Por que meu filhote de cachorro está vomitando?

As causas para o vômito em filhote de cães podem ser diversas, desde uma indigestão até um envenenamento. Entenda os motivos e como curar.
Labrador vomitando

Uma das situações mais angustiantes que vivemos como tutores ou amantes dos animais é perceber que um filhote de cachorro está vomitando. E a angústia é ainda maior se não temos a menor ideia do que pode estar acontecendo e de como agir para ajudá-lo.

O vômito é sinal de que alguma coisa não vai bem no organismo do cachorro e, dependendo do caso, pode se tratar de algo realmente grave. Pode ser apenas uma indigestão, por ter comido demais ou muito rápido, ou até um envenenamento!

E apesar de cães em todas as idades estarem sujeitos a vômitos, os filhotes costumam ser mais frágeis e têm mais dificuldade para se recuperar após um vômito.

Exatamente por isso é tão importante saber o que fazer quando um filhote de cachorro está vomitando para prestar auxilio imediato e evitar que sua saúde continue piorando. Pensando nisso, resumiremos neste artigo as principais causas do vômito nos cachorros e como preveni-las.

Por que meu filhote de cachorro está vomitando?

Embora não sejamos especialistas, podemos ajudar o veterinário a concluir qual é a causa específica do vômito do cachorro. Porque somos nós, como tutores, que conhecemos o comportamento e os hábitos dos nossos peludos. E se estamos atentos, podemos identificar rapidamente as mudanças na conduta e no aspecto do cão, que talvez indiquem alguma patologia.

Para te ajudar a identificar por que o seu filhote de cachorro está vomitando, resumiremos a seguir as 5 causas principais do vômito nos cães.

1. Desequilíbrios ou maus hábitos alimentares

As principais causas de vômito nos cachorros estão relacionadas com a alimentação. Uma nutrição desequilibrada, tanto em qualidade como em quantidade, pode provocar diversos problemas digestivos, como vômitos, diarreia, prisão de ventre, flatulências excessivas, etc.

Por exemplo: um cão que come uma quantidade exagerada de comida diária, provavelmente, terá sobrepeso e algum mal estar digestivo. Além disso, se um filhote consome uma quantidade excessiva de algum nutriente (como podem ser os carboidratos), também poderá apresentar certa dificuldade de digerir a comida.

Desse modo, os maus hábitos alimentares costumam explicar, em muitos casos, porque um filhote de cachorro está vomitando. Um cão que come rápido demais, praticamente sem mastigar a comida, é um grande “candidato” a sofrer transtornos digestivos e doenças gravíssimas, como a torção gástrica, que possui uma altíssima taxa de mortalidade entre os cães.

Portanto, é fundamental prevenir esses maus hábitos desde a chegada do filhote à nova casa para evitar problemas no futuro. O Kong, por exemplo, é um excelente brinquedo para combater a ansiedade e estimular que o cão coma mais devagar.

Além disso, lembre-se de sempre contar com a orientação do veterinário para determinar o melhor tipo de dieta e a quantidade ideal de comida para cada etapa da vida do seu melhor amigo.

2. Alergia ou intolerância alimentar

Outra causa frequente do vômito nos filhotes e nos cachorros adultos são as intolerâncias ou alergias alimentares. Mas atenção! Embora esses termos possam ser usados erroneamente como equivalentes, as intolerâncias e as alergias alimentares não são a mesma coisa.

As alergias consistem em uma resposta exagerada do sistema imunológico ao contato com algum ou vários elementos naturais ou artificiais. Um cão, assim como uma pessoa, pode ser alérgico ao pólen, sensíveis a cheiros fortes, a substâncias químicas, e também a vários alimentos, como ovo, soja, milho, frango, mariscos, trigo, etc.

A grande diferencia entre alergia e intolerância alimentar é que esta última não “dispara” uma resposta anômala do sistema imunológico. Os problemas digestivos provocados pelos casos de intolerância alimentar nos cachorros derivam da incapacidade ou dificuldade de digerir certas moléculas ou compostos presentes em alguns alimentos.

Igualmente, o vômito é um sintoma comum que pode aparecer tanto na intolerância como na alergia alimentar. Por isso, se você perceber que seu filhote de cachorro está vomitando pouco tempo depois de comer, procure um veterinário para investigar se seu melhor amigo precisa seguir uma dieta especial para evitar os alimentam que causem intolerância alimentar ou alergia.

3. Filhote de cachorro vomitando por parasitas

A presença de vermes no trato gastrointestinal também pode provocar vômito nos cachorros. Nesse caso, provavelmente você observará outros sintomas, além do sinais físicos, como alterações na conduta do seu melhor amigo.

Inicialmente, é possível que um cão com parasitas se mostre bem faminto, já que os vermes “roubam” boa parte dos nutrientes da corrente sanguínea dos seus hospedeiros. Mas se os parasitas continuarem se reproduzindo, o estado de saúde do cachorro parasitado começa a piorar rapidamente, principalmente se for um filhote. Em casos mais graves, podemos observar casos de desnutrição e anemia severa causados por uma infestação de vermes.

Para evitar que seu cãozinho sofra estes sintomas terríveis, é fundamental realizar os tratamentos periódicos com um vermífugo apropriado à sua idade, peso e tamanho. E nada melhor que consultar um veterinário sobre os melhores produtos e a frequência ideal para proteger seu melhor amigo de parasitas internos e externos.

4. Vômito por intoxicação ou envenenamento nos cães

Infelizmente, o vômito também pode ser provocado por uma infinidade de substâncias que o organismo do cão interprete como tóxicas. Se você perceber que seu cãozinho comeu qualquer coisa potencialmente tóxica, leve-o diretamente ao veterinário e informe que é um caso de urgência por risco de envenenamento.

Se você não sabe quanto tempo passou desde que o peludo consumiu a substância potencialmente tóxica, não provoque vômito. Somente o veterinário poderá dizer se o vômito é indicado ou não, e o melhor modo de induzi-lo. Fazer o seu cachorro vomitar de forma inadequada poderá apenas aumentar o sofrimento dele.

Os cachorros que têm o péssimo hábito de revirar o lixo ou os armários em busca de comida podem acabar consumindo acidentalmente alimentos e produtos tóxicos. Também podem acabar ingerindo corpos estranhos, que correm o risco de ficar “travados” na garganta ou no aparelho digestivo, podendo causar dificuldades respiratórias e digestivas.

Outro fator de risco é cultivar ou permitir que o seu melhor amigo tenha acesso a plantas venenosas para os cães. Portanto, para evitar que seu pet seja vítima de uma intoxicação alimentar ou de um caso de envenenamento, lembre-se de manter uma ótima organização na casa e no jardim.

Além disso, eduque-o desde filhote para assimilar que comer qualquer coisa que vê pela frente ou revirar o lixo é um comportamento indesejável. Lembre-se de usar o reforço positivo para estimulá-lo a aprender boas condutas e jamais aplicar o castigo físico ou outros métodos negativos para repreendê-lo, já que os resultados são contraproducentes e perigosos!

5. O vômito como sintoma de patologias

Infelizmente, são muitas as doenças que têm o vômito como um de seus sintomas. Nos cães adultos, a gastroenterite é uma das patologias que podem provocar vômitos constantes, além de dores abdominais e apatia.

Nos filhotes, a parvovirose e a cinomose são causas bastante comuns e muito preocupantes do vômito. Não esqueça que os filhotes são particularmente vulneráveis às infecções (principalmente às de origem viral) e estas doenças possuem uma altíssima taxa de mortalidade. Por isso, se o seu filhote de cachorro está vomitando, não duvide nem por 1 segundo de levá-lo ao veterinário.

Felizmente, existem vacinas eficazes para prevenir a maioria das doenças potencialmente mortais nos filhotes. Por isso, não deixe de cumprir o cronograma de vacinas indicadas para o seu filhote. Elas são a maneira mais eficaz de proteger o seu filhote de tais patologias.

O vômito pode e deve ser evitado

Como você pode ver nesse artigo, as razões para o vômito nos cachorros pode variar bastante. Elas podem ir desde uma simples indigestão, até um caso de intolerância alimentar, envenenamento ou uma grave infecção. Os filhotes são mais frágeis que os cães adultos e requerem cuidados especiais.

Se o seu filhotinho estiver vomitando, o melhor a se fazer é consultar o veterinário e informá-lo sobre os hábitos do seu amiguinho, que podem ser muito úteis para descobrir a causa do vômito.

Para evitar que seu filhote passe por essa situação desagradável (e dolorosa) o melhor é tomar cuidados preventivos: deixar o ambiente em que ele vive limpo e organizado, aplicar todas as vacinas necessárias, afastar elementos que possam causar intoxicação, como certos tipos de plantas e produtos químicos, aplicar vermífugos regularmente, etc.

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *