Como acalmar cachorro: descubra como ajudar o pet em diferentes situações

Separamos algumas dicas que podem ser úteis para acalmar o cachorro em diferentes situações. Veja quais são!
beagle no colo da tutora

Cada cão tem sua própria singularidade e enfrenta desafios de várias maneiras. Sabemos que existem diferentes situações que podem gerar alteração no comportamento dos pets e, para cada uma delas, há atitudes que o tutor pode tomar para ajudar a acalmar o cachorro.

Os animais podem desenvolver medos e fobias ao longo da vida ou simplesmente se mostrarem mais agitados e inquietos em determinados momentos. Veja o que separamos para te ajudar quando for necessário auxiliar e acolher seu animal de estimação.

Como acalmar o cachorro?

Antes de conseguir acalmar o cachorro, é muito importante que você identifique a causa que o está deixando nervoso ou ansioso. Geralmente, fatores como barulho, cio, ansiedade, tristeza e nervosismo alteram os ânimos do pet. Além disso, quando o animal não está calmo ele tende a chorar e tremer, logo, é importante também saber como agir neste caso. Ao identificar a motivo, será mais fácil tratá-lo.

Barulho

Os cães podem sentir medo de qualquer tipo de barulho que seja muito alto, como o som do aspirador de pó ou secador de cabelo. Nesses casos, é importante evitar ligar esses utensílios perto do pet. No entanto, a maioria dos cães sentem medo do barulho produzido por fogos de artifício ou trovões, sendo mais difícil controlar o problema.

O primeiro de tudo é deixar o animal em um ambiente seguro, tirando de perto qualquer objeto que ofereça perigo, pois muitas vezes o medo faz com que os cães fiquem agitados. Você também pode acolher o pet e mostrar que tudo está bem. E por fim, busque um médico veterinário para que o cãozinho possa começar a fazer o uso de florais calmantes durante essas situações.

Como acalmar o cachorro que está no cio e quer cruzar

O que deixa o animal nervoso e inquieto durante o cio é a privação sexual, ou seja, o cachorro ou cadela sente a necessidade de cruzar, mas muitas vezes não pode, pois o tutor não quer ter uma prenhes ou expor o peludo à doenças. Logo, a melhor solução neste caso é a castração. Ao ser castrado, o animal não terá mais a necessidade da cruza e ficará mais calmo e tranquilo durante o período. Florais calmantes também podem ser usados.

Ansiedade, nervosismo e tristeza

Um cachorro pode se sentir nervoso, triste e ansioso por muitos motivos como: saudade do dono, morte de um outro animal da casa, falta de atividade física, fome, cio, etc. Nesses casos, a melhor maneira de tratar, é descobrindo o que está motivando o quadro.

No geral, a grande maioria dos médicos veterinários recomendam para os cães ansiosos, tristes e nervosos, o uso de florais e a prática frequente de atividades físicas, como longas caminhadas ou atividades que estimulem os instintos caninos. Dessa maneira o animal se sentirá mais calmo e também feliz.

Choro

Os cães podem chorar por saudade da mãe, por estarem estranhando um novo ambiente, por ansiedade, fome, falta de atenção e também por alguma dor. Por isso, é importante levá-lo a um médico veterinário para descobrir a causa, pois nenhum cachorro chora frequentemente sem motivo.

Neste caso, para aliviar, arrume um ambiente confortável para o pet que seja próximo a você, fique perto dele e ofereça carinho. Também é interessante dar algum petisco. Se o animal começar a chorar com frequência, busque um profissional com urgência!

Treinamentos podem ajudar

Para evitar que o cachorro sempre fique com medo e nervoso em determinadas situações, é muito importante que ele seja adestrado e socializado desde filhote, pois dessa maneira ele saberá lidar com diversos tipos de situações e conseguir se sentir mais calmo, como no caso do barulho.

Já no caso do cio, apenas a cirurgia de castração poderá auxiliar o seu pet. E caso o animal tenha passado por algum trauma, é muito importante que ele faça o uso contínuo de florais calmantes e até mesmo outros tipos de terapia. Procure um profissional e boa sorte!

Comentários