Dipirona para cachorro: tire suas dúvidas se pode dar ou não

A dipirona pode ser oferecida aos cães, desde que o tutor tenha orientações médicas. Veja os pontos que é preciso considerar
lulu da pomerania e remedios

Há um certo número de tutores que decidem medicar os cães, por conta própria, com remédio para humanos! Basta o animal dar algum sinal de dor, febre ou desconforto que ele logo é medicado. E um dos remédios que os tutores mais costumam dar para os cães é a dipirona, mas será que os peludos realmente podem ingerir esse medicamento?

Em alguns casos, os veterinários receitam remédios de humanos para os pets, mas é necessário uma orientação prévia do profissional. E se você ficou curioso para saber se os cães podem tomar dipirona, acompanhe o artigo até o final!

Pode dar dipirona para cachorro?

Sim, com orientação médica e dosagem correta, o cachorro pode tomar a dipirona para aliviar a dor e a febre. No entanto, esse medicamento serve apenas para aliviar os sintomas, ou seja, a dipirona não consegue tratar o que está causando o quadro.

Por isso, é importante fazer uma consulta prévia com o médico veterinário para entender o quadro geral do cachorro. Mas, quanto de dipirona posso dar para o meu cachorro? Essa pergunta apenas o veterinário poderá responder, pois tudo vai depender do porte, peso e tamanho do animal.

Entre os problemas provocados pela super dosagem, com risco de intoxicação, estão: salivação excessiva, vômitos, piora da febre, gastrite e úlceras gástricas. A alergia a um dos componentes da fórmula e as interações medicamentosas são outros riscos associados ao uso da dipirona 500mg para cachorro. Portanto, apenas um exame clínico poderá comprovar se é realmente seguro medicá-lo.

Outro ponto de atenção é que existe a dipirona em gotas e também em comprimido, logo, apenas o profissional poderá indicar qual será a melhor opção para o seu cãozinho. A automedicação é um caminho arriscado e perigoso, sempre busque fazer o melhor para o seu amigo de quatro patas. Boa sorte!

Comentários