Aromaterapia para cães: veja os benefícios

Com as propriedades dos óleos essenciais, a aromaterapia para cães traz diversos benefícios. Saiba como usar essa técnica milenar no pet
cachorro com óleos essenciais

A aromaterapia é uma técnica natural que utiliza o aroma e as partículas liberadas por diferentes óleos essenciais para estimular diferentes partes do cérebro, ajudando a aliviar os sintomas de ansiedade, insônia, depressão, asma ou resfriado, fortalecendo as defesas do corpo e até mesmo promovendo um enorme bem-estar para quem faz o uso dos óleos.

Os óleos essenciais utilizados na aromaterapia conseguem extrair todos os benefícios da planta utilizada. Logo, existem diversos tipos de óleos e um para cada tipo de sintoma. Existe óleos essenciais de lavanda, laranja, manjericão, copaíba, canela, alecrim e vários outros.

Com tantos benefícios, o uso da aromaterapia tem se tornada cada vez mais popular e, inclusive, óleos essenciais são efetivos até mesmo para os cães e muitos tutores têm utilizado em seus peludos. Os óleos são indicados para todos os cãezinhos, principalmente para aqueles que são ansiosos, agitados, estressados e até mesmo agressivos.

O uso dos óleos essenciais nos pets têm se mostrado tão efetivo, que alguns médicos veterinários têm se especializado em aromaterapia para auxiliar os tutores.

Para você entender melhor sobre o assunto e até mesmo começar a usar os óleos essenciais em casa, neste artigo nós vamos te explicar tudo o que você precisa saber sobre a aromaterapia para cães.

Além disso, nós vamos te mostrar os óleos mais utilizados e mais recomendados para os cães, pois não são todos os óleos que os peludos podem utilizar. Acompanhe até o final!

O que é a aromaterapia?

Aromaterapia é uma técnica muito antiga, tendo aproximadamente 4500 anos de história. O conceito moderno, como as pessoas conhecem hoje, surgiu na Europa no início do século XX. O termo apareceu pela primeira vez em 1937, publicado no livro do químico francês René-Maurice Gattefossé. Entretanto, o uso dos óleos essenciais têm se popularizado mais nos últimos anos com a chegada de várias marcas no Brasil.

Os óleos essenciais utilizados são extraídos de folhas, flores, caules e raízes, sendo depois diluídos em outro óleo ou em álcool. Eles podem ser aplicados diretamente na pele, inalados, diluídos na água do banho ou pulverizados no ar. Há também a possibilidade de usar em conjunto com massagens como método de relaxamento. 

Benefícios da aromaterapia para cães

Como dito anteriormente, a aromaterapia pode ajudar os pets em muitos sentidos, principalmente em questões comportamentais. Cães agressivos, ansiosos, depressivos, agitados e até estressados apresentam uma grande melhora quando fazem o uso dos óleos essenciais, pois eles têm a capacidade de tranquilizar e relaxar o animal. 

Porém, os óleos essenciais não são utilizados apenas para tratar o comportamento dos cães. Esses produtos se mostram também muito eficazes na saúde dos bichinhos. Logo, muitos tutores fazem o uso deles para tratar o cansaço devido a alguma outra doença, dores e tensões musculares, náuseas, insônia e até mesmo problemas respiratórios nos cãezinhos braquicefálicos.

Como utilizar o óleo essencial nos cães?

Os cães têm um olfato extremamente apurado, inclusive, bem mais sensível que o dos humanos. Logo, é necessário conversar com um aromaterapeuta especializado em pets para se informar sobre a quantidade correta para utilizar no animal. Mas uma coisa é certa, os óleos essenciais não devem ser usado nos cães na mesma intensidade e quantidade que é utilizada nos seres humanos.

Com isso, as essências precisam ser mais diluídas, para que o cheiro fique fraco e não prejudique o pet. O uso é seguro e não causa problemas a saúde, desde que seja orientado por um profissional. Além disso, a maioria dos óleos devem ser usados na pele do animal ou com a ajuda de um umidificador de ambiente.

Para que haja efeito no animal, os óleos devem ser aplicados em certas localidades do animal. A aromaterapia jamais deve ser administrada pela via oral ou perto dos olhos, boca ou órgão genital, pois é perigoso. Apesar de todos os benefícios que traz, só deve ser utilizada de maneira correta e com a dosagem recomendada.

Confira algumas maneiras de fazer o uso dos óleos essenciais nos cães: 

Inalação 

A inalação é a forma mais completa de fazer com que o cãozinho obtenha os efeitos e benefícios dos óleos essenciais, pois permite que as moléculas consigam chegar facilmente no sistema límbico do cérebro, criando alterações no funcionamento do corpo.

Mas para fazer com que o pet inale o óleo, você vai precisar da ajuda de um umidificador de ambiente. Dilua na água a quantidade de óleo recomendada pelo profissional e ligue o umidificador. Coloque o cãozinho perto do objeto e deixe ele lá por cerca de 15 a 30 minutos. 

Massagem 

Essa é uma das formas mais utilizadas e mais seguras para aplicar o óleo essencial no cãozinho. Basta você aplicar duas ou três gotas no pescoço e costas do animal e ir massageando com cuidado. Mas lembre-se, o óleo não pode entrar em contato com as orelhas, boca, ouvidos e regiões íntimas do pet, pois pode causar alergias e irritações. Tome cuidado!

Tipos de óleos essenciais para os cães 

  • Agrimônia: reduz as coceiras causadas pelas pulgas;
  • Árvore de Benjoim: tem propriedades relaxantes, sedativas e antidepressivas. Recomendado para cães agressivos, ansiosos e nervosos;
  • Árvore de Neem: ajuda a redução da ansiedade e do estresse;
  • Aspen: recomendado para cães com fobia de tempestade;
  • Camomila: com propriedades calmantes, é perfeito no caso de impaciência e irritabilidade. Também alivia inflamações alérgicas, dermatites e cura mais rápido as feridas;
  • Cedro: melhora a elasticidade e fortalece a pele, assim como serve para repelir insetos;
  • Estrela-de-Belém: indicado para qualquer tipo de trauma e dores;
  • Laranja: estimula o sistema linfático, reduz problemas digestivos e de nervosismo;
  • Limão: auxilia na concentração e reforço da atenção, ótimo para o sistema circulatório, regenera o tecido conjuntivo e repele insetos;
  • Lonicera japonica: conhecida também como madressilva, a erva melhora a atenção e concentração do animal;
  • Prunus cerasifera: ótima para animais que não conseguem viajar de carro;
  • Rosa-de-pedra: boa para cães que sofreram trauma, pois aumenta a coragem e a confiança, assim como alivia o estresse
  • Incenso: reduz o estresse e a depressão, ótimo quando você precisar deixar o animal sozinho.

Converse com o médico veterinário

Os benefícios que os óleos essenciais podem trazer para os cães são inúmeros. Mas é importante que você não tenta administrar sozinho, ou seja, sem a orientação de um profissional. Logo, converse com um médico veterinário ou aromaterapeuta e veja o que se encaixa melhor para o seu amigo peludo e se informe sobre a quantidade ideal. Boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *