Filhote de cachorro: o que fazer para seu pet dormir a noite toda

Seu filhote de cachorro está chorando durante a noite? Entenda o que pode ser, quando se preocupar e dicas para ele dormir a noite toda
Filhote de Husky dormindo

Quando um filhotinho chega em casa pela primeira vez é um misto de alegria e novas descobertas. Afinal, um cachorro ainda filhote requer cuidado e uma atenção especial. Além disso, muitos tutores não entendem porque os filhotes têm o costume de chorar com frequência, principalmente no período da noite.

Além do choro, eles costumam não dormir durante a noite e preferem tirar os cochilos durante o dia. Com isso, descansar e conseguir dormir parece ser uma missão complicada com um filhote em casa.

O choro pode ser causado por vários motivos, principalmente porque o cãozinho está longe da mãe e dos filhotes. Logo, ele sente falta da presença e até mesmo conforto durante o sono que tinha com a mãe. 

Porém não é apenas pela saudade que eles costumam chorar e não dormir. É importante lembrar que o animal está lidando com um ambiente totalmente novo, com cheiros e pessoas diferentes do que ele está acostumado.

Por isso, é muito importante que você pense nisso, para que ofereça o máximo de conforto possível. Além disso, o cãozinho precisa de tempo para se adaptar ao novo lar.

Neste artigo nós vamos te explicar mais alguns outros motivos que levam os cãezinhos a chorarem com frequência. Ao longo do texto, também te contaremos o que fazer e algumas dicas para que o pet possa dormir a noite toda. Acompanhe até o final! 

Filhote de cachorro: motivos do choro 

Os cãezinhos são como bebês, logo, eles têm um nível de dependência e fragilidade muito grande. Agora, imagine separar um bebê da mãe ainda nos primeiros dias de vida, ele vai sofrer com a separação, com os cães acontece exatamente a mesma coisa.

Quando o cachorro nasce, ele logo se acostuma apenas com a rotina com a mãe e os irmãos. Apenas aquele cheiro, carinho e ambiente é comum para ele. A separação acaba causando uma pequena confusão na cabeça do filhote.

Ao chegar no novo lar com o tutor, ele precisa se acostumar com novos cheiros, pessoas, ambiente, uma nova alimentação e até mesmo uma nova rotina. O animal vai sentir falta da presença da mãe e dos irmãos, e essa saudade vai se manifestar por meio do choro e dos gemidos.

O cãozinho nessa nova adaptação pode se sentir assustado, ansioso e até mesmo com medo e desamparado. Você precisa compreender esses sentimentos e ter paciência com o animal.

Além do trauma da separação, o animal pode sentir durante a noite o frio e a fome e até mesmo ter alguns tremores enquanto dorme, mas que nem sempre são prejudiciais.

Além disso, ele vai ter uma grande energia acumulada e uma necessidade muito grande de receber carinhos e lambidas, como acontecia com a mãe e os irmãos no ninho. Por isso, ele vai ficar horas acordado durante a noite procurando todas as sensações que tinha na antiga casa, logo, vem o choro.

É importante salientar que pode levar pelo menos 30 dias para que esses sintomas e sentimentos desapareçam. Caso esse período passe e o animal continue chorando e grunhindo durante a noite, você deve levá-lo ao médico veterinário, pois talvez o choro esteja sendo motivado por alguma dor ou doença.

Filhote de cachorro: o que fazer para o animal dormir a noite toda 

Mantenha o animal aquecido durante a noite: 

O cãozinho quando está no ninho junto com sua mãe e os filhotes está sempre bem aquecido e confortável. Por essa razão, o frio é um dos principais motivos que levam os cãezinhos a chorarem durante a noite, pois ele acaba sentindo falta do calor do corpo da mãe. Diante disso, é muito importante que você garanta para o pet o máximo de conforto possível para que ele fique quentinho durante toda a noite, como uma caminha adequada. 

Você pode colocar na caminha dele um cobertor e colocá-lo no meio para mantê-lo aquecido. Além das cobertas, você pode acrescentar uma almofada e alguns bichinhos de pelúcia para ele ter a sensação de estar acompanhado. Além disso, é importante que a cobertor tenha o cheiro do tutor para que ele se adapte aos poucos.

Coloque músicas para ajudar a acalmá-lo 

A música pode ser uma excelente aliada para ajudar o seu cãozinho a relaxar e dormir durante toda a noite. Já foi comprovado cientificamente que algumas canções, principalmente as clássicas, ajudam os cachorros em momentos de medo, ansiedade e agitação.

Nos primeiros dias do cãozinho em casa, deixe um som ligado perto dele, como se fosse uma música ambiente. Mas cuidado com o volume, ele precisa ser baixo, lembre-se que a audição dos cães é mais aguçada do que a dos humanos.

No Youtube existem canais e playlists especiais de várias músicas e programações para acalmar os cães em vários estágios da vida, basta pesquisar no youtube “músicas para cães”. Confira abaixo: 

Faça com que o filhote gaste energia durante o dia

Como dito antes, o acúmulo de energia pode fazer com que os cães chorem e não consigam dormir durante a noite. Por isso, é muito importante que você dedique um tempo durante o dia para brincar e passear com o seu novo amigo peludo. Ele ficando cansado, durante a noite vai acabar dormindo e o choro vai parar. Mas respeite o limite do animal e lembre que ele ainda é um filhote.

As brincadeiras e passeios são ainda muito importantes para ajudar você a construir uma relação de amizade com o cãozinho. Dessa maneira, ele vai esquecer aos poucos a saudade da mãe e dos irmãos.

Mas lembre-se que essas dicas não são imediatas, pode levar alguns dias até que elas façam efeito. Além disso, é importante lembrar que muitas vezes o cachorro chora para chamar a sua atenção e você não deve acostumá-lo assim.

Se você seguiu todas as dicas e viu que o animal está confortável, deixe que ele chore por um tempo e entenda que ele precisa se acostumar a dormir sozinho.

Nós sabemos que não é fácil resistir ao chamado do animal, mas isso é importante para que ele não se acostume a chorar todos os dias. Assim ele assimila aos poucos que chorar não vai fazer com que ele tenha tudo o que quer. Boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *