Cachorro picado por abelha: veja os sintomas e como proceder

É bem comum que cães curiosos e aventureiros sejam picados por abelha. Veja as consequências da picada e como proceder corretamente
cachorro com focinho inchado

Os amantes de pets já devem ter ouvido casos de cães que foram picados por abelhas, certo? É bem comum acontecer, por causa da curiosidade dos pets. Alguns cãezinhos podem tentar pegar moscas e outros insetos no ar, e quando se deparam com uma abelha, não sabem distinguir.

Quando um cão é picado por abelha, isso causa inchaço na região do focinho, preocupando os tutores. Mas nesse artigo, vamos te ajudar a identificar a picada de abelha e como reagir diante dessa situação. Confira!

Sintomas e consequências da picada de abelha

O primeiro sinal é nítido, o inchaço. Alguns cães podem tentar morder a abelha e acabam levando uma picado no focinho, ou até em outras partes do corpo, como nas patas.

Diante do ocorrido, repare no comportamento do seu cão. Nem todos os cachorros são alérgicos à picada de abelha, mas se ele for, vai apresentar tremores, febre, vômito, diarreia, extremidades frias, dificuldade pra respirar ou até mesmo convulsões.

O que fazer quando o cachorro é picado por abelha

A atitude mais recomendada é a consulta ao veterinário, mas se seu cão não apresentou nenhum sinal de alergia e não há maneira de ver o veterinário no momento, você pode remover o ferrão em casa.

Faça isso com muito cuidado para não espalhar ainda mais o veneno. Não utilize pinça no processo, opte por objetos rígidos como um pedaço de papelão ou um cartão de crédito para auxiliar. Em seguida, após retirar, lave bem a região e posicione uma compressa de gelo no local.

Entretanto, se seu cão apresentar os sintomas de alergia, não hesite em procurar o veterinário, pois a picada pode causar um choque anafilático, isto é, uma reação alérgica grave que pode levar à asfixia e, consequentemente, ao óbito.

Toda picada de abelha é perigosa para os cães?

Tudo vai depender da reação do seu cão diante da situação. Alguns cães são mais sensíveis às toxinas liberadas pelas abelhas, enquanto outros apresentam mais resistência.

Sempre leve a saúde do seu pet muito a sério. Em casos mais graves, será necessário manter o cão em observação ou realizar a medicação em casa, por isso, é essencial a ida ao veterinário.

Comentários