filhote mordendo a pata

Os “pais de pets” sabem que as pulgas são um grande inconveniente na vida de seus peludos. Além de causarem inquietação e coceira, esses parasitas sugam o sangue do cão e isso pode ocasionar uma anemia, alergias e irritações na pele, além de possíveis feridas e queda de pelo.

Por isso, é importante manter os cães sempre livres de pulgas. Não importa o quão limpinho ele seja, passeios ou contato com outros pets podem resultar nisso a qualquer momento. E para ajudar os tutores e os peludos nessa situação delicada, separamos algumas dicas. Confira!

Dicas para remover pulgas em casos simples

Se o tutor notar que o cachorro está se coçando muito, é possível remover as pulgas manualmente e observar se o problema se resolverá. Afinal, é natural que, após caminhadas, contato com outros pets ou visitas ao veterinário, o cãozinho volte pra casa com algumas pulguinhas, uma situação natural e controlável.

1. Remoção no banho

Alguns cães não se importam quando os tutores checam seus pelo à procura de pulgas, pelo contrário, podem considerar uma sessão de carinho. Contudo, outros podem ficar desconfiados com a situação. Por isso, é importante fazer a inspeção num momento em que o pet esteja tranquilo ou aproveitar o momento do banho, quando os pelos ficam mais macios. O tutor também pode utilizar um pente antipulgas, encontrado em pet shops.

2. Matar as pulgas

Na hora da remoção de pulgas, é importante que o tutor se certifique de matá-las. Isso porque elas podem facilmente encontrar o caminho de volta até o pet ou se reproduzirem e recomeçarem o processo. Jogar no vaso e dar descarga é uma forma de garantir que aquelas não voltarão.

3. Higiene

Para garantir que as pulgas não se espalhem pelo ambiente, é recomendada uma limpeza. Aspirar sofás e tapetes, varrer o chão e lavar o quintal usando produtos desinfetantes. E, principalmente, lavar os pertences do cão, como cama, cobertas e pelúcias.

Dicas para remover pulgas em casos extremos

Já para os casos mais complexos, em que o cão está em extrema agonia devido à coceira que as pulgas causam, e é claramente notável a infestação, o tutor deve tomar providências um pouco mais drásticas. Veja:

1. Consulta ao veterinário

A primeira alternativa para qualquer problema é sempre procurar ajuda do veterinário. Um profissional saberá a gravidade da situação para receitar a melhor solução. Além disso, ele poderá identificar se outros danos mais sérios foram causados ao cachorro, como por exemplo anemia.

2. Remédios

Após a consulta ao veterinário, algumas alternativas de remédios para pulgas que podem surgir são:

  • talco antipulga
  • sabonete ou xampu antipulga
  • coleira antipulga
  • comprimidos antipulga
  • pipeta antipulgas

3. Higiene

A limpeza do ambiente sempre é essencial, a remoção de pó e higienização de todos os possíveis abrigos para pulgas não deve ser descartada. Contudo, é recomendado que seja feita a utilização de spray anti pulga após a limpeza. O spray é muito eficaz, mas é tóxico para os cães, então o tutor deve se certificar de que o pet esteja em outro ambiente no momento da aplicação.

Como remover pulgas de cães filhotes?

Para remover pulgas em cães filhotes, o banho na água morna é uma boa alternativa. Contudo, fique atento, pois antes de três meses de vida do animal, não é recomendado uso de xampu ou anti pulgas. Sendo assim, o tutor deve remover o parasita manualmente durante o banho e garantir os cuidados básicos, como a limpeza na casa e locais que o pet fica.

Comentários