Tudo sobre a raça Akita Inu

Conheça tudo sobre a raça Akita como suas características físicas, personalidade, temperamento, preço, imagens e muito mais. Confira!
  • Akita Inu
  • Akita branco na floresta
  • Personalidade do Akita Inu
  • Akita paisagem de areia
  • Akita deitado na terra
  • Akita sentado
  • Filhote de Akita Inu branco deitado
  • Akita marrom
  • Akita Inu preto
  • Akita pai adulto com filhote
  • Preço Akita Inu folhas
  • Akita na neve com cachecol
  • Cores de Akita Inu, preto, marrom e branco

O Akita Inu é um cão de grande porte, forte e robusto, que pertence à família dos Spitz e compartilha a linhagem dos cães nórdicos. Está entre as raças mais antigas do mundo, embora tenha sido reconhecido oficialmente pelo ACK apenas na década de 70. No Japão, seu país de origem, esta raça é tão querida e representativa que ganhou um monumento nacional.

São donos de um temperamento forte e equilibrado, destacando-se por uma serenidade constante. Porém, como são cães dominantes, precisam receber uma boa educação e ser socializados desde filhotes para conviver pacificamente com outros pets. Se você está pensando em adotar um Akita como seu novo melhor amigo, nós te contamos as características e os cuidados mais importantes desta raça fascinante.

Índice – você encontrará as seguintes informações nesse artigo:

  1. Ficha técnica do Akita Inu
  2. Características da raça
  3. Características físicas
  4. Personalidade do Akita Inu
  5. Cuidados básicos
  6. Cuidados com a saúde do Akita Inu
  7. Preço Akita Inu
  8. Perguntas e respostas sobre a raça
  9. Origem e História

Ficha técnica da raça Akita Inu:

Adaptação
Bom para apartamento
Gosta de ficar sozinho
Gosta de outros cachorros
Gosta de gatos
Gosta de estar com a família
Higiene e saúde
Cuidados com a higiene
Riscos com a saúde
Solta pelos
Tamanho
Treinamento
Fácil de adestrar
Necessidade de exercícios físicos
Late muito
Gosta de brincadeiras
Características da raça:

Grupo: Grupo dos Trabalhadores
Altura média: 58 a 66 cm para fêmeas e 63 a 72 cm para machos
Peso: 29 a 49 kg para fêmeas e 38 a 58 kg para machos
Personalidade: Leal, Forte, Independente, Protetor
Expectativa de vida: 10 a 14 anos

Características físicas do Akita

O Akita Inu é um cão de grande porte com corpo forte, musculatura bem desenvolvida e potente mandíbula. Sua cabeça é grande e peluda, de aspecto rústico, combinada a um focinho forte e bem pronunciado, com base larga e não pontiaguda. O nariz dos Akitas é preto, porém os exemplares brancos (ou albinos) sofrem despigmentação com certa frequência, tendo uma cor rosada. Já as orelhas são pequenas e triangulares, geralmente orientadas para frente.

Seu corpo está coberto por uma abundante pelagem, composta por dupla camada de pelos. Os pelos externos são duros e lisos, enquanto os internos são densos e mostram uma textura mais suave. Na pelagem do Akita Inu são aceitas as seguintes cores: branco, dourado, tigrado e sésamo.

A seguir, resumimos as principais características físicas desta raça:

  • Altura: entre 58 cm e 66 cm para fêmeas; entre 63 cm e 71 cm para machos.
  • Peso corporal: 29 kg a 58 kg.
  • Contextura física: corpo robusto e musculoso, com extremidades fortes e proporcionadas, coberto por abundante pelagem.
  • Pelagem: pelagem abundante, composta por dupla camada de pelos, ideal para climas frios ou temperados.
  • Cores de pelagem: branco, dourado, sésamo e tigrado.
  • Cabeça: rústica, orelhas pequenas e triangulares, geralmente orientadas para frente; focinho largo e pronunciado em relação à linha do crânio.
  • Olhos: pequenos, escuros e ligeiramente separados entre si.
  • Focinho: de tamanho médio e geralmente preto, podendo sofrer despigmentação nos Akitas brancos.
  • Rabo: de inserção alta, coberta por abundante pelagem, e dobrada sobre o dorso do cão. Os pelos do rabo dos Akita Inu são mais longos que os do resto do corpo.

Personalidade e temperamento do Akita Inu

Como bom exemplar da família Spitz, o Akita Inu revela um caráter forte, valente e reservado. Geralmente, se mostram serenos e adotam uma postura equilibrada mesmo sem situações de maior stress. Porém, foi a lealdade extrema destes cães a seus donos que conquistou a admiração dos japoneses, que adotaram o Akita Inu como tesouro nacional.

Apesar de sua devoção incondicional a seus familiares, devemos recordar que o Akita Inu é um cão dominante e territorial. Por isso, precisam ser socializados corretamente para não se mostrar agressivo em relação a outros cães e gatos. E não se assuste se seu peludo adotar uma postura desconfiada se algum desconhecido entrar em sua casa. É um comportamento instintivo comum aos cães de guarda, que devem estar sempre alertas para estímulos estranhos e preparados para defender seu território e seus familiares.

Também é fundamental não associar a lealdade e serenidade do Akita com a facilidade de educá-los. Costuma-se dizer que o Akita não é um cão “para qualquer um”, justamente porque requer tempo, dedicação e paciência de seus proprietários na hora de aprender novas negras ou tarefas. Este cão é obstinado e independente, podendo rejeitar autoridade e mostrar-se muito cabeça dura quando não é corretamente adestrado.

Cuidados de um Akita Inu

O Akita Inu é um cão higiênico e costuma requerer cuidados simples para se manter belo e limpo. As escovações diárias são fundamentais para eliminar o pelo morto e evitar o acúmulo de impurezas em sua abundante pelagem. Já os banhos devem ser dados a cada 2 meses para preservar a oleosidade natural que reveste e protege o corpo desses cães.

Seu Akita necessitará de especial atenção a seu adestramento desde filhote. Por ser um cão independente e de caráter obstinado, o Akita pode rejeitar autoridade facilmente quando não reconhece em seu tutor a figura de um líder. Estes cachorros precisam ser educados positivamente por uma pessoa comprometida e experiente, que conte com paciência e habilidade para ensiná-los a respeitar as normas da casa. Caso contrário, seu Akita se considerará o alfa e tentará impor sua própria vontade na rotina do seu lar.

Como são ativos e inteligentes, precisam ser estimulados fisicamente e mentalmente para se manter sãos e evitar problemas de comportamento. Quando submetidos ao sedentarismo, podem se mostrar inquietos e até mesmo agressivos pela acumulação excessiva de tensão. E não esqueça que seu Akita deve ser devidamente socializado, pois se trata de um cão dominante e territorial. É fundamental que seu cão se inicie no processo de socialização antes de seus primeiros 5 meses de vida, para aprender a se relacionar pacificamente com pessoas, cães, gatos, e até com seus próprio brinquedos.

E devemos recordar que o Akita Inu, assim como todos os cães, necessita manter uma alimentação equilibrada durante toda sua vida para permanecer forte, saudável e feliz. Escolha sempre uma ração de ótima qualidade como base da dieta de seu peludo, e lembre-se de respeitar as proporções e quantidades nutricionais adequadas a sua idade, seu peso e porte físico. Além disso, você pode consultar seu veterinário sobre suplementos naturais ou vitaminas que ajudem a fortalecer as articulações de seu Akita.

Saúde do Akita Inu

O Akita Inu é uma prova viva de sobrevivência a todo tipo de adversidade climática, escassez ou dificuldade temporal. São cães fortes e resistentes, que raramente adoecem quando recebem os devidos cuidados e uma adequada medicina preventiva. Sua expectativa de vida fica entre 10 e 14 anos, podendo se estender de acordo com o estilo de vida de cada cão.

Entre as doenças mais frequentes nesta raça, podemos mencionar:

  • Displasia de quadril
  • Displasia de cotovelo
  • Atrofia progressiva de retina
  • Adenite sebácea
  • Torção gástrica
  • Luxação de patela
  • Deficiência no sistema imunológico.

Devemos recordar que o Akita Inu, assim como qualquer animal, precisa e merece receber uma adequada medicina preventiva para preservar sua saúde. Para cuidar bem de seu animal, lembre-se das visitas periódicas ao veterinário a cada 6 meses, de seu calendário de vacinação  e dos tratamentos antiparasitários internos (vermífugos) e externos (pipetas, comprimidos mastigáveis, etc.).

Quanto custa um Akita Inu?

Se você está pensando em adotar um belo filhote Akita Inu, deve saber que seu investimento dependerá fundamentalmente da linhagem de seu pequeno peludo, bem como do seu canil de origem. Um herdeiro direto de 2 campeões premiados terá um valor bem elevado, pois sua genética é considerada privilegiada. Para te oferecer uma estimativa, um filhote de Akita Inu pode custar de R$ 2.000 até R$ 6.500.

Lembre-se que não é recomendável comprar filhotes diretamente com particulares, em pet shops ou pela internet. E uma última dica: você sabia que existem inúmeros cães lindíssimos, de todos os tamanhos e aspectos, esperando por uma 2ª oportunidade de receber o carinho de uma família? Adotar é um ato de amor e todo cão, seja mestiço ou de raça definida, pode aprender e brindar afeto incondicional a seus familiares.

Perguntas e respostas sobre o Akita

  1. O Akita é um bom cão para crianças?

    A resposta dependerá muito da educação que você der a seu cão. Naturalmente, o Akita desenvolverá um sentido de proteção em relação às crianças. Você poderá ter a certeza que seu peludo estará sempre pronto para defender seus pequenos de qualquer ameaça. E como seu caráter é equilibrado e sereno, se mostram pacientes frente às travessuras e à energia inesgotável das crianças.

    Porém, estes cães são dominantes e desafiarão qualquer pessoa para ganhar a hierarquia de seu território. Por isso, precisam de um tutor dedicado e experiente, que conte com as condições e com o tempo para lhes oferecer uma correta educação. Caso contrário, seu Akita se transformará no alfa da casa e marcará suas próprias leis, tornando-se um perigo em potencial para as crianças e também para seus próprios familiares.

  2. Posso ter um Akita em um apartamento?

    Isso também dependerá da rotina que você proporcionar a seu cachorro. Naturalmente, são cães de caráter equilibrado que se adaptam muito bem a uma enorme variedade de ambientes. Dificilmente seu Akita desenvolverá hábitos destrutivos ou sofrerá de ansiedade quando você precisar se ausentar durante o dia.

    Porém, são donos de uma elevada energia e precisam realizar uma dose média/alta de exercícios diários para manter uma boa saúde. Ao criar um Akita Inu em um espaço mais reduzido, como um apartamento, você deverá se comprometer a passeá-lo, pelo menos, 2 vezes por dia, entre 30 e 40 minutos.

  3. Um Akita pode conviver com outros cães ou gatos?

    O Akita Inu é um cão dominante, com um importante sentido territorial. Não é exatamente a melhor raça para compartilhar seu lar com outros animais. Porém, seu animal pode aprender a conviver pacificamente com outros cães ou gatos, sempre que for socializado corretamente durante sua infância, entre seus 3 e 6 meses de vida.

Origens e história do Akita Inu

Esta raça leva o nome de sua cidade de origem: Akita, que se localiza no Norte do Japão. Seus antepassados, chamados de Akita Matagi, eram cães mais robustos e compactos, que foram utilizados para caçar grandes animais, como ursos.

No início do século XVII, o Akita Inu começou a ser utilizado também como cão de luta. Com o objetivo de aumentar sua força e resistência física, ao Akitas Matagi foram cruzados com diversos exemplares de mastiffs, tosas e pastores alemães. Felizmente, no século XX, as autoridades japonesas proibiram a utilização de qualquer cão em lutas, o que também incluía os cães mestiços. A partir disso, a população japonesa resolveu recuperar as características originais do Akita Matagi, porém jamais conseguiram voltar a seu tamanho original. Por isso, o Akita Inu que conhecemos hoje recuperou seus traços da família Spitz, mas é consideravelmente maior que seus antepassados.

Os exemplares de Akita cruzados com Pastor Alemão e Mastiff conquistaram grande popularidade nos Estados Unidos. Foram utilizados para repovoar a população de Akitas na América do Norte, depois da alta mortalidade durante a Segunda Guerra Mundial. Isso deu origem à famosa variação do Akita Inu conhecido como Akita Americano.

Provavelmente, você conhece a comovedora história de lealdade e amor incondicional protagonizada pelo cão Akita chamado Hachiko. Este peludo acompanhava diariamente seu tutor até a estação de trem de Tóquio, e regressava para esperá-lo ao fim da tarde. Depois da trágica morte de seu tutor, Hachiko continuou regressando diariamente a esta estação durante 10 anos. No Japão, sua lealdade lhe rendeu um monumento nacional, que foi inaugurado na década de 30. E sua odisseia conquistou admiradores em todo o mundo depois da estréia, no ano de 2009, do filme “Sempre ao seu lado: Hachiko” que trazia Richard Gere como o tutor deste amável cachorro.