Cachorro com febre: como diagnosticar e o que fazer

Cachorro com febre: como diagnosticar e o que fazer

Entenda quando o seu cachorro está com febre e como medir a temperatura corporal dele, as principais causas para a febre nos cães e o que pode ser feito
Bulldog francês deitado triste

A febre é um sinal bem conhecido de que algo não vai bem com o nosso corpo. O que muita gente não sabe, no entanto, é que ela não é exclusiva dos humanos e que também pode acontecer com os nossos queridos amigos peludos, os cães. E, assim, como nos humanos, a febre em cães pode ser causada por diversos motivos. Por outro lado, uma peculiaridade dos nossos amigões é que diagnosticar a febre neles costuma ser mais difícil.

Nesse artigo, nós vamos te ajudar a entender quando o seu cachorro está com febre e como medir a temperatura corporal dele. Vamos te explicar também quais são as principais causas para a febre nos cães e o que pode ser feito caso ele esteja febril.

Como saber se meu cachorro está com febre?

Diagnosticar a febre nos cães é uma tarefa mais difícil que diagnosticá-la nos seres humanos. Não é possível simplesmente pegar na testa do seu amiguinho e ver que ele está mais quente que o normal. Aliás, para começo de conversa, a temperatura normal de um cachorro costuma ser superior em 3 ºC à temperatura humana. Isso faz com que muitos tutores interpretem erradamente que o seu cão está com febre.

A temperatura corporal dos cães, quando eles estão em repouso, ou seja, sem fazer nenhuma atividade física considerável, varia entre 38 e 39,2 ºC. Como você deve imaginar, é difícil para nós, então, saber exatamente quando um cachorro está com febre ou não. A melhor forma de constatar isso é medindo a temperatura do cão com um termômetro. Mas isso, também, não é feito da mesma forma que nos humanos.

O melhor modo de medir a temperatura de um cachorro é por vital retal (pelo ânus). Você deve introduzir o termômetro (que não pode ser de vidro!) e mantê-lo lá dentro até que a temperatura que aparece se estabilize (isso pode demorar um pouquinho…). Outro modo bem eficaz, e certamente menos desconfortável, de medir a temperatura do seu cão é pela orelha dele. Nesse caso, deve-se usar um termômetro com raio infravermelho, que costuma ser bem mais caro que um termômetro normal.

Antes, porém, de ir colocando o termômetro no seu amiguinho por qualquer motivo, lembre-se de que a febre nos cães geralmente não é um sintoma isolado. Há outros sinais que podem te alertar sobre uma possível febre, e é sobre eles que falaremos agora.

Quais os sinais de que meu cachorro está com febre?

Nariz quente e seco

Esse costuma ser um sinal bastante lembrado quando se trata de identificar a febre nos cães. Um nariz quente e seco, no entanto, não é garantia de que o seu cachorro está realmente febril. Pode simplesmente ser causado pelas condições do ambiente, devido ao ser cão ter feito muita atividade física ou a alguma dificuldade natural que o organismo dele tem na lubrificação do nariz.

Falta de energia

O cansaço constante ou a falta de energia são importantes sinais de que o seu cão está doente. Lembre-se de que o organismo dele precisa concentrar energia na resolução de algum problema, como, por exemplo, a infecção por algum microrganismo.

Bulldog Inglês deitado no chão do apartamento

Ouvido quente

Ouvidos são outra região em que é possível perceber que a temperatura corporal do cachorro não está em seu nível normal.

Olhos vermelhos

Os olhos dos cães são sensíveis e podem mudar de aparência se eles estiverem sofrendo de uma série de problemas de saúde, desde uma simples alergia a uma infecção grave.

Perda de apetite

Pode ser causada por uma série de doenças, e pode ser ocasionada pela própria febre, que pode deixar o seu pet desconfortável para se alimentar ou fazer outras atividades.

Tremor

O tremor é um dos mecanismos que o organismo do cachorro tem para aumentar a sua temperatura. Ele é especialmente perceptível quando a febre já está alta.

Tosse, vômito e outros sintomas

Outros sintomas, como tosse, vômito e diarreia, podem ser percebidos. Eles podem estar associados a uma série de doenças que também causam febre. É sobre essas possíveis causas que trataremos a seguir.

Por que o meu cachorro está com febre?

As razões para um cachorro ter febre variam bastante. Elas não se resumem, como muitas pessoas podem pensar, apenas a doenças causadas por microrganismos.

Infecções

Diferentes tipos de infecções podem causar febre, desde a gripe canina até a cinomose ou mesmo a raiva. A infecção pode estar inclusive ligada a lesões em alguma parte do corpo, como uma mordida que o seu cachorro sofreu e que ficou exposta à ação dos germes.

Aumentar a própria temperatura é um mecanismo bastante útil para o organismo dos cães combater os invasores. A febre estimula a produção de células do sistema imunológico e dificulta a reprodução dos microrganismos.

Substâncias tóxicas

A febre pode também ser uma reação à ingestão de substâncias tóxicas, como plantas venenosas, remédios para humanos e certos tipos de alimentos, como chocolate, cebola, abacate, etc.

Vacinas

Vacinar é muito importante, não apenas para os humanos, mas também para os cachorros. Por outro lado, a febre costuma ser um efeito colateral de algumas vacinas. Nesse caso, ela geralmente desaparece depois de um ou dois dias, mas, caso persista, é bom consultar um veterinário.

O que fazer quando meu cachorro tem febre?

Como você pôde ver acima, a febre canina pode ser causada por uma érie de motivos, alguns deles realmente graves. Por isso, o conselho básico para essa situação é o mesmo que se pode dar sempre sempre que um tutor percebe que há algo de errado com a saúde do seu pet: procure um veterinário. Esse profissional é o mais indicado para identificar com precisão que se trata de uma febre e qual a causa por trás dela.

Embora a febre em si não costume ser motivo para pânico (lembre-se de que ela é parte do mecanismo de defesa do organismo), é interessante procurar diminuí-la, especialmente se ela estiver em níveis muito altos. Isso pode ser feito expondo as patas e as orelhas do seu cachorro a água fria, através de panos molhados, por exemplo. Outra medida que pode ajudar a diminuir a febre é fazer o seu cachorro beber bastante água.