Cachorro entende o que a gente fala? Surpreenda-se com a inteligência canina

Algumas vezes os cães só faltam falar. Mas afinal, eles conseguem entender o que a gente fala? Tire suas dúvidas!
akita com tutora nas folhas

Você já ouviu falar de Rico, o wonder collie? Ele ganhou notoriedade internacional por ser capaz de responder com precisão a 200 palavras, colocando-o em parceria com a maioria das crianças humanas. E embora a maioria dos cães não sejam tão capazes quanto Rico, muitas pessoas confiam nas habilidades de compreensão de seu animal de estimação.

Afinal, muitos desses diálogos envolvem respostas significativas na forma de um latido, choramingo ou abanar o rabo, dependendo do que está sendo dito. Na verdade, muitos donos de animais ficam maravilhados com a complexidade de suas discussões sobre cachorros, deixando-os se perguntando se os cães realmente podem entender o que eles dizem.

Mas afinal, cachorro entende o que a gente fala?

Estudos mostram que o cão, geralmente, pode entender cerca de 165 palavras diferentes, em alguns casos mais se você fizer questão de treiná-las. Então sim, o seu cachorro consegue compreender o que você fala, mas Isso inclui os comandos básicos como “sentar”, “ficar” e “ir”, bem como uma série de outros termos, presumindo que sejam palavras tangíveis e não ideias abstratas.

Os cães podem aprender todos os tipos de palavras, mas aquelas que estão associadas a ações ou objetos concretos são mais fáceis de aprender, especialmente se tiverem algo a ver com comer, brincar ou ir ao parque.

Por exemplo, a maioria dos cães pode aprender que “coleira” é uma coisa pegajosa que eles usam nas caminhadas pela vizinhança, embora provavelmente não tenham ideia de que seu propósito é impedi-los de correr livremente. Por outro lado, a capacidade de um cão de aprender a palavra “coleira” provavelmente é fortalecida por sua associação com passeios.

Postura, contexto e rotinas diárias, assim como palavras, desempenham um papel importante na comunicação canina, de acordo com Jessica Beymer, DVM, do Centro de Emergência Veterinária Contra Costa em Concord, Califórnia. Ela afirma que os cães que vivem com pessoas surdas, por exemplo, podem até ser ensinado a responder aos sinais manuais como uma forma de linguagem. O que prova que os cães são inteligentes e tem um bom grão de compreensão.

Use o tom certo!

O volume e a cadência da sua voz também são importantes para auxiliar o animal a entender o que você está dizendo. O tutor pode dizer “você é um cachorro mau”, mas contanto que o faça com uma voz alegre, em tom de brincadeira e com um sorriso no rosto, é provável que seu animal de estimação leia isso como um elogio e não fique magoado com você, pois os cães também têm sentimentos.

Os animais definitivamente têm uma maneira especial de se comunicarem entre si, que é distinta de sua comunicação conosco, e grande parte dessa comunicação é não-verbal. De acordo com o Dr. Beymer, pistas de feromônios, linguagem corporal, comportamento e situação são mais importantes do que vocalizações nas comunicações entre cães. Por exemplo, um cão pode responder positivamente a brincar de brigar no parque, mas negativamente ao mesmo comportamento se isso acontecer na hora das refeições. Essa é a maneira que eles se comunicam.

Entretanto, para isso ocorrer de forma mais eficiente, é importante começar a ensiná-lo palavras importantes como “fica” e “deita” quando ele ainda é um filhote. Quando o cachorro é novo, ele consegue compreender e gravar palavras com mais facilidade.

Comentários