Cachorro pode comer castanha? Tire suas dúvidas e saiba as restrições

As castanhas não são o petisco mais indicada para os cachorros. Veja o motivo e as restrições ao oferecer para o pet
castanhas

As castanhas de caju e do Pará são ótimas alternativas de petiscos… para humanos. Apesar de possuírem nutrientes e de ser impossível resistir aos olhares pidões dos pets, as castanhas não estão entre as opções para cachorros.

O alimento não é exatamente proibido para cães, mas nesse artigo, separamos algumas dicas para que os tutores tirem todas as dúvidas e entendam um pouco mais sobre como as castanhas agem no organismo dos peludos. Confira!

Cachorro pode comer castanha de caju?

A castanha de caju não é exatamente proibida para cachorros, mas deve estar torrada e em pequenas porções. Apesar de possuir nutrientes como ácidos graxos, cálcio, magnésio e fósforo, possui muita gordura e isso pode causar pancreatite. Ou seja, não é aconselhada para cães acima do peso.

A castanha de caju deve ser servida para os cães sem casca e sem sal, além de ser previamente torrada ou assada. Quando crua, a castanha apresenta uma substância chamada urushiol, que é tóxica. Além disso, não deve ser oferecida aos cachorros diabéticos ou idosos, nem aos que sofrem de problemas urinários, devido ao alto nível de potássio.

Cachorro pode comer castanha do Pará?

cachorro com a lingua pra fora

A castanha do Pará é uma das menos recomendadas para cães, devido ao seu alto nível de gordura. Mesmo quando consumida em pequena quantidade, a castanha do Pará pode ocasionar problemas digestivos e até pancreatite – que consiste numa inflamação no pâncreas do animal.

Alergias e reações

A possibilidade do cão ser alérgico nunca deve ser descartada. Se após o cachorro comer castanha de caju ou castanha do Pará apresentar sinais como: inchaço, coceira, urticária, vômitos, diarreia ou dores abdominais, deve ser levado ao veterinário e o alimento deve ser cortado de sua dieta.

Comentários