Border Collie filhote: cuidados e curiosidades que você precisa saber

Para que seu border collie filhote cresça saudável e feliz, veja esses fatos importantes que separamos sobre a raça
filhotes border collie

Os cães precisam de alguns cuidados básicos comuns a todas as raças, principalmente quando ainda são filhotes. Porém, alguns demandam mais cuidados que outros. No caso do border collie, precisamos levar em consideração as características mais específicas da raça, e neste artigo vamos te ajudar com tudo que você precisa saber.

O border collie é um cão leal que cria um vínculo emocional muito forte com seu dono. São cães carinhosos e inteligentes que têm grande satisfação em agradar seus donos, logo, são fáceis de serem adestrados. Além disso, esse pet é um cão muito atencioso e obediente, mas também é muito enérgico que requer um alto nível de atividade física em comparação com outras raças. O dono do border collie deve ser uma pessoa ativa e com tempo suficiente para lhe oferecer as doses de exercício diário que ele precisa.

Mas para ter um border collie saudável, é muito importante tomar alguns cuidados importantes quando ele ainda é um filhote. Por isso, nesse artigo, nós separamos todos os cuidados necessários para que os filhotes dessa raça cresçam fortes e felizes! Acompanhe até o final.

Fatos, curiosidades e cuidados com o border collie filhote

Treine-o desde cedo

Comece a treinar seu border collie desde o início e seja consistente. Sua inteligência e habilidade de raciocinar torna esta raça inteligente fácil de treinar. Apresente seus comandos com precisão e tente impor respeito e limite. De acordo com o site Border Collie Rescue, os comandos devem usar o mesmo tom de voz e envolver os mesmos sinais físicos todas as vezes. Use reforço positivo em seu treinamento e evite formas negativas fortes de correção.

Corrija os comportamentos negativos do seu border collie toda vez que eles ocorrerem, mas recompense os positivos apenas de forma intermitente depois que seu cão se familiarizar com suas expectativas. Tente corrigir logo cedo os comportamentos de pastoreio inadequados que a raça possui, como perseguir carros. Além disso, é importante treiná-lo para que ele não puxe a coleira, essa raça não é muito fã do acessório.

Temperamento

Para ter uma boa relação com esse cãozinho, é importante entender o temperamento da raça. Border collies podem se tornar agressivos devido ao medo, intrusão em seu espaço pessoal ou por meio de comportamento aprendido. Também podem desenvolver uma aversão por contenção e contato prolongado, então até mesmo a escovação da pelagem será difícil, a menos que você condicione seu cão a aceitar tal tratamento desde pequeno. Por isso é tão importante o treinamento.

Medo de barulho

Aborde qualquer sensibilidade ao ruído assim que ela surgir. O medo de ruídos é comum em border collies e pode evoluir para reações de medo intensas, levando a comportamentos negativos. Por isso, os cães dessa raça podem se assustar facilmente, latir, ficar ansiosos ou agressivos. Trate as reações de medo moderadas usando brincadeiras ou guloseimas, treinando seu cão para associar o ruído ao prazer. Cães com reações de medo intensas podem precisar da intervenção de um treinador de cães profissional ou especialista em comportamento animal.

Ele precisa de um espaço só dele

Forneça ao seu border collie um espaço seguro próprio, com tudo que ele gosta, como brinquedos, sua caminha e até mesmo alguns petiscos. Isso permite ao seu animal de estimação um lugar para descansar ou escapar do estresse, além de oferecer uma maneira de controlá-lo e confiná-lo com segurança quando necessário.

Ele precisa desse espaço logo quando ainda é pequeno, pois precisa entender que tem algo que é só dele. Os border collies precisam de um tempo de silêncio, principalmente após as sessões de treinamento. Ofereça brinquedos para roer para reduzir o estresse e promover a saúde dos dentes do pet.

Alimentação do filhote

O border collie é um animal que desde cedo gasta um grande nível de energia, logo, é muito importante que você forneça a ele uma alimentação adequada desde cedo. Após a fase do desmame, o tutor pode entrar com uma ração premium ou com a alimentação natural. Essa raça se dá muito bem com a dieta baseada em proteínas, frutas e legumes. Mas deve ser feita com a ajuda de um médico veterinário.

Exercício

Exercite seu border collie por pelo menos duas horas por dia quando adulto e uma hora quando filhote. Envolva seu cão em uma atividade que estimule a mente e também o corpo, como um jogo de agilidade. O exercício interativo melhora a saúde geral do seu cão e reduz o estresse, nervosismo e comportamentos negativos, como fazer barulho. Evite corridas longas como exercício, embora esta raça mostre resistência.

O border collie é para mim?

Se você é um tutor ativo e que sempre vai manter o seu border collie brincando e praticando atividades físicas, sim, esse cãozinho é para você. Além disso, é importante que você seja um tutor firme e experiente para poder criá-lo e educá-lo da maneira correta desde cedo. É importante também que você procure um canil sério e responsável para adquirir o seu border collie.

Comentários