Cachorro enjoado no carro: como evitar?

Nem sempre os passeios de carro podem ser prazerosos para os cães. Saiba o porquê dos cães ficarem enjoados e o que fazer nesses casos
border collie na janela do carro

A maioria dos cães amam passear de carro com os tutores. No entanto, muitos peludos podem ter enjoo durante o passeio, principalmente os filhotes. Em alguns casos o animal pode acabar até vomitando dentro do carro. Por isso, é importante estar preparado para evitar problemas. 

Mas à medida que crescem, grande parte dos cães param de sentir enjoo durante os trajetos de carro. Pensando nisso, neste artigo, nós vamos te dar algumas dicas essenciais para ajudar você a evitar que o seu amigo peludo sofra com esse desconforto. Acompanhe até o final!

Por que o meu cachorro sente enjoo ao andar de carro?

Um cachorro fica enjoado em um passeio de carro devido a uma estimulação que ocorre no sistema vestibular (ou sistema gravito ceptor). Neste sistema existe um órgão do ouvido interno em forma de três semicírculos não relacionado à audição, mas ao equilíbrio. Este aparelho é responsável por detectar os movimentos do corpo do cachorro através do sistema vestibular.

O sistema vestibular é responsável por receber do ambiente e enviar ao cérebro as informações do movimento. Quando ele se desequilibra, ou seja, quando o animal está em constante movimento no carro, há uma demora de percepção entre a visão e a audição, e isso gera enjoo e vômito. Em palavras científicas, esse desequilíbrio se caracteriza como cinetose.

A cinetose é um fenômeno que ocorre em diversos mamíferos, entre eles os humanos, cachorros e gatos. Nesta condição, ocorre uma perturbação no reconhecimento do movimento pelo sistema vestibular, sempre que o corpo está parado e o ambiente em movimento aparente. Ou seja, o sistema fica confuso e desperta sintomas físicos no animal.

Mas não é apenas isso! Existem outras razões que levam o cachorro a ficar enjoado no carro, como por exemplo o estresse, que também gera o desconforto, principalmente quando o pet associa a viagem de automóvel a uma sensação desagradável ou dolorosa, como uma ida ao médico veterinário.

O estresse interfere no processo digestório, provocando náuseas, enjoos e consequentemente, os vômitos. Até mesmo o excesso de cera e algumas infecções comuns, principalmente nos cachorros orelhudos, como o cocker spaniel, podem causar o enjoo no pet.

Entretanto, não são apenas sensações ruins que provocam o enjoo no carro. Depois de um passeio com atividades físicas intensas, alguns cachorros ficam muito ofegantes e isso pode causar desconforto gástrico e o animal pode acabar vomitando. Com a tranquilidade da volta para casa, a sensação de náusea fica ainda pior.

E em outros casos, o cachorro pode simplesmente não gostar de sair de casa e se sentir mal com toda a movimentação. Os pets idosos e cães de algumas raças específicas, como o pug e o buldogue inglês, preferem a tranquilidade do lar. Saber que estão indo passear ou fazer alguma outra atividade que não os agrada, pode fazer com que estes peludos fiquem agitados e consequentemente enjoados.

O ideal é tentar identificar aquilo que o seu cãozinho gosta para evitar problemas durante o trajeto. Respeitar o limite, as vontades e gostos do pet é muito importante para que ele possa levar uma vida tranquila e saudável.

Os sinais de enjoo nos cães

  • Vômito;
  • Apatia ou ficar muito agitado;
  • Ficar ofegante;
  • Saliva em excesso;
  • Olhos com lágrimas ou avermelhados;
  • Bocejar demais.

Como proceder caso meu pet esteja com enjoo?

Após identificar que o seu amigo peludo está enjoado, pare o carro imediatamente. Continuar com o carro em movimento pode piorar a situação do pet. Em seguida, leve-o para fora para que ele possa tomar um pouco de ar e ficar menos ansioso. É importante que você deixe que ele sinta o ar fresco por pelo menos 15 minutos. O ideal é esperar até que a respiração dele fique normalizada.

Em seguida, você pode tentar oferecer um pouco de água para o cachorro, principalmente se ele tiver vomitado, pois ele precisa se reidratar. No entanto, caso ele dê sinais de que não quer ou até mesmo não consegue beber a água, não insista. Espere chegar em casa e ofereça a água novamente ao cãozinho.

Em alguns casos, a sensação de enjoo e náusea podem demorar horas para passar. Com isso, o ideal é levar o animal ao médico veterinário para que ele possa ser medicado. E caso o seu peludo sofra de enjoo com frequência, peça para o profissional indicar algum remédio para você usar em casos emergenciais. Mas lembre-se: se ele se sente enjoado sempre que anda de carro, evite os passeios.

Como evitar o enjoo nos cães?

A melhor maneira de evitar o enjoo nos cães quando eles andam de carro, é verificando se ele realmente se sente confortável com o passeio. Além disso, procure sempre deixar a janela do carro aberta para evitar que ele sinta náuseas e tenha sempre uma garrafa de água por perto. Alguns cães podem ter pré-disposição ao enjoo, por isso é importante ficar atento. Boa sorte!

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *