Cachorro pode comer pão? Entenda os perigos de oferecer esse alimento

Por mais que seja delicioso, o pão pode ser extremamente perigoso para os cachorros. Saiba o porquê não oferecer para os pets
pães sortidos

Os cães se interessam com frequência por aquilo que os tutores comem, independente de fazerem bem para a saúde deles ou não, como é o caso dos pães.

Delicioso, macio e combina com tudo, o pão raramente falta na mesa dos brasileiros. Além disso, existem diversas variações como o pão francês, o pão de forma, pão de batata e vários outros! E por mais delicioso que seja, é um dos alimentos mais perigosos para os cães e nós vamos explicar o porquê. Pera entender mais sobre os riscos, acompanhe até o final!

Cachorro pode comer pão?

Os cães não podem comer pão, pois é um alimento extremamente rico em carboidratos, açúcares, calorias e sem nenhum valor nutricional. Quando o cachorro come o pão, o organismo sofre um pico de insulina, favorecendo o aparecimento de diabetes e também obesidade canina.

Logo, em um primeiro momento, dar um pedacinho de pão para o peludo pode parecer algo nada perigoso, no entanto, a longo prazo, o cachorro vai enfrentar diversas consequências.

E os perigos do pão para os cães não param por aí! O alimento é produzido à base de fermento, uma substância que pode causar, entre outros problemas, inchaço no trato intestinal do cão, provocando incômodos, gases e vômitos. Também chamado de dilatação vólvulo gástrica, essa complicação é de caráter emergencial e chega a ser fatal em alguns dos casos.

E ainda tem mais, o pão pode causar envenenamento por álcool, também provocado pelo fermento. A ingestão da massa feita à base de fermento pode produzir álcool no organismo, que é extremamente nocivo para os pets. Os sinais do problema são: vômitos, diarreia, desorientação, tremores, respiração ofegante e perda dos movimentos.

O estômago do pet se enche de gases até se contorcer, gerando dores intensas. Quando o fermento é oferecido em grandes quantidades ou sem ter passado pelo aquecimento adequado, isso tende a ser pior.

E essa regra vale também para outros tipos de alimento que possuem fermento, como bolos, tortas, biscoitos e outros. Logo, lembre-se disso e seja firme quando o seu cachorro pedir pão para você!

Pão de forma e pão francês

Não existe a distinção de mais perigoso e menos perigoso, os cães não podem comer nem pão francês e nem pão de forma. Além do fermento, alguns pães levam outros tipos de substâncias bem perigosas para a saúde deles, como alho, cebola, uvas passas, oleaginosas, gorduras e vários outros tipos de condimentos industrializados. Se o seu intuito é agradar o cachorro, compre um petisco que ele gosta! Assim, você vai alegrá-lo de maneira segura.

Pão com leite

Por mais que oferecer o pão com leite para o cachorro pareça ser uma maneira mais segura, ainda sim é perigosa e não recomendada. O pão vai continuar sendo rico em carboidratos, ter fermento em sua composição e o leite só irá piorar ainda mais a situação dos gases e problemas intestinais, pois cães também não podem ingerir leite. Evite!

Pão com manteiga

O pão com manteiga continua sendo perigoso para os cães. A manteiga é rica em gordura e lactose, o que também vai fazer muito mal para o cachorro. Logo, nada de pão com manteiga! Opte sempre por petiscos e alimentos feitos especialmente para os cães.

Todo cuidado é necessário quando o assunto é a saúde dos pets. Boa sorte!

Comentários