5 dicas para seu cachorro frequentar ambientes Pet Friendly

Separamos 5 dicas para você treinar o seu cachorro a ter bons comportamentos para frequentar ambientes Pet Friendly. Confira!
Boston Terrier com coleira vermelha

Uma pesquisa realizada com 700 pessoas em todo o Brasil pela empresa brasileira, DogHero, mostrou que 94% dos entrevistados gostariam de poder levar o seu cachorro para diversos locais, inclusive ao local de trabalho.

O estudo apontou ainda que até mesmo aqueles que não possuem um cachorro, gostariam de ter a presença do animal por perto, para ter um clima mais leve e amistoso.

E não é novidade que a presença dos animais podem trazer diversos benefícios para a saúde. Por isso, muitas locais, como os shoppings e empresas, têm permitido a presença de animais, para contribuir com a saúde dos funcionários e pessoas, tornando o local mais leve e agradável. Alguns especialistas em comportamento animal afirmam que os cachorros podem promover ainda, uma interação maior entre as pessoas.

Os tutores que trabalham em locais pet friendly podem aproveitar a oportunidade para fazerem os seus dias mais alegres com a presença do animal.

No entanto, levar o cachorro para explorar novos ambiente com você nem sempre é uma tarefa fácil e simples. O cachorro precisa estar treinado, deve ser acostumado a conviver com grandes grupos e o mais importante: ele também precisa se sentir bem no novo ambiente.

Por isso, neste artigo separamos algumas dicas de cuidado e também treinamento para aqueles que desejam ter a companhia do cachorro em vários locais.

As dicas ajudarão o seu pet a se adaptar em vários lugares onde você queira leva-lo, como shoppings, parques, local de trabalho e outros ambientes pet friendly.

Durante o período de isolamento social causado pelo coronavírus, você pode aproveitar para colocar todas as dicas em práticas e preparar o seu pet em casa, logo, quando a pandemia passar, seu cãozinho estará preparado para trabalhar e se aventurar com você. Boa leitura!

Como treinar o seu cão para frequentar ambientes pet frienldy:

1 –  Conheça bem o seu cachorro

Antes de levar o animal para novos ambientes, o tutor deve estar ciente do comportamento do cachorro e como ele vai reagir em um ambiente diferente.

Alguns cães são dóceis e lidam bem com a presença de estranhos, outros podem ficar tímidos e irritados. Além disso, é necessário conhecer as regras estabelecidas pelo local pet friendly. 

Por isso, antes de sair com o seu cachorro, certifique-se que ele vá se sentir bem com você naquele local. Por isso, é importante que o cãozinho seja treinado para fazer as necessidades no lugar certo e também no horário correto.

Dessa forma, evitará que ele faça xixi ou cocô dentro do local onde tem outras pessoas. Tenha sempre com você uma sacolinha ou algum outro produto para limpar as necessidades do pet.

2 – Entenda que algumas pessoas não gostam de animais

Para frequentar um local diferente, a preparação não deve ser somente do pet, mas também do tutor. Não é porque o ambiente abriu um espaço pet friendly que o animal poderá fazer o que quer a todo momento. Por isso, se isso acontecer, ele não terá um bom convívio com as pessoas que trabalham ou estão no mesmo ambiente. E isso pode causar desconforto para ambas as partes. Tenha sempre em mente que existem pessoas que não se sentem confortáveis perto de animais.

Por isso, você precisa levar em consideração que o local pet friendly também é frequentado por outras pessoas que podem não gostar do pet e não estarem acostumados com a presença de um animal. Logo, certifique-se que o seu cãozinho vá se comportar e interagir da melhor maneira com as outras pessoas.

Caso ele tente ficar próximo de alguém que não se sinta bem com a presença dele, afaste-o imediatamente, pois isso vai garantir o bem-estar de todos.

3 –  Tenha cuidado com a higiene do seu cachorro

É importante que o tutor leve alguns itens necessários para a higiene do animal, como os tapetes higiênicos e as sacolas plásticas. Além disso, se o cão solta muito pelo, é bom ficar de olho para que os cômodos da empresa, por exemplo, não fiquem cobertos de pelos, e reclamações sejam feitas. Já em locais limpos com frequência, como os shoppings, a preocupação com os pelos não deve ser tanta.

Outro ponto que pode e deve ser levantado em consideração são os comedouros e bebedouros. É sempre que você leve os do próprio cão, caso o ambiente não ofereça recipientes descartáveis e higienizados. Levar a própria vasilha do cãozinho garante a segurança dele e ajuda ele a se familiarizar com o lugar.

4 – Treine o seu cachorro com antecedência

O treinamento do cãozinho nem sempre é uma tarefa simples e rápida, logo, deve ser feita com antecedência e muita calma. Além disso, o adestramento muitas vezes é essencial para ajudar o pet a ficar em espaços com pessoas estranhas, pois o animal precisa ter autocontrole.

Golden Retriever em apartamento com mulher

É muito importante treinar comandos com o pet e você pode começar com exercícios simples em casa, como fazer o cachorro sentar e permanecer. Além disso, você pode também habituar o cachorro a estar na coleira por períodos mais longos e permanecendo sempre ao seu lado. Esse exercício vai ajudar o animal a se sentir confortável ao seu lado durante os passeios, evitando latidos.

5 – Distraia o seu cachorro no novo ambiente

Outra dica interessante é levar alguns brinquedos que o cão possa usar para se distrair. Brinquedos educativos, ou que possam ter comida dentro, são uma boa escolha. Assim, o pet vai estar mordendo e roendo o brinquedo, ficando menos ansioso com as coisas que estão ao seu redor. Ambientes como o shopping, tem muitos barulhos, distrações e cheiros diferentes, o que pode deixar o animal irritado.

Enquanto o cachorro estiver distraído com esses brinquedos, ele não vai latir e nem vai ficar tentando chamar a atenção do seu tutor ou de outros que estão em volta. E isso vai evitar que ele cause incômodo com as outras pessoas que também estão presentes.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *