8 curiosidades sobre a raça brasileira fox paulistinha

Surpreenda-se com essas curiosidades sobre o fox paulistinha, uma raça nacional e muito querida por muitos brasileiros
Fox Paulistinha sentado

Tendo a sua origem no Brasil, o fox paulistinha ou terrier brasileiro é uma cãozinho que conquista a todos por sua lealdade e amor que sente pela família. Não o bastante, esse cachorrinho já foi estrela de alguns comerciais de grandes marcas de rações e outros tipos de produtos brasileiros. De pequeno porte e cheio de energia, o fox paulistinha é um cachorro saudável e de temperamento tranquilo. 

É muito difícil ver um cãozinho como esse e não se apaixonar logo de primeira. Ele tende a responder bem aos comandos dos tutores e cria fortes laços com a família. A raça é muito querida em diversas cidades do país, principalmente em São Paulo. E você, já considerou ter em casa um fox paulistinha? 

Para saber mais sobre essa raça e ter certeza de que ela é a ideal para você, continue lendo o artigo até o final. Neste texto vamos te mostrar 8 curiosidades incríveis sobre a raça. Além disso, vamos te contar um pouco sobre como é a saúde desse cãozinho e qual é o valor dele no Brasil. Vamos lá! 

8 curiosidades incríveis sobre os cães da raça fox paulistinha 

1. Foi originado no Brasil 

Existem duas teorias sobre como surgiu esse cãozinho. Alguns acreditam que o fox terrier e o jack russel terrier foram trazidos dentro dos navios que vinham da Holanda e Portugal para o Brasil, e aqui cruzaram com raças como o pinscher, dando origem ao fox paulistinha.

 Entretanto, a teoria mais aceita é que jovens brasileiros que estudavam em universidades europeias traziam cães pequenos do tipo terrier na volta para o Brasil. Com o tempo, esses cães acabaram cruzando com algumas raças no interior de São Paulo, dando origem ao terrier brasileiro.

2. Segunda raça oficializada como brasileira 

A primeira raça a ser oficialmente reconhecida como brasileira foi a raça fila. O fox paulistinha levou mais tempo para ser reconhecido como brasileiro. Em 1964 os criadores desse cãozinho tentaram oficializar a raça, mas tiveram o pedido negado. Após várias tentativas, a raça foi reconhecida em 1995 de maneira provisória. Mas em 2006 teve sua oficialização definitiva pela Federação Cinológica Internacional (FCI).

3. Cheio de energia 

Quem vê o tamanho do fox paulistinha não imagina o tanto de energia que esse cãozinho possui. Os cães desta raça precisam ter uma rotina de atividades, exercícios físicos e brincadeiras, logo, o tutor deve estar ciente que precisa separar tempo para se dedicar ao terrier brasileiro. Entretanto, é importante lembrar que o gasto de energia deve ser feito de maneira saudável, sem exageros para não sobrecarregar o animal.

4. Ele tem vários apelidos

Além de ser conhecido como terrier brasileiro e fox paulistinha, esse cãozinho também é conhecido como foquinho em Minas Gerais e apenas “fox”, no Rio Grande do Sul, provando sua popularidade em todo o país. Você já viu um cãozinho dessa raça andando pela sua cidade? Se sim, qual é o apelido dele por aí? 

5. Garoto propaganda 

A raça só foi reconhecida oficialmente em 2006, mas antes disso o fox paulistinha já era bastante popular. Em 1998, a raça virou estampa em um dos selos do correio, sendo uma das poucas raças a ganhar tamanha homenagem. Além disso, o cãozinho participou de várias campanhas publicitárias, como os comerciais da marca Bauducco. E para completar todo o sucesso, a raça fox paulistinha também já brilhou em algumas novelas. Como Amor à Vida, com a cadelinha Jolie e na trama Balacobaco, como a cachorrinha Dolores. 

6. Apaixonado pela família 

O fox paulistinha possui uma personalidade animada, gentil e alegre. Esse cãozinho também cria laços fortes com a família, sendo apaixonada por seus tutores. Além disso, são animais que gostam de companhia e de estarem em contato com os humanos, logo, não gosta de ficar sozinho.

7. Fox paulistinha x novas amizades 

O fox paulistinha é apaixonado por seus tutores, entretanto, esse cãozinho não é tão bom para lidar com pessoas estranhas e outros animais. Por isso, o tutor deve adestrá-lo desde cedo, dar espaço e tempo para que ele aos poucos se acostume com presenças diferentes na casa. 

8. Ótimo em apartamentos

Devido ao seu tamanho, o fox paulistinha se adapta bem a ambientes pequenos, entretanto, é importante lembrar que ele precisa gastar energia. Por isso, o tutor deve estar ciente que precisa levá-lo diariamente para fazer passeios onde ele possa correr e brincar. Mesmo se adaptando bem a apartamentos, esse cãozinho tende a levar uma vida ainda melhor em espaços maiores. 

Como é a saúde do fox paulistinha?

O fox paulistinha é um animal saudável que não apresenta muitos problemas de saúde por sua necessidade de sempre estar ativo. Entretanto, isso não significa que o animal não precise fazer visitas ao médico veterinário. Além disso, se o tutor perceber que o fox paulistinha está com indisposição ou falta de energia, deve levá-lo com urgência ao veterinário, pois não é normal para essa raça se sentir indisposto.

Entretanto, o tutor precisa ter alguns cuidados em relação à pelagem desse cãozinho. Por ele não precisar ser tosado, as escovações precisam ser no mínimo semanais. Além disso, o tutor deve ter atenção com os banhos. A indicação é que sejam mensais no inverno e quinzenais no verão para não prejudicar a pele do animal. Banhos em excesso podem fazer com que ele desenvolva dermatite

Qual é o valor do fox paulistinha no Brasil? 

Por ser uma raça brasileira e muito resistente, esse cãozinho pode custar cerca de R$ 500 a R$ 2000. No entanto, é muito importante que o tutor procure um canil oficializado para adquirir o fox paulistinha. Além disso, antes de comprar um cãozinho, passe no abrigo da sua cidade. Adotar é tudo de bom! 

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *