Cachorro pode comer melancia? Veja os prós e contras

Cachorro pode comer melancia? Veja os prós e contras

Cachorros podem comer melancia? A resposta para essa pergunta é sim, mas alguns cuidados devem ser tomados ao dar melancia para o seu cachorro. Confira!
Cachorro Husky Siberiano comendo melancia

Melancias são refrescantes e saborosas. Naqueles dias mais quentes, elas são ótimas opções para hidratar o seu companheiro e, ao mesmo tempo, satisfazer o seu paladar.

Ainda que as melancias possam ser consumidas por cães, é necessário tomar cuidados antes disso acontecer. Não é nada muito complicado, já que a fruta é geralmente segura para nossos queridos pets. Neste artigo, você poderá entender quais os benefícios da melancia para os cães e quais os cuidados que devemos tomar ao oferecer essa fruta para eles.

Benefícios da melancia para os cães

É um fato bem conhecido que melancias são ricas em água. De fato, cerca de 92% da composição dessa fruta é pura água. Consumindo melancia, estamos fornecendo água para o nosso organismo, algo que é especialmente útil nos dias quentes e secos. Fornecer a melancia aos cães pode trazer-lhes o mesmo benefício.

Além do grande teor de água, a melancia contém uma boa quantidade de fibras alimentares, que ajudam no funcionamento do intestino dos cães. Um consumo regular de fibras alimentares (sem exageros) pode tornar o trânsito intestinal do seu pet mais adequado.

Outra característica interessante da melancia é o seu baixo nível de açúcar e de caloria. Isso a torna um alimento recomendado para cães que estão enfrentando problemas com peso, especialmente aqueles que têm propensão a desenvolver obesidade. O baixo nível de açúcar também a torna um alimento seguro para cães diabéticos.

Melancias são ricas ainda em vitamina A, que é essencial para a saúde dos olhos. Nos cães, a vitamina A beneficia particularmente a visão noturna. São ricas, também, em vitamina C, que ajuda o sistema imunológico e possui efeito antioxidante.

Os antioxidantes, aliás, estão bem presentes na melancia. Não apenas a vitamina C, mas o licopeno e a cucurbitacina. Além disso, outros dois nutrientes presentes na fruta possuem efeito antioxidante, o que significa que eles ajudam a conter a deterioração das células e, consequentemente, retardar o envelhecimento dos cães.

Por fim, melancias também são ricas em vitamina B (ajuda no sistema nervoso e no sistema cardiovascular), potássio (essencial para a saúde dos músculos) e magnésio (bom para o coração e na prevenção à diabetes).

Cachorro pode comer melancia com semente?

A melancia é, geralmente, um alimento muito seguro para os cães e, como você pôde ver, ela também fornece a eles muitos nutrientes importantes. No entanto, para que o seu amigo de quatro patas possa desfrutar à vontade desses benefícios, procure tomar alguns cuidados.

Dê a melancia sem as sementes e sem casca. O organismo dos cães não digere essas partes facilmente. No caso de ingeri-las, podem ocorrer engasgamento, constipação, diarreia e dores abdominais. E ainda que uma pequena quantidade de sementes ingeridas não seja motivo de preocupação, é bom não abusar da sorte.

Além disso, devido à ação das fibras alimentares da melancia sobre o intestino dos cães, não é bom exagerar na dose da fruta. Procure fornecer a fruta em pequenas porções, de preferência cortada em cubinhos. Lembre-se de que os animais de menor porte, incluindo os filhotes, devem receber porções ainda menores.

E para que o seu cachorro obtenha o melhor da fruta, o ideal é que ela seja natural e bem fresca, com o mínimo de produtos químicos possível.

Por fim, ainda que seja raro, é possível sim que o seu pet tenha alergia a melancia ou outra condição que torne arriscado fornecer a fruta para ele. Nesse caso, infelizmente, ela não deve ser incluída na dieta.

Também é possível, claro, que o seu cão simplesmente não goste de comer melancia. Nesse caso, mesmo que ela seja uma fruta fantástica, é melhor apenas respeitar a vontade dele.