Cachorro pode comer amendoim? Não cometa erros ao oferecer esse petisco

Desde que oferecido de forma correta, os cachorros podem comer amendoim. Veja a maneira correta e os benefícios do petisco
amendoins

O amendoim é um petisco apreciado pelos humanos e até mesmo pelos cachorros. Como sabemos, é muito comum que cães tenham interesse pela refeição dos donos, sentem um cheiro atrativo e logo se prontificam a degustar. E às vezes é tão difícil dizer não pra eles, né?

Entretanto, antes de compartilhar qualquer comida com seu cachorro, é importante saber quais benefícios ou malefícios isso pode ter. Se você está em dúvida de como oferecer o amendoim para seu cachorro, este artigo irá te ajudar. Confira!

Afinal, cachorro pode comer amendoim?

Sim, cachorro pode comer amendoim! A melhor forma de oferecer é como petisco, devido ao alto nível calórico, ou seja, apenas como uma recompensa por bom trabalho ou comportamento, nunca como uma refeição. Também é importante lembrar que o amendoim deve ser cru, ou cozido sem sal ou açúcar.

Esse petisco é uma ótima opção tanto para filhotes, quanto para cães idosos. Além de ser bom para o coração e prevenir problemas cardiovasculares, o amendoim possui nutrientes que auxiliam o fortalecimento do sistema imunológico deles.

Pode oferecer amendoim com casca para o cão?

É essencial ressaltar que, antes de presentear seu cão com amendoins, a casca deve ser removida, pois é mais difícil de digerir e pode causar desconforto gastrointestinal. E, claro, o amendoim japonês é proibido pra eles, já que os industrializados contêm temperos e conservantes.

Pasta de amendoim para os cães, pode?

amendoins e pasta de amendoim

Além da alternativa convencional, também é viável oferecer pasta de amendoim ao seu cachorro. Então, sim, é permitido, desde que seja caseira e seguindo a mesma regra do amendoim japonês, nada de sal, açúcar ou conservantes. A pasta de amendoim deve estar da forma mais natural possível.

Dessa forma, fica liberado agradar seu cãozinho com uma porção moderada de amendoim. Mas não se esqueça de sempre consultar o veterinário antes de inserir novos alimentos na dieta do pet, afinal, cada cachorro tem necessidades e restrições diferentes.

Comentários