Linguagem canina: entenda o que seu cachorro quer dizer

Linguagem canina: entenda o que seu cachorro quer dizer

É possível interpretar os gestos e sons que os cachorros produzem. Neste artigo te ajudaremos a entender cada uma dessas expressões
Beagle marrom

Se os cachorros pudessem falar, eles certamente falariam muitas coisas. Mas se você deseja saber o que o seu amigo peludo gostaria de dizer, não tem problema. Os cães já são supercomunicativos, eles apenas utilizam meios de comunicação que são diferentes dos nossos. E é possível interpretar o significados dos gestos e sons que os cachorros produzem.

Ao contrário do que a maioria possa pensar, a linguagem corporal dos cães é muito mais importante que a linguagem verbal. Na verdade, a maioria dos cães costuma produzir sons, como latidos, apenas em algumas ocasiões específicas. Na maior parte do tempo, eles se comunicam com o corpo, seja balançando o rabo, levantando a pata, ficando com o corpo ereto, etc.

Neste artigo, você poderá entender o que cada um desses gestos que os cães fazem podem significar. Além disso, também verá como a compreensão da linguagem canina pode melhorar a relação entre pets e donos.

Por que é importante entender a linguagem canina?

Cães expressam muitos sentimentos através dos gestos e sons que produzem. Entre os principais sentimentos, destacamos:

  • alegria
  • ansiedade
  • fome
  • estresse
  • medo
  • dor física
  • alerta contra alguma ameaça

Para os donos é muito útil saber quais desses sentimentos e sensações o cão está expressando. Identificar que o seu cachorro está latindo porque está sentindo uma dor física, por exemplo, pode ser importante para diagnosticar uma doença e começar o tratamento mais cedo.

De modo semelhante, depois de saber que o seu cachorro encolhe o corpo porque está com medo de determinado objeto, você poderá afastar o objeto e assim terminar com o sofrimento do seu pet.

O fato é que entender a linguagem dos cães torna a relação entre os donos e os seus cães muito mais fácil. Trata-se de uma poderosa ferramenta para aumentar o bem-estar dos nossos pets e de nós mesmos.

Linguagem corporal: rabo, orelhas, língua…

Como já dissemos, os cães se comunicam principalmente com o corpo, através de gestos. Vejamos a seguir as principais emoções que os cachorros transmitem com o seu corpo e quais os gestos que eles usam em cada uma dessas emoções.

Alegria e desejo de brincar

Um cachorro alegre demonstra confiança e agilidade com o seu corpo. Se for uma alegria moderada, ele vai permanecer com o corpo ereto, balançar o rabo na horizontal e abrir a boca, com uma respiração mais ou menos difícil. Conforme o nível da alegria do cachorro, ele poderá balançar mais o rabo e arquejar ainda mais. Pode também ficar em pé sobre as patas traseiras e tocar o dono com as patas da frente.

Um cachorro que está animado e com vontade de brincar muito provavelmente vai abaixar a parte da frente do seu corpo, com as patas da frente encostadas no chão e a parte de trás do corpo levantada. Ele vai se mostrar bem agitado e correrá em volta do dono também.

Relaxamento

Um cachorro que está relaxado não demonstra muitas emoções com seu corpo. Ele se mantém em pé ou deitado, com o corpo relaxado, as orelhas em pé, o rabo parado numa posição mediana ou caído, mas não entre as pernas. Também costuma estar com a boca aberta e a língua para fora, mas sem respirar com dificuldade.

Agressividade

Um cachorro agressivo pode se mostrar ao mesmo tempo com medo ou pode estar confiante. No primeiro caso, o seu corpo vai estar abaixado, com o rabo entre as pernas e o rabo também abaixado. Ele também vai ranger os dentes, mas sem abrir muito a boca, e vai eriçar os pelos das costas.

Um cachorro agressivo que não está com medo mantém o corpo bastante ereto, com o rabo levantado e eriçado e os pelos das costas também eriçados. Os seus dentes estarão bem à mostra e as orelhas voltadas para frente. O cachorro, nessa situação, se mostrará bastante ameaçador.

Medo

Um cachorro com medo pode se comportar de diferentes formas. Ele pode se mostrar agressivo e apresentar os comportamentos que descrevemos acima, ou, mais comumente, pode demonstrar submissão.

Um cachorro com medo que não deseja enfrentar aquilo que o amedronta e tenta demonstrar que ele próprio não oferece risco, encolhendo o corpo e tentando parecer menor.

Se o seu cachorro não estiver com muito medo, ele muito provavelmente vai encolher o corpo, mas permanecerá em pé. As orelhas ficarão caídas e o rabo encolhido entre as pernas. Ele também pode levantar a pata e tentar interagir com a pessoa ou com o outro animal que o esteja assustando, e também é provável que tente lambê-lo.

Porém, se o cachorro estiver com muito medo, ele deitará no chão e deixará a barriga exposta, com as patas da frente dobradas e o rabo dobrado sobre a barriga. Nessa situação, o cachorro procura demonstrar que está totalmente submisso e não oferece nenhum risco. Também é comum que um cachorro com muito medo urine.

Alerta

Um cachorro alerta permanecerá de pé, com a cabeça bem ereta e as orelhas para frente. A sua boca ficará fechada e os olhos bem abertos, voltados para aquilo que chama sua atenção. O rabo do cachorro ficará numa posição mais alta, mas não muito levantados, e ele poderá balançá-lo de um lado para o outro lado.

Estresse

Um cachorro estressado faz gestos parecidos com os de um cachorro com medo. Ele encolhe o seu corpo e coloca o rabo entre as pernas, mas também costuma arquejar. As orelhas permanecem abaixadas e as pupilas dilatadas.

Linguagem vocal: latidos, uivos, gemidos…

Cachorro uivando

A linguagem vocal é menos usada pelos cães, mas ela também pode transmitir uma série de sensações. Ela não se resume apenas aos latido e pode se manifestar através dos sons que descrevemos abaixo.

Latir

O latido é o som que os cachorros mais produzem. Ele é útil em diferentes situações e pode ser interpretado de diferentes maneiras. Normalmente, será preciso observar os gestos que o cachorro faz enquanto late.

Se o cachorro late ao ver alguém se aproximando da casa, ao mesmo tempo que apresenta os gestos de agressividade, esse latido, naturalmente, deve ser interpretado como um latido de alerta contra uma ameaça. Por outro lado, se o cachorro late quando uma pessoa muito querida chega em casa, trata-se de expressar alegria.

Latidos mais graves costumam indicar sentimentos ruins, como medo e agressividade. Latidos mais agudos costumam indicar alegria, mas se for muito agudo também pode indicar medo.

Uivar

O uivo é um modo bem antigo de os cães se comunicarem. Nem todos os cães uivam hoje em dias e raças mais parecidas com lobos, como o Husky Siberiano, costumam uivar mais.

O uivo é usado normalmente para comunicação entre cães. Eles uivam, basicamente, para se sentirem conectados. Porém, cães podem uivar para se comunicar com seus donos, especialmente quando se sentem solitários e apresentam ansiedade de separação.

Chorar

O choro em cães também pode ter vários significados, e eles normalmente não são positivos. Cachorros podem chorar quando querem muito alguma coisa, como um pedaço da comida que você está comendo ou sair para passear. O choro também é comum em filhotes que foram separados de suas mães e em cães com ansiedade de separação.

Outro motivo comum para cães chorarem é uma dor ou desconforto físico. Portanto, fique atento se o seu cão começar a chorar sem uma razão aparente. Pode significar que ele está doente ou ferido.

Rosnar

Rosnar é um claro sinal de agressividade, mas também pode variar um pouco no significado. Quando o cachorro rosna bem curto e se mostra alerta, significa que ele identificou algo estranho ou ameaçador por perto.

Se ele rosna enquanto vocês estão brincando, o mais provável é que ele esteja se entusiasmando na brincadeira, e não que ele deseja te ferir realmente. Porém, se o rosnado for alto e contínuo e o cachorro expor bem os dentes, significa que ele está realmente agressivo e quem está por perto deve tomar cuidado.

Suspirar

Por último, temos o suspiro, um som ao qual não costumamos prestar muita atenção. Os cães costumam suspirar quando estão muito relaxados, especialmente se estiverem no nosso colo. Porém, também podem suspirar quando se sentem frustrados, e a sua expressão corporal também demonstrará frustração.

Muita coisa para dizer

Cães são seres super comunicativos, embora os meios que eles utilizem para se comunicar sejam bem diferentes daqueles que usamos. Um dos motivos para essa vontade de se comunicar, é a longa convivência que os cães têm tido com os humanos.

Eles aprenderam conosco a diversificar as suas emoções e a usar a sua linguagem para obter o que desejam. Cabe aos donos responsáveis, portanto, procurar entender o que seus pets estão querendo dizer, para que a convivência entre ambos se torne cada vez melhor.